Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Exemplos de como as crianças podem deixar os adultos sem palavras

7-14
15k

Ai, essas crianças! Não deixam os pais dormirem, fazem bagunça e são muitas vezes subestimadas. Mas esses pequenos são como esponjas e absorvem informação do meio em que vivem muito rapidamente. O olhar através do prisma infantil é com certeza especial: senso de humor diferenciado, opiniões inusitadas e até pequenas doses de sabedoria de vida. É uma pena que nós, adultos, tenhamos perdido essa mentalidade infantil.

Nós, do Incrível.club, aprendemos muito com nossos filhos, mas às vezes não sabemos como reagir a algumas frases ou perguntas. E você, passa pelo mesmo?

  • Em vez de gritar com os alunos bagunceiros, resolvi testar um método diferente: mostrei que estava chateado por ter preparado um material para eles estudarem e aprenderem na aula, mas ninguém me escutava. Infelizmente, isso só piorou a situação. Uma menina começou a chorar por eu estar chateado. © rijsamurai / Twitter
  • Escutei um diálogo sensacional no mercado entre uma mãe e sua filha. A filha disse: “Quero um dragão, grandão e com asas enormes!” Mãe: “Para quê? Para o príncipe encantado te resgatar?” Filha: “Para ele me proteger do príncipe”. © pino__chii/ Twitter
  • Uma vez estava sentada ao lado da filha de 10 anos de uma amiga. O telefone dela começou a tocar, ela atendeu e, revirando os olhos, disse: “Estou ocupada. Se você disser mais uma vez que me ama, vou responder que amo só kinder ovo com presente de princesa”. © sumaher_sonia / Twitter
  • Recebi a ligação de um jovem perguntando se poderia marcar uma consulta para a mãe dele. Eu perguntei se a mãe sabia que seria marcada, e ele respondeu: “Não, mas ela sempre me marca no dentista sem o meu consentimento e agora resolvi fazer o mesmo para ela ir ao psicólogo”. © Verderz / Pikabu
  • Uma amiga me contou sobre sua filha de 13 anos. A criança saiu do banho e perguntou: “Mamãe, minha calcinha não combina com o sutiã”. A mãe respondeu: “Filha, não tem problema, você não vai mostrar para ninguém mesmo”. Filha: “Mas, então, por que você vai para o trabalho com um conjuntinho?” Depois disso, minha amiga precisou mudar de assunto. © Ramone87 / Pikabu

  • Era bem pequena. Eu e minha irmã (mais nova) assistíamos a um desenho animado na TV. No final, quando mostraram a rainha vencendo, eu levantei e gritei: “Eba! Que linda!” E minha irmã complementou: “Mas é malvada”. Perguntei a ela: “E você preferiria ser bonita e malvada, ou feia e boa?” Ela disse: “Bonita mesmo, depois resolveria o resto”. © Vivasvanta / Pikabu

  • No jardim de infância pediram às crianças para desenharem suas famílias. Os desenhos foram avaliados por um psicólogo infantil, que ficou preocupado quando viu o meu trabalho. Eu havia desenhado quatro pessoas na imagem: “eu”, “irmão”, “papai” e “tia Sônia”. Minha mãe não estava no desenho. Os professores começaram a achar que tinha algum problema na minha família, pois eu não considerava que tinha mãe. Meus pais foram chamados à escola e tiveram de conversar com o diretor. Depois de chegar em casa, eles me perguntaram: “Amor, por que você não desenhou a mamãe?” Respondi: “Porque a mamãe é bonita e eu não sei desenhar bonito!”
    Sim, tia Sônia, me perdoe... © nadnaminebo / Pikabu
  • Quando perguntaram ao filho mais velho quantos anos tinha a mãe dele, ele respondeu: “Mamãe tem 20 anos e 2 rabos”, e apontou para si mesmo e para o irmão. © Анютка Дзюбенко / Facebook
  • Domingo de manhã. Meu filho tinha cerca de 5 anos. Enquanto fazia o almoço na cozinha, notamos pela janela que havia um gato em cima da árvore do nosso quintal. Meu filho abriu a janela, se debruçou e gritou bem alto: “Gato! Sai daí ou você vai cair!” Imediatamente o tirei de lá, ele abaixou os olhos e disse: “Mamãe, ele não responde. Será que é surdo?” Ele está com 30 anos agora, mas nunca esquecemos esse momento. © Nataliya Nikolyuk / Facebook
  • Estava na fila do banco com minha filha. No monitor passava um vídeo interativo de criminosos que pegavam empréstimo e depois sumiam. Nessa hora, apareceu um cara barbudo na tela. Minha filha apontou o dedo e disse: “Mamãe, mamãe, olha o papai!” © Елена Василишина / Facebook
  • Meus pais tinham grandes esperanças comigo, pois eu amava ler quando criança. Enquanto o pessoal estava brincando, se dando pontapés e fazendo todo tipo de bagunça, eu era aquela criança que ficava no canto lendo algum livro. Meus pais tinham certeza de que eu viraria um professor ou escritor, mas, na verdade, eu lia livros clássicos para achar xingamentos antigos e depois usá-los com meus amigos. Alguém se aproximava de mim no corredor e eu poderia dizer: “Ah, lá vem esse beócio de novo...” © “Палата” № 6 / vk
  • Minha filha tem 6 anos e frequenta o jardim de infância. Ontem houve uma reunião de pais na escola, pois as crianças organizaram um protesto contra o sanduíche de queijo pelo 4º dia seguido. Eles desenharam e escreveram em cartazes, com inúmeros erros gramaticais, e inventaram músicas para gritar e cantar o dia todo. Eu e meu marido ficamos sérios durante a reunião, mas caímos na gargalhada quando chegamos em casa, pois já sabíamos que a líder desse “movimento” era a nossa filha. © “Палата” № 6 / vk
  • Minha filha comeu macarrão até não aguentar mais. Depois se deitou com a barriga cheia, apontou para o umbigo e disse: “Chega de comida! Nunca mais, ouviu?” Nessa hora, meu marido chegou, abriu a porta de casa e gritou: “Quem quer sorvete?” Minha filha pulou da cama no mesmo instante e respondeu: “Tem de chocolate?” © “Палата № 6” / vk

E você, tem alguma história engraçada de quando era criança? Ou talvez dos seus filhos? Compartilhe!

7-14
15k