Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

19 Regras de etiqueta curiosas e úteis até mesmo para quem não gosta de restaurantes chiques

3-12
11k

A palavra “etiqueta” com o significado moderno, foi mencionada pela primeira vez na corte do rei Luís XIV da França, quando os convidados receberam cartões com uma lista anunciando como deveriam se comportar. Hoje, tendemos a evitar o excesso de formalidade que havia naquela época, mas saber como comer um hambúrguer ou remover o batom de um copo ajuda a evitar muitas situações constrangedoras e nos faz sentir mais confiantes.

Nós, do Incrível.club, analisamos dezenas de vídeos de especialistas em etiqueta e não podemos deixar de compartilhar algumas das suas dicas mais atuais.

  • Se você convidou alguém para almoçar ou jantar, não precisa fazer o pedido primeiro. O melhor é esperar até que o convidado faça uma escolha. Caso contrário, pode acontecer de você decidir comer, por exemplo, apenas uma salada e seu companheiro ficar com fome, se sentindo envergonhado de fazer um pedido grande.
  • Se você estiver aguardando uma chamada durante o almoço ou jantar em um restaurante, avise seu interlocutor com antecedência. Durante uma conversa pelo celular, é melhor sair do recinto para que a outra pessoa não fique constrangida.
  • Ao contrário do que diz a sabedoria popular, o guardanapo de tecido pode ser colocado no colarinho, mas só se você pretende comer sopa. Nesse caso, é melhor dizer à sua companhia, de forma educada, que você irá usar um guardanapo para não se sujar.
  • Use palitos apenas no banheiro, evitando o seu uso sentado à mesa. Em um bom restaurante, os palitos não se encontram em cima da mesa.
  • Para os canhotos, não existem regras especiais de etiqueta à mesa; eles devem segurar o garfo na mão esquerda e a faca na mão direita.
  • Como regra, costuma-se comer a sopa tailandesa tom yum com arroz, ou, é mais certo dizer, arroz com sopa. É preciso pegar uma colher de arroz e colocá-la na sopa. Os raminhos e o capim-limão são temperos, apenas os camarões e os cogumelos são comestíveis. Na cultura tailandesa, a sopa é considerada um molho de arroz.
  • Se você recebeu uma salada com alface, pode pegar as folhas com as mãos. Mas somente no caso de saber usar os talheres bem e de o seu interlocutor já estar familiarizado com esse padrão de comportamento.
  • Rúcula, carpaccio e outros alimentos compridos se comem com um garfo. Eles devem ser enrolados no talher.
  • Ser elegante é se comportar de um jeito adequado para a situação. Se você for a um restaurante na região portuária à beira mar, é melhor comer camarão com as mãos. Em uma instituição cara, use uma faca e um garfo.
  • O prato japonês lámen geralmente se come na ordem oposta às sopas: é melhor começar com macarrão, carne e outros ingredientes e depois beber o caldo. O macarrão é servido em uma tigela com pauzinhos — hashis.
  • Nos hotéis com bufê, tomar café da manhã vestindo roupa de casa não é considerado de bom tom. Não é recomendável colocar alimentos quentes e frios em um prato ao mesmo tempo, nem comer muito; é melhor comer pouco, mas várias vezes. Também não é muito educado escolher as peças mais atraentes para você (ou que pareçam mais limpas); o mais correto é pegar aquelas que ficam no topo ou na borda.
  • É melhor escolher um batom à prova d’água para não deixar marcas no copo. Se não tiver um batom desses, pode usar uma simples dica: lamber os lábios antes de beber. Se as marcas permanecerem, podem ser limpas com um guardanapo de papel, de forma discreta, mas não com um guardanapo de tecido. É melhor tocar no copo em um só lugar para não deixar as marcas em toda a superfície.
  • Quanto aos mexilhões, existem opiniões diferentes sobre como comê-los. Você pode encontrar recomendações de seu consumo tanto com as mãos quanto com os talheres. Uma das maneiras é pegar uma concha vazia com a mão direita e os mexilhões entreabertos com a mão esquerda. Depois, retirar a carne com uma concha vazia, usando-a como pinça.
  • Um hambúrguer é uma refeição rápida, por isso é permitido comer com as mãos. Mas no restaurante é melhor usar uma faca e um garfo. Para que o sanduíche não se desfaça, vale a pena colocar um palito especial nele, que fixará suas partes.
  • Se você recebeu um prato que não sabe comer, não hesite em perguntar ao garçom sobre isso. Às vezes os chefes fazem apresentações inusitadas dos pratos, que deixam os clientes perplexos na hora de comer.
  • Se a sua escolha forem ovos fritos no café da manhã em um restaurante, eles provavelmente serão servidos com uma colher. Colocar pão na gema não é um gesto elegante. Para comer esse prato de maneira refinada, é recomendado usar um garfo para ajudar a pegar uma gema com uma colher.
  • Tente não cruzar as pernas e não deixar uma sobre a outra, mas colocar os joelhos juntos. Assim será muito mais fácil ficar sentado em um restaurante com as costas retas.
  • Khinkalis georgianos (uma espécie de pastel cozido, de massa bem fina) geralmente são servidos sem talheres. Você precisa pegar o “saquinho” pela cauda, ​​aproximar da boca, virar e, depois de morder, beber o caldo que acompanha o prato e então comer o khinkali e o recheio. A mão deve continuar segurando a cauda.
  • Para evitar uma situação constrangedora na hora de pagar a conta durante um encontro romântico, o homem que convidou a mulher pode, com antecedência, pedir ao garçom que não leve a conta até a mesa e pagar depois, no caixa do estabelecimento. Se for um encontro de amigos, é melhor perguntar, de forma educada: “Desta vez, rachamos a conta ou hoje eu pago e da próxima vez você paga?”

Em sua opinião, o homem deve pagar a conta no primeiro encontro? Ou você acha que essa regra caiu em desuso?

3-12
11k
Compartilhar este artigo