Incrível

20+ Sugestões para quem deseja trabalhar em casa e se dedicar mais à família sem deixar de lado a vida profissional

1-11
588

Muitas mães, após terem filhos, sonham em ficar perto deles, sem precisar renunciar à carreira e ao retorno financeiro que faz muita diferença nas finanças da casa. Esse sonho é completamente viável, e para isso listamos ideias fabulosas de empreendedorismo para que seja possível conciliar filhos, família e trabalho, com horários mais flexíveis, contentamento profissional e ainda, fazendo algo que gosta.

Incrível.club reuniu mais de 20 dicas de trabalhos para fazer em casa ou trabalhos com horários mais flexíveis, tudo para você ter mais tempo para a sua família, para você e até para se dedicar aos estudos. Então, mãos à obra e trate de escolher o que mais se encaixa em seu perfil.

E agora? Por onde devo começar?

Para começar a organização é muito importante que o seu negócio dure e não acabe falindo no primeiro ano. Saiba que você precisará também de disciplina e um entendimento básico de finanças. Veja o que é necessário para começar:

  • Faça as contas: é preciso saber o quanto você gastará para fazer um bolo, por exemplo. Porque só assim você vai ganhar dinheiro, já que depois da venda você tem que ter em mãos uma margem de lucro;
  • Faça o que gosta: se está querendo mudar de ramo, procure algo que goste, para não se frustrar;
  • Pesquise: é importante ter ciência do que é mais fácil vender onde você mora, pois não adianta vender bronzeador em um lugar que não tem praia ou que é frio, por exemplo;
  • Horário e local: seja disciplinada, separe um local e determine um horário para se dedicar ao seu novo trabalho;
  • Saiba quanto custa: se for dar aula, pesquise quanto vale e quanto os concorrentes na redondeza estão cobrando. Faça uma média e estipule um valor que valha a pena;
  • Especialize-se: estude, pesquise e esteja sempre atualizada;
  • Forma de pagamento: tente oferecer várias opções de pagamento, hoje em dia as máquinas de cartão de crédito são muito fáceis de adquirir. Nunca deixe para receber depois, você pode até oferecer uma aula experimental, mas peça pagamento adiantado ou, pelo menos, um sinal;
  • Orientação: em alguns sites — Crowd, Ignição DigitalNovo Negócio — eles te orientam sobre como agir e sobre o que é preciso para abrir um negócio próprio,
  • Leis: procure saber como se faz para legalizar o seu trabalho. Procure a Prefeitura e outros órgãos responsáveis para que você trabalhe dentro da lei.

1. Aulas particulares

Essa sugestão é para você que domina alguma língua, algum instrumento musical ou possui conhecimentos em alguma disciplina. Você pode se organizar para ensinar em casa, na casa do aluno, em um lugar público ou online utilizando apps como o Skype ou Google HelpOut. O preço, geralmente, é cobrado por hora ou por aula e depende muito da qualificação do professor, se é um falante nativo da língua pode cobrar mais, por exemplo.

2. Tradutora

Para ser uma profissional de tradução é indispensável ter domínio em uma língua estrangeira e, sem sombra de dúvidas, é preciso ter boa desenvoltura também em sua língua nativa, tanto na escrita quanto na fala. Existem empresas que trabalham com freelancers que disponibiliza que você trabalhe em casa. A área é bem ampla; é possível trabalhar traduzindo livros e artigos, escrevendo matérias para sites etc.

3. Loja online

Para abrir uma loja online você tem que possuir um mínimo de domínio de informática; para isso é preciso que você abra um site para expor seus produtos ou use sites de vendas para divulgar o que quer vender. Para fazer um site seu, você só precisa procurar no buscador e seguir o ’passo-a-passo’ das orientações. Lá você pode vender artesanato ou mercadorias compradas por atacado, para conseguir algum lucro.

4. Maquiadora

Se você costuma se maquiar e a ganhar elogios de todos por isso, talvez esse seja o seu maior talento. Então, invista em maquiagem e em cursos que possam ser feitos online (alguns até gratuitos). Comece fazendo de graça nas amigas ou cobrando um valor abaixo do de um profissional. Depois de terminar os cursos e de adquirir uma boa prática você pode ganhar bastante dinheiro em festas, eventos, casamentos e desfiles.

5. Blogueira

Para ser blogueira é preciso abrir uma conta no YouTube, fazer um blog ou uma página em redes sociais e precisa ter um pouco de domínio de informática. Pense em algo que você domine, pode ser culinária, maquiagem, aulas sobre alguma disciplina, de idiomas ou artesanato, por exemplo. Com um certo número de acessos você pode receber por isso e pode conseguir anunciantes para te patrocinar.

6. Costureira

Apesar de existirem muitas lojas de departamentos que vendem as roupas prontas e padronizadas, muita gente ainda prefere roupas sob medida. Além disso, uma costureira pode trabalhar reparando defeitos, apertando, alargando ou customizando as peças. Para isso é preciso adquirir uma máquina e fazer algum curso de corte e costura.

7. Design de bijuterias

Você precisa ser bastante criativa para confeccionar bijuterias, e é necessário também adquirir alguns materiais como fios, alicates, miçangas etc. Você também pode fazer cursos para se especializar ou assistir vídeos que ensinam como usar as ferramentas e como fazer acabamento. Para vender, monte sua loja online, venda para amigos e vizinhos ou ainda ofereça em lojas especializadas.

8. Escritora

Nesse ramo existem várias opções, você pode fazer um site para falar de algo específico, pode escrever livros e procurar editoras que se interessem em publicar, ou ainda existem sites na Internet que pagam para você escrever para eles. Entre no buscador e pesquise em alguns sites, como Freelancer.com ou Fiverr, e prepare um belo currículo para enviar, lembrando que é preciso dominar bem o português e que ter um segundo idioma ajuda muito.

9. Corretora de imóveis

Nesse trabalho você será a ponte entre o comprador e o dono do imóvel. Você pode fazer o seu horário e os ganhos são uma porcentagem daquilo que você vender, que gira em torno de 6 a 8% do valor do imóvel. Para trabalhar nesse ramo é importante saber conversar e negociar, ser muito comunicativa e simpática, entender de burocracias relacionadas ao ramo imobiliário e se registrar no Conselho de Corretores.

10. Revendedora de produtos de beleza

Desde o tempo das nossas bisavós, as mulheres aumentavam a renda vendendo produtos de porta em porta, e algumas marcas ainda estão firmes no mercado, mas hoje temos várias outras opções. Existem marcas que vendem perfumes, utilidades domésticas, cosméticos — Natura ou Avon — e produtos para emagracimento que você pode revender através de revistas, e ganhar boas porcentagens de lucro em cima das vendas.

11. Doceira

Um área que sempre tem demanda de clientes, afinal, o ano todo tem pessoas fazendo aniversário, casando ou presenteando alguém com chocolates. É possível fazer cursos rápidos e até encontrar alguns vídeos na Internet. Só é preciso se dedicar, experimentar e não ter medo de se arriscar. Logo os primeiros clientes vão fazendo a propaganda do boca a boca e você pode chegar a vender até para empresas.

12. Faxina e organização

Com as novas leis trabalhistas para empregadas domésticas, algumas pessoas não puderam mais pagar por um serviço de limpeza diário. Com isso, cresceu a necessidade de encontrar pessoas que façam limpeza doméstica ganhando por dia ou por hora. Se você gosta desse ramo e se tem vocação para organizar, esse pode ser o seu talento, então, mãos à obra.

13. Fotografia

Um trabalho que ainda é muito requisitado, mesmo com as câmeras de alta resolução dos celulares de hoje em dia. É interessante se especializar em programas de computador que melhoram a imagem e que dão efeitos para que a foto fique ainda melhor, corrigindo defeitos e realçando a beleza. Para isso, é preciso de um pouco mais de investimento e muita divulgação, mas o retorno é garantido se tiver dedicação e garra.

14. Artesanato

Pode ser fazendo velas, biscuit, reciclagem, pintura ou caligrafia, pense em algo que faz bem ou que você pode aperfeiçoar para ganhar dinheiro. Com material básico e muita dedicação você pode separar um cantinho em casa para fabricar e revender esses produtos. Atualmente existem na Internet uma infinidade de sites e páginas em redes sociais que ensinam como fazer os mais variados tipos de artesanatos.

15. Entregadora

Se você tiver uma bicicleta, moto ou carro, é possível oferecer seus serviços de entrega no bairro para pessoas físicas ou empresas. Existem aplicativos, como Uber EatsRappi, que ajudam a entregadora a conseguir clientes ou você mesma pode divulgar o seu trabalho. Dá para buscar remédio em uma farmácia ou fazer a feira, entregar comida ou documentos. Tem uma série de coisas que uma entregadora pode fazer.

16. Tricô, crochê e bordado

A cada dia que passa o artesanato feito à mão é valorizado. Podem ser roupas, almofadas, cortinas, amigurumis e bijuterias. As mercadorias são muito bem pagas e não tem quem não goste de coisas feitas de crochê, tricô e bordado. Para vender você pode divulgar na Internet abrindo um site ou uma página nas redes sociais, vender em feiras na sua região ou oferecer em lojas de vestuário feminino e armarinho.

17. Secretária remota

Se você tem experiência como secretária e é boa em organização, esse é o trabalho ideal para você. É um serviço bastante procurado por profissionais liberais, empresários e autônomos. Você administra a agenda de clientes e reuniões, atende ligações, procura novos clientes e negocia preços. Um trabalho que você pode fazer em casa e que só necessário possuir Internet, telefone e computador.

18. Babá

Se você gosta e sabe lidar com crianças, por que não trabalhar como babá? Você pode fazer isso na sua casa, além de fazer um curso de primeiros socorros e curso de babá. Pesquise o que precisa para deixar o local seguro para os pequenos, como telas de proteção para janelas e portões de segurança. Não se esqueça de procurar em sua cidade o que é preciso ter para trabalhar dentro das leis da profissão.

20. Home care

Se você é profissional como fonoaudióloga, cuidadora, fisioterapeuta, enfermeira ou psicóloga, essa pode ser uma boa ideia. Você pode oferecer os seus serviços indo à casa do cliente ao invés dele ir a uma clínica ou a um consultório, e pode ainda dar orientações e consulta online — Psicologiaviva ou no app FalaFreud. Ótimo para o paciente que gosta de praticidade, atendimento personalizado ou que possui mobilidade reduzida.

21. Cuidar de animais

Hoje em dia muitas pessoas possuem animais de estimação e sempre precisam de pessoas para ajudar a lidar com eles. Você pode oferecer a sua casa para hospedar o pet — DogHero -, pode trabalhar como passeadora — CãoAtivo Club — e até ser táxi pet. Esses aplicativos e sites aceitam cadastro de cuidadores e passeadores, divulgando assim o seu trabalho e facilitando o pagamento em cartão, dinheiro e boleto.

22. Estética e beleza

Um ramo que nunca sabe o que é crise, é o da beleza, tanto feminina quanto masculina. Você pode fazer curso de manicure, cabeleireira, depiladora, esteticista e até de barbeira, e todos são serviços que você pode fazer em um cantinho da sua casa. Para isso, é preciso ser simpática e organizada para poder atender os seus futuros clientes no horário que tiver disponível.

Gostou das dicas? Já escolheu uma para se dedicar e realizar seu sonho de ser empreendedora? Conte para nós.

1-11
588