Incrível
Incrível

Mãe faz lindas ​​fantasias para filha com síndrome de Down e leva a internet às lágrimas

Sem dúvida nenhuma adotar uma criança é uma decisão séria e que exige que os futuros pais estejam bastante preparados. Mas para quem decide adotar uma criança com deficiência esse passo envolve também outras responsabilidades. Os futuros pais precisam conhecer alguns aspectos diferentes sobre a criação e precisam abrir suas mentes e seus corações para ajudar a criança a crescer em um ambiente de aceitação e felicidade.

Hoje, o Incrível.club vai contar a história de Katerina, uma mãe extremamente dedicada que adotou uma menina com síndrome de Down e decidiu que o objetivo dela era cercar a filha de amor e carinho. Confira mais detalhes sobre essa história e prepare-se para se emocionar.

1. O sonho de Katerina sempre foi adotar uma criança

Quando ainda era muito jovem Katerina decidiu que seus filhos seriam adotados, pois ela sempre soube que havia e ainda há um número muito grande de crianças que precisam de uma família amorosa. Quando ela e o marido iniciaram o processo de adoção, eles ainda não sabiam que adotariam uma criança com deficiência.

Eles queriam um bebê pequeno e saudável, como os que costumam ser mostrados em vídeos sobre adoção na TV. Contudo, depois de algum tempo descobriram que havia uma lista de espera de cinco anos para que crianças assim fossem adotadas.

O casal queria ajudar as crianças que mais precisavam e que muito provavelmente não seriam adotadas rapidamente, ou seja, permaneceriam sentadas entre quatro paredes por muitos e muitos anos. Para a surpresa dos dois, no banco de dados de órfãos uma em cada duas crianças tem síndrome de Down. E não demoraram muito tempo para tomar uma decisão. Para eles, Lisa parecia uma pequena heroína de desenho animado.

2. O primeiro encontro entre pais e filha foi cheio de emoção

Para Katerina era muito estranho ir ao encontro da “filha de outra pessoa”. No entanto, ela rapidamente percebeu que Lisa não era uma estranha; Lisa era filha deles. Dizem que os pais adotivos podem “sentir” quem é o filho deles quase imediatamente, e Katerina de fato sentiu isso na primeira vez que viu a menina.

Mas após esse primeiro encontro Katerina precisou voltar para sua casa sem Lisa, o que foi muito difícil. Ela disse que chorou o caminho todo. “Eu sentia que a estava traindo ao deixá-la sozinha no orfanato. Mas precisávamos preencher toda a papelada antes de mais nada. E quanto a Lisa, ela ainda precisava aprender a demonstrar seus sentimentos. Afinal de contas, as crianças que moram em orfanatos muitas vezes não choram quando se sentem mal, porque sabem que as pessoas nunca vão voltar”, contou Katerina para o Incrível.club.

3. A mãe começou a fazer fantasias para Lisa

Lisa inspirou a mãe a começar a fazer diferentes fantasias. Katerina queria criar um conto de fadas em torno da filha, mas como sabia que isso não era possível na vida real, decidiu criar esse mundo mágico por meio da fotografia.

Lisa, como a maioria das meninas, adora roupas novas. Ela pode ficar experimentando roupas diferentes o dia todo em frente ao espelho. E tirar fotos, para ela, é como um jogo. Os pais nunca forçam Lisa a fazer o que ela não quer. Se não está com vontade de posar, eles simplesmente deixam tudo para outro dia.

Ou seja, todas as sessões de fotos são como uma viagem divertida com uma roupa bonita. E como todos sabem, emoções positivas e novas impressões costumam ter um efeito muito positivo no desenvolvimento das crianças.

4. A mãe tem muitos desafios, mas supera todos com muita maestria

Katerina diz que Lisa é uma criança comum e travessa. Segundo ela, sua filha exige apenas muita paciência. A única coisa que a incomoda é a atitude dos outros em relação às crianças com deficiência. Como a reação das outras pessoas nem sempre é positiva, ela decidiu criar uma página da Lisa no Instagram, para que as pessoas começassem a entender como as crianças com síndrome de Down são maravilhosas.

Katerina quer provar que é impossível dividir as pessoas em grupos como “comuns” e “especiais”. Para ela, todas as pessoas são maravilhosas e todas merecem ser bem tratadas.

5. Katerina tem uma mensagem emocionante para os pais

Segundo Katerina: “Se você tem um filho com deficiência, ame-o! Você é a pessoa mais importante para ele, e ele vai te amar mais do que qualquer outra pessoa. E não se arrependa das coisas que fizer e não se culpe. Seu bebê é maravilhoso e você não tem culpa de nada! Você pode fazer tudo que quiser. E, enquanto isso, apenas aproveite a companhia um do outro”.

Para os pais adotivos, Katerina também tem uma mensagem especial: “Se você quer adotar um filho, não tenha medo. Não tenha medo de não poder dar ou comprar algo para ele. O mais importante é que você está dando a ele ou a ela uma família! E para as crianças, isso é o mais importante. Estar com você sempre será melhor para o seu filho do que ficar sozinho em um orfanato”.

O que costuma fazer para se relacionar com seus filhos? E que emoções a história de Katerina e Lisa despertaram em você?

Incrível/Gente/Mãe faz lindas ​​fantasias para filha com síndrome de Down e leva a internet às lágrimas
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos