Incrível
Incrível

12 Gafes na decoração que deixam a casa fora de moda, e o que fazer para evitá-las

A frase “Lar, doce Lar” é a tradução mais comum sobre como gostamos de nos sentir, ao chegar em casa. Por isso, a maioria das pessoas está sempre atenta às tendências de móveis e recursos que possam proporcionar mais conforto e acolhimento tanto para a família quanto para as visitas. Contudo, seguir a moda na decoração de ambientes pode ser uma via de mão dupla e deixar sua casa com visual desatualizado, em muito pouco tempo.

Pensando nisso, a equipe do Incrível.club foi pesquisar quais elementos fizeram muito sucesso na decoração e que, em pouco tempo, caíram em desuso. Fique atenta para evitar essas 12 situações que podem deixar sua decoração totalmente datada. Confira!

1. Lustres rebuscados

Os lustres cheios de lâmpadas, com curvas e muitos cristais pendurados, já foi sinônimo de requinte em muitas casas. Sobretudo quando visitávamos aquela tia bem-sucedida, lá nos anos 90! Nos últimos anos, a tendência da sustentabilidade e do minimalismo trouxe modelos com menos elementos e muita sofisticação, como os LEDs circulares e os pendentes. Além da maior facilidade ao limpar, modelos como esses ajudam a economizar energia.

2. Tijolinhos de vidro — Paredes de vidro

Há controvérsias quanto ao uso dos tijolos de vidro nas paredes da casa. Embora seja defendido pela maioria dos arquitetos na atualidade, resolvemos trazê-lo para essa lista por ser um item que exige atenção. Para não deixar a casa com visual dos anos 80, é preciso fazer as escolhas certas, sobretudo no que diz respeito à composição, para não exagerar ao combinar com outros elementos como granito, cores fortes e blocos pesados, como era antigamente.

3. Azulejo na cozinha toda

A cozinha, conhecida como o coração da casa, já foi um lugar mais frio do que essa descrição fazia acreditar! Isso porque, na maioria dos lares, este cômodo era totalmente revestido com azulejos — do chão ao teto. Nos projetos mais atuais, o revestimento tem sido aplicado apenas em lugares estratégicos, como na rodabanca, para proteger as paredes da gordura e da água. Se você estiver construindo ou reformando, a medida pode levar a uma economia significativa na obra, reduzindo os custos com material e mão-de-obra.

4. Excesso de granito

O granito é uma pedra natural usada na construção há séculos. Na decoração, sua popularidade pode ter a ver com a variedade de cores e a resistência do material. No entanto, com o passar dos anos, ele pode deixar um visual carregado na sua casa, especialmente se houver exagero, como nos casos em que as pessoas usam a pedra no chão, paredes e bancadas — e tudo em um mesmo cômodo! Se você já tem granito em casa, uma dica para amenizar o peso do material na decoração é trazer elementos mais modernos para o ambiente.

5. Estantes grandes

Aquelas estantes que ocupam uma parede inteira — geralmente, repletas de livros e bibelôs — podem fazer as visitas acreditarem que acabaram de atravessar o túnel do tempo, de volta aos anos 80. Além de acumular muita poeira e retirar um espaço precioso da casa, deixam o visual poluído. Todavia, há uma solução: você pode diminuir a quantidade de livros e distribuí-los de maneira mais descontraída, para não parecer uma biblioteca, mesclando com objetos de decoração sofisticados ou divertidos, dependendo do seu estilo.

6. Cor única em todo o ambiente

As revistas de celebridades, alguns anos atrás, geralmente mostravam o visual totalmente clean na casa de alguns famosos como o ápice da sofisticação. Quem nunca ouviu falar da famosa sala branca na casa da apresentadora Ana Hickmann, por exemplo? No entanto, essa é outra tendência que deixa o visual datado. Se você quer um espaço mais clean, pode apostar em alguns toques de madeira no ambiente, que nunca saem de moda.

7. LED colorido embutido

A iluminação indireta, com as fitas de LED, tem sido muito utilizadas na decoração de interiores nos últimos anos. Embora possa ser muito funcional, em alguns ambientes, ela é apenas decorativa. É aí que reside o risco de passarmos do limite e deixar o visual — digamos, cafona! Em alguns casos, há a nítida sensação de estarmos diante de um aquário! Para evitar isso e garantir um ambiente aconchegante, você não precisa abrir mão desse tipo de iluminação. O truque é apostar em cores neutras, mais quentes ou frias, conforme o cômodo.

8. Efeito 3D nas paredes

Embora tenha feito muito sucesso há poucos anos e esteja na parede de milhares de casas, os revestimentos 3D são uma tendência em queda, de acordo com arquitetos. Pode ficar ainda pior quando os elementos são falsos, em plástico ou espuma. Então, se você estiver pensando em adotar essa técnica na sua casa, pode ser hora de repensar o revestimento.

9. Conjunto de sofá

Os conjuntos de sofá, geralmente com a combinação de poltrona individual e peças de dois e três lugares, são o atestado de que a sala da casa foi decorada há pelo menos 20 anos! Estofados cheios de pregas, estampas rebuscadas e tecidos sintéticos parecem ter ficado no passado. Atualmente, a sala que acompanha a tendência é aquela com sofás com braços mais finos e retos, sem pregas e totalmente lisos, principalmente em materiais naturais como o linho.

10. Tapete felpudo

Ele pode até dar uma sensação de aconchego a alguns ambientes da casa, mas, a realidade é que o dia a dia levou o tapete felpudo a, naturalmente, sair de moda. Em tempos em que praticidade e saúde são palavras de ordem, contar com um tapete cheio de fios ficou fora de cogitação. Isso porque o modelo acumula poeira, sujeira e sua manutenção é complicada.

11. Puxadores em barra de alumínio

Os puxadores de portas e gavetas dos armários são um dos primeiros elementos que geralmente notamos em um ambiente. Os perfis de alumínio foram muito utilizados há alguns anos, mas acabaram conferindo um visual pouco natural aos armários. Com isso, caíram em desuso. Para acertar no estilo, você pode escolher portas e gavetas sem puxadores, ou com um modelo atemporal, como as cavas feitas no próprio móvel.

12. Metais rosé gold

Os metais em rosé gold, com aquela coloração meio acobreada, foram um sucesso enorme em construções e reformas, há bem pouco tempo. No entanto, a onda desses elementos já está passando e deixando um rastro de desatualização nos ambientes. Por isso, se quiser acertar na hora de escolher as torneiras e outros metais da casa, vale seguir com o clássico metal prateado ou, dependendo do estilo da decoração, o preto.

Concorda com essas dicas? Você acredita que os profissionais de design têm razão, ou que ainda vale a pena investir em algum desses recursos? Conte-nos e marque aquela amiga que vai começar a reformar a casa!

Incrível/Dicas/12 Gafes na decoração que deixam a casa fora de moda, e o que fazer para evitá-las
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos