Incrível

10+ Inspiradoras histórias de moradores de rua que mostram que todos merecem uma segunda chance

1---
12k

Os motivos que levam uma pessoa a abandonar o lar e ir viver nas ruas são vários: uso de drogas, alcoolismo, desentendimentos familiares, etc. Seja como for, a reintegração não costuma ser uma tarefa fácil. Exige força de vontade, amor e, muitas vezes, uma dose de apoio e boa vontade dos familiares e amigos. Quem já saiu das ruas sabe como é esse processo.

Incrível.club traz pra você uma seleção de lindas e curiosas histórias sobre moradores de rua e mostra como a solidariedade pode ajudar a mudar a realidade e o futuros dessas pessoas carentes.

1. Úrsula ganhou um dia de princesa

Úrsula, mais conhecida como “Maravilhosa”, é uma transexual que mora nas ruas de Porto Velho (Rondônia) e virou sucesso ao desfilar ao vivo em uma transmissão da TV Allamanda, afiliada do SBT. Após a repercussão do “desfile”, ela ganhou do maquiador Alisson Motta um dia de princesa com direito a maquiagem e cabelo. Alisson falou sobre as dificuldades encontradas por Úrsula por ser LGBT+ e moradora de rua.

2. João ganhou uma nova vida graças ao crochê

João Marcos Ribeiro Santos tem 28 anos. Ele fugiu de casa aos 12 quando a mãe faleceu e viveu um bom tempo nas ruas de Curitiba. Como sem-teto, encontrou em algumas linhas que recebeu como doação, o fio de esperança que o salvaria daquela situação. João começou a fazer peças de crochê e a vendê-las e assim ganha a vida. Com a sua arte, conseguiu sair das ruas e hoje consegue se manter. Seu sonho é abrir uma lojinha para vender seu artesanato.

3. O morador de rua que se tornou astro do YouTube

Fábio Barrinuevo mora nas ruas Guaxupé (MG) há cerca de 3 anos e é muito querido na cidade. Por conta disso, a empresária Jessyka Bueno pediu para que ele fizesse um vídeo para divulgar sua loja nas redes sociais. O trabalho fez tanto sucesso que a empresária o contratou. Outros comerciantes hoje ajudam o rapaz doando alimentos e até serviços como corte de cabelo. O objetivo é ajudar Fábio a sair das ruas.

4. “Bin Laden” mudou o visual e reencontrou os irmãos

Carlos Augusto Lima de Souza, mais conhecido como Bin Laden, mora desde 2016 nas ruas de São Paulo e se sustenta recolhendo recicláveis. Ele contou em entrevista que seu grande sonho era voltar a ver a família que mora em Barueri, na Grande São Paulo. Uma emissora de TV conseguiu realizar o encontro. Bin Laden (ou, melhor, Carlos) ganhou corte de cabelo e barba, um belo paletó e pôde visitar os irmãos. Agora, ele quer mudar de vida.

5. Daniel ganhou um ingresso para ver seu time do coração

O catador Daniel Neves aproveitou o jogo do Internacional contra o Palestino do Chile pela Copa Libertadores, realizado no estádio Beira-Rio, para recolher o lixo reciclável deixado pela torcida. Torcedor da equipe colorada de Porto Alegre, ele se caracterizou como o mascote do Inter, um saci. Só que não contava com a solidariedade de um torcedor, que ofereceu a ele um ingresso para, pela primeira vez, curtir um jogo do time de coração do lado de dentro do estádio. Daniel, é claro, teve um dos momentos mais emocionantes de sua vida.

6. O artista de rua que pinta quadros para sobreviver

Gerson Flores é um artista que mora nas ruas de Belo Horizonte há mais de duas décadas e vende seus quadros para garantir o próprio sustendo e do mascote, Pitoco. Ele conta que a vida nas ruas é muito difícil: ‘Ninguém me vê, mas enxergam minhas pinturas’. Mas Gerson não desanima. Ele depende da solidariedade de pessoas que doam telas e tintas para que siga com seu trabalho.

7. De morador de rua a maquiador de sucesso

Anderson saiu de casa por causa do vício em crack e foi parar na rua. Ele tinha o sonho de ser maquiador e um dia, revirando o lixo, achou um estojo de maquiagem. Na rua, Anderson começou a maquiar a si mesmo sozinho. Animado com o novo “hobby”, pediu à mãe para voltar para casa. Ele queria se dedicar mais à maquiagem e estava disposto a largar o vício. Foi aí que teve a ideia de gravar tutoriais de maquiagem. Hoje, é um youtuber bastante reconhecido por seu talento e tem mais de 8 mil seguidores.

8. Das ruas para os estúdios de TV

Erlan Bastos é manauense e ganhava seu sustento como catador de latinhas. Ele veio da capital do Amazonas para São Paulo para tentar uma vida melhor depois que os pais perderam o emprego. Viveu nas ruas na rua da capital paulista por seis meses até que começou a produzir vídeos para o seu canal no Youtube. Graças ao sucesso das produções, Erlan foi convidado para o programa Vida de Artista, na Rede Meio Norte, no Piauí.

9. O morador de rua que vende livros

José Marcos de Souza tem 55 anos e há 3 mora nas ruas da Praia do Flamengo no Rio de Janeiro. Ele conta que morava com uma irmã na cidade de Niterói, mas que por causa de um desentendimento familiar saiu e não voltou mais. Hoje, José acorda de madrugada, enrola seu colchonete, guarda seus pertences e arruma sua banquinha de livros, onde recebe doações, mas também vende livros de segunda mão.

10. Cleiton ganhou novo visual e ficou irreconhecível

Cleiton vive em situação de rua há algum tempo e não gosta de tocar no assunto. Ele foi abordado pelo cabeleireiro profissional e youtuber Henrique Lopes do canal Tapa na cara, que lhe ofereceu um dia de beleza. Enquanto ganhava um “tapa no visual”, Cleiton contou ao youtuber que veio para a cidade de Belo Horizonte, ficou um dia sem dinheiro para o hotel, dormiu na rua e acabou ficando.

11. Sebastião foi sorteado, ganhou uma casa e conseguiu sair das ruas

Sebastião Luiz da Silva tem 39 anos, 20 deles foi morando nas ruas do Rio de Janeiro. Ele se sustentava trabalhando como vendedor de doces. Conheceu a assistente social Patrícia Santana que o ajudou a tirar documentos e o inscreveu em um sorteio para receber um apartamento na Zona Oeste da cidade. Hoje, trabalha como porteiro e possui seu espaço.

Gostou das histórias? Conhece alguma parecida com a dessas pessoas? Conte para a gente e não se esqueça de compartilhar a matéria com seus amigos. Vamos espalhar as boas notícias.

1---
12k