Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

9 Detalhes da nossa aparência que podem causar uma má impressão em questão de segundos

As pessoas tiram 3 conclusões universais quando olham para o rosto umas das outras: como uma pessoa é dominante, confiável e bonita. Demora menos de um segundo. E embora a primeira impressão possa estar errada, por vezes é a única coisa que temos: na entrevista de emprego, no primeiro encontro e quando vamos conhecer a família do parceiro ou parceira. A única conclusão que podermos tirar é a de que é sempre mais válido estar preparado para isso.

Incrível.club avaliou os resultados de pesquisas científicas sobre como a primeira impressão é formada e quais os estereótipos em relação à aparência dos outros podem afetar nossa percepção. Acompanhe!

Roupa

Apesar do ditado “Não julgue o livro pela capa”, há ainda muitos estereótipos relacionados com a forma como nós nos vestimos. Em um experimento, cientistas tentaram estabelecer qual a impressão que temos sobre uma pessoa dependendo da roupa que ela veste.

Foram testadas duas marcas específicas — Lacoste e Tommy Hilfiger. O resultado foi que a exibição do logotipo de alguma das marcas de grife imediatamente aumenta o status de quem a está vestindo. As pessoas consideram essa pessoa automaticamente mais rica. Ao mesmo tempo, o valor das peças de roupa não afetou a percepção em termos de atratividade, bondade e confiabilidade. Mas as pessoas avaliaram que o nível de renda era certamente maior, tirando conclusões apenas pela presença do logotipo.

Expressão facial

Características faciais mais “infantis” contribuem para uma aparência mais atraente e com maior confiabilidade. Intuitivamente, temos a impressão de que pessoas com o chamado babyface (ou “rostinho de bebê”) teriam traços mais infantis de personalidade: honestidade, autenticidade, ingenuidade. É normal querer proteger e cuidar de pessoas assim. Em parte devido a isso, pessoas com “rostos de bebê” tendem a ser absolvidas em julgamentos com maior frequência.

As reações do nosso cérebro quando vemos uma criança e um adulto com traços de criança são praticamente as mesmas. Quando, no entanto, o assunto é carreira profissional, quando são exigidos carisma e características de um líder, os detentores de rostos babyface podem sair perdendo, porque serão vistos como mais subordinados.

Tatuagens

Há alguns artigos científicos que dizem que mulheres com tatuagens são vistas como mulheres “fáceis”. Os entrevistados disseram que mulheres com tatuagens são menos sérias, com maior tendência à promiscuidade e, normalmente, bebem mais álcool do que mulheres sem tatuagens. E quanto mais desenhos pelo corpo, maior seria o efeito.

De acordo com outro estudo, no entanto, homens foram mais propensos a abordar mulheres tatuadas (tatuagens temporárias foram dadas aos participantes). Então, caso tenha alguma tatuagem e não esteja interessada em conseguir nenhum “seguidor”, é aconselhado cobrir a tatuagem com a roupa.

Outro experimento revelou que tatuagens criam uma imagem de alguém “aventureiro”, “com muita experiência” e “que ama emoções fortes”. Há certamente uma dose de verdade nisso, porque novas tatuagens reduzem significativamente a ansiedade e aumentam a satisfação de seus donos.

Olhar

Há uma impressão de que pessoas que têm a tendência de desviar o olhar durante uma conversa são menos sinceras e mais inclinadas a enganar os outros. Mesmo que isso possa ser um sinal de timidez, é importante notar esses pequenos momentos em que deixamos de olhar para a pessoa com quem conversamos. Não é possível, claro, nos ver de outra perspectiva, mas podemos perguntar se a outra pessoa está se sentindo confortável.

Curiosamente, o diálogo ao vivo, em pessoa, melhora a nossa qualidade de vida. Um experimento tentou provar que a conversar pela Internet causava os mesmos efeitos positivos que a conversa cara a cara. No entanto, os resultados não foram os esperados. Foi concluído que contato visual é extremamente importante para a satisfação pessoal e melhor qualidade de vida.

Corte de cabelo

Um experimento demonstrou que as mulheres são hipersensíveis aos cabelos de outras pessoas. Tanto a cor, comprimento, densidade, quantidade, tipo de corte, além de outras características, podem influenciar bastante a opinião de muitas mulheres sobre você. Pelos traços mencionados, podemos tirar conclusões sobre a idade de alguém, o estado de saúde, a condição financeira etc.

  • Cabelos lisos nos tornam mais jovens em 5 anos, já cachos, “aumentam” alguns anos.
  • Corte em camadas e cachos, semelhantes ao processo de fazer babyliss, envelhecem. Além disso, o corte em camadas causa a impressão de que a pessoa pode estar com problemas de saúde.
  • Cabelos longos podem dar maior feminilidade, porém estão menos associados ao profissionalismo e autoconfiança do que cabelos curtos.

É evidente que ninguém é obrigado a concordar com os dados mostrados pelos experimentos, isso é certamente uma opinião pessoal, mas acreditamos que testar novos cortes e até mesmo cores diferentes é sempre válido.

Cor do cabelo

A cor do nosso cabelo pode afetar a percepção dos outros no que diz respeito à atração física entre duas pessoas. Pode também indicar se seremos ou não bons funcionários para uma empresa, por exemplo. Há diversos estudos científicos sobre esse assunto, e nós encontramos alguns deles.

  • Tons frios envelhecem, e cores quentes dão a impressão de maior jovialidade.
  • Tons claros despertam maior empatia e prestatividade dos outros. Mulheres de cabelos castanhos passam a ideia de serem bem-sucedidas e talentosas.
  • Homens ruivos têm maior índice de rejeição quando tentam conhecer alguém romanticamente.

Em geral, os preconceitos e estereótipos em relação a cor do cabelo e as capacidades individuais são tão grandes que podem ser comparados similarmente à discriminação racial.

Maquiagem e sorriso

Pesquisas mostram que meninas com maquiagem aparentam ser, em média, 4 anos mais jovens, e a primeira impressão delas é 37% melhor do que meninas sem maquiagem. Ao mesmo tempo, a maquiagem exagerada é percebida negativamente, assim como sua total ausência. Uma maquiagem leve, pelo contrário, recebeu as avaliações mais positivas. Mulheres que usam grandes quantidades de cosméticos são despercebidas mais frequentemente, pois seus traços faciais mais marcantes ficam normalmente escondidos.

É mais fácil lembrar de um sorriso do que de uma roupa ou até um perfume. 48% das pessoas lembram de como alguém sorriu durante uma conversa, o que certamente contribui para a primeira impressão. Além disso, um belo sorriso cria a imagem de uma pessoa altruísta e atraente.

Como conduzir uma conversa

As pessoas pensam que se forem comunicativas e divertidas, compartilhando histórias legais sobre si mesmas, isso vai ajudar a criar uma boa primeira impressão. Na verdade, de acordo com alguns cientistas da Universidade de Harvard, causam maior empatia aqueles que fazem perguntas e não aqueles que são o foco da atenção durante uma conversa. Esses dados foram coletados durante 3 experimentos. As pessoas que fizeram mais perguntas durante uma conversa foram avaliadas como mais “atentas”, “compreensíveis” e “atenciosas”.

Nossa habilidade de construir novos relacionamentos, assim como o desenvolvimento individual, pode ser afetada negativamente pela nossa preocupação excessiva em saber como os outros pensam de nós. Cientistas concluíram que as pessoas estão tão imersas na ideia do que dizer e como agir, que simplesmente não notam o interesse daqueles com quem estão conversando.

Cuidados pessoais

Cuidar da aparência também contribui para uma primeira impressão. É por isso que vale a pena pensar nos detalhes, que normalmente não damos importância no dia a dia: os cuidados com a sobrancelha, cabelos, tamanho e corte da barba (para homens). Até mesmo barbas de tamanhos idênticos podem ser vistas de formas completamente diferentes, dependendo do cuidado investido. Se os cabelos estão tingidos, é válido lembrar que as cores podem ficar desbotadas ou a raiz pode estar começando a aparecer, por exemplo.

A professora de psicologia Vivan Zayas, e seus colegas, identificaram que a sensação criada quando olhamos para a foto de alguém é uma impressão quase que inapagável. Mesmo depois de conversar com a pessoa ao vivo pela primeira vez, temos a tendência de nos comportar de acordo com a imagem que criamos anteriormente ao ver a foto. Portanto, fotos em redes sociais, currículos e portfólios devem ser escolhidas com muito cuidado.

Quais os estereótipos de aparência você já presenciou ou vivenciou? Compartilhe!