Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

13 Dicas sobre tratamento dos pés, que só pedicures qualificados conhecem

É curioso que, em pleno século XXI, ainda exista preconceito em relação ao cuidado com os pés. Os homens, em sua maioria, e até algumas mulheres sentem vergonha de ir ao salão fazer pedicure. Muitos tentam cortar as unhas e lixar os calcanhares em casa para não passar vergonha na frente do profissional. Além disso, as pessoas geralmente pedem escalda-pés, para tentar eliminar o mau cheiro dos pés.

A questão é que os especialistas em pedicure aconselham a não fazer nada disso e a levar o cuidado com os pés de uma forma mais simples.

Incrível.club costuma combater qualquer tipo de preconceito. Por isso, fomos atrás de profissionais experientes e encontramos as respostas para as mais diferentes perguntas sobre pedicure. Garantimos que essas dicas farão com que o pedicure seja uma experiência muito menos estressante.

Qual pedicure é melhor?

Além dos três tipos de pedicure já conhecidos (clássico, hardware e o combinado), uma nova técnica está ficando cada vez mais popular, o pedicure com ácido (ou pedicure ácida). Isto é, um tratamento específico dos pés com produtos cosméticos que contêm ácidos. Os especialistas afirmam que esse tipo de pedicure tem várias vantagens.

Muitos profissionais não gostam do tratamento clássico com escalda-pés, porque é muito fácil ferir a pele amolecida. E o pedicure hardware não é capaz de tratar todos os calos e todas as calosidades. Além disso, ambos tratamentos podem causar pequenas feridas nos pés, e como a pele tende a regenerar-se, as calosidades voltam a aparecer.

O pedicure com ácido permite remover as camadas de células mortas por um período mais longo. Mas, é claro, esse tipo de pedicure também tem desvantagens: geralmente é mais caro que os outros. Além disso, antes do procedimento, é necessário estudar cuidadosamente os componentes do produto cosmético e testá-lo na pele, para evitar qualquer tipo de reação alérgica ou outras consequências negativas.

Por que não devemos deixar os pés extremamente macios?

Os famosos “pés de princesa” são desnecessários. Um pedicure pode remover toda a pele ressecada e deixar seus pés macios como de um bebê, mas você provavelmente sentirá dores ao andar. Portanto, é melhor deixar uma leve aspereza do que remover tudo por completo.

Existe um sinal para saber quando parar de lixar o pé: assim que o calcanhar sentir a lixa. Durante todo o procedimento, você deve ter a sensação de que a lixa está sendo passada por cima de uma meia.

Como remover a pele ressecada?

Profissionais de pedicure não aconselham a usar pedra-pomes em casa. Eles são contra o ritual de deitar na banheira, aproveitar o vapor do banho para amolecer a pele dos calcanhares e depois esfregá-los com uma pedra-pomes. Desse jeito, há um grande risco de exagerar e remover muita pele, o que em poucos dias causará ainda mais aspereza.

Não é aconselhável usar removedor de calos, nem em casa nem no salão. De preferência, use um creme esfoliante ou algum outro produto para remover calosidades, e após passe uma lixa de vidro, metal, espuma ou areia na pele.

Qual o formato de unha ideal para os pés?

O formato ideal para as unhas dos pés é o quadrado com os cantos arredondados. O formato oval não é aconselhável para os pés, pois é uma das principais causas de unhas encravadas. Contudo, não se deve deixar os cantos afiados, porque isso pode provocar desconforto e causar lesões.

Qual o comprimento certo das unhas dos pés?

Para prevenir unhas encravadas, não é recomendável cortar a unha até a raiz. O ideal é deixar uns 0,5 mm de unha e lixá-la, formando uma linha reta. Desse jeito, há menos risco de cortar as unhas muito rentes à carne e danificar a pele.

Como tratar as rachaduras nas unhas dos pés?

Por outro lado, não se deve deixar as unhas muito compridas: geralmente, isso danifica as unhas, e aparecem rachaduras longitudinais. Às vezes, uma rachadura se forma na raiz e percorre toda a unha. Nesse caso, não há nada que possa ser feito.

Porém, nem tudo que parece uma rachadura é. Quando se trata de unhas grossas, podem ser apenas sulcos naturais. Um especialista avaliará a condição das suas unhas dos pés e recomendar o uso de uma base fortalecedora, ou sugerir que você consulte um podólogo.

Tirar ou não as cutículas?

A maioria dos especialistas concorda que a cutícula não deve ser tirada, mas apenas empurrada com um palito de laranjeira ou de metal. Afinal, a cutícula é uma barreira natural das unhas, que as protege de contaminação. Deve-se retirar apenas o excesso ou as cutículas ressecadas que podem provocar feridas.

O podólogo francês Bastien Gonzalez dá um conselho interessante: usar uma escova de dentes em vez de um palito para empurrar a cutícula. As cerdas suaves da escova empurram cuidadosamente a cutícula e garantem que você não irá apertar demais a unha, causando uma textura ondulada nela.

Que cor de esmalte escolher?

O design das unhas é obviamente uma questão de gosto. Mas se você quiser escolher uma cor clássica para todas as ocasiões, especialistas recomendam os tons de vermelho. É importante passar uma camada de base antes de aplicar esmaltes de cores vibrantes, para evitar unhas amareladas.

Quanto tempo deixar o esmalte nas unhas?

Segundo o podólogo francês, Bastien Gonzalez, o pior que se pode fazer é manter as unhas pintadas por semanas ou até meses. “O esmalte não deixa as unhas respirarem, deixando-as mais frágil e causando o aparecimento de manchas brancas”, explica Gonzalez.

Ele aconselha recorrer à esmaltação apenas em ocasiões especiais. O esmalte é como uma maquiagem e deve ser retirado cuidadosamente.

Por que não se deve fazer depilação nem pedicure em casa antes de ir ao salão?

Os especialistas recomendam não depilar as pernas nas 24 horas antes do pedicure. A depilação pode causar microtraumas, que podem desenvolver uma infecção.

Os especialistas também recomendam deixar de lado o hábito, típico de muitos “tímidos”, de cortar as unhas e lixar os calcanhares em casa, para depois não passar vergonha na frente do profissional. É melhor deixar as unhas compridas e os pés não tratados. Assim, ele poderá fazer o formato da unha mais correto e não irá lixar excessivamente a pele.

Vale a pena experimentar procedimentos modernos de pedicure?

Os numerosos procedimentos que os salões de beleza oferecem aos seus clientes podem não apenas não ter efeito, como também ser prejudiciais. Por exemplo, não há evidências dos benefícios de máscaras de gelatina ou cera para os pés, mas muitos ainda acreditam no seu efeito fortalecedor. Além disso, até os esmaltes que contêm ingredientes fortificantes podem causar danos, deixar as unhas mais duras e fazer com que se quebrem com mais facilidade.

Tratamento com “peixes-pedicure” pode até levar ao descolamento da lâmina ungueal. Inicialmente, esse procedimento foi indicado para pacientes com psoríase: nesse caso, o tratamento pode ser efetivo. Se não tiver essa doença de pele, melhor não arriscar.

Por que devemos levar nossos próprios instrumentos ao salão de beleza?

Muitas mulheres levam seu próprio kit de instrumentos para o pedicure. É claro, que profissionais qualificados mantêm seus equipamentos limpos e desinfetados. No entanto, segundo os especialistas, o risco de contrair fungo ou outra infecção em um salão ainda existe. Portanto, ter seu próprio estojo de instrumentos parece ser uma ótima ideia.

lista de acessórios necessários inclui limas e polidores de unhas, alicates e palitos para cutículas, produtos para eliminar calosidades e espátulas. Você pode até levar a sua própria toalha de algodão, se quiser. Aliás, é melhor ir à pedicure de manhã: a chance de que o salão esteja mais limpo é maior.

Como saber se você pode confiar em um profissional de pedicure?

Certifique-se de que o profissional tenha uma licença ou documentos que comprovem suas qualificações e experiência. Verifique se todos os materiais estão desinfetados e peça para remover instrumentos usados ​​anteriormente. Não tenha vergonha em pedir que ele lave as mãos ou desinfete as ferramentas na sua frente.

Também é melhor recusar fazer o escalda-pés: como sabemos, a pele pode ser cortada em excesso por estar amolecida, além disso, as bacias podem ser um dos locais mais sujos do salão. Bons profissionais costumam fazer perguntas aos clientes — sobre seu estilo de vida, tipo de pele dos pés e rotina doméstica. Isso ajuda a escolher a melhor opção de pedicure. Se não perguntarem nada, não hesite em contar, e da próxima vez procure outro salão.

E você prefere fazer o pedicure em casa ou deixar o tratamento para os profissionais?

Compartilhar este artigo