Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Dicas para escolher o hidratante correto, de acordo com seu tipo de pele

2-25
216

Os hidratantes servem para tratar a pele seca, além de deixar as rugas menos perceptíveis (embora o efeito seja temporário). Especificamente quando se fala em pele seca, refere-se àquela que não retém umidade suficiente. No entanto, não apenas essa requer um hidratante. Cada corpo é diferente e, para se obter uma aparência saudável, é preciso saber escolher o produto adequado, considerando, por exemplo, justamente o tipo de pele.

Incrível.club compilou as dicas a seguir na hora de escolher o hidratante adequado para os tipos básicos de pele. No bônus, você encontrará alguns conselhos extras.

1. Pele normal

Pode ser reconhecida por não costumar reagir negativamente a novos produtos ou mudanças no clima. As pessoas que têm esse tipo de pele equilibrada podem escolher, por exemplo, um hidratante com vitaminas como A e B5, que aumentam a firmeza e os níveis de hidratação. Também se recomenda que seja à base de água e que tenha uma sensação leve, não gordurosa.

O movimento recomendado para aplicar o creme (em qualquer tipo de pele) é:

  • Primeiro, coloque o creme facial na palma da mão ou nos dedos, assim estará em uma temperatura mais morna.

  • Use a ponta do dedo anular (o que exerce menos força) para aplicar o produto. Faça isso dando pequenos toques.

  • Trace suavemente linhas retas em diagonal e de baixo para cima, da parte central do rosto até o contorno.

2. Pele oleosa

Para as pessoas com a pele oleosa, que se caracteriza por sua aparência com os poros bastante visíveis e brilho, são recomendados os hidratantes com oclusivos (que formam uma barreira física, evitando a perda de água por evaporação) e sem óleo, como a dimeticona.

Também será melhor usar loções, já que geralmente contêm uma porcentagem maior de água que os cremes, e escolher um produto que traga indicado no rótulo ser livre de óleos ou não comedogênico.

3. Pele oleosa propensa à acne

Pode ser reconhecida por apresentar erupções frequentes (ou que parecem nunca desaparecer), suscetível a espinhas, cravos ou pústulas, já que os poros tendem a se obstruir facilmente. O recomendado para pessoas com esse tipo de pele é a utilização de um produto isento de óleo, não comedogênico, ultraleve e em gel. Evite itens com estas palavras no rótulo: rico e cremoso. Os mais indicados são aqueles com ingredientes como o ácido hialurônico, por hidratar sem ficar pesado ou gorduroso e não obstruir os poros.

4. Pele seca

O ressecamento é causado pela falta de óleo, reconhecido por apresentar descamação, sensibilidade, coceira e rugas. Nesse caso, a opção recomendada é escolher um creme hidratante (não loção). Evite produtos que contenham álcool, alfa-hidroxiácidos (AHA), fragrâncias (incluídos os sabonetes desodorantes) e retinoides.

5. Pele muito seca

Dizem que os soros são um dos produtos que podem auxiliar na cura e hidratação, inclusive da pele mais severamente ressecada. Um dos ingredientes-chaves é o ácido hialurônico, pois consegue reter até 1.000 vezes seu peso em hidratação.

Você também pode tentar agregar uma ou duas gotas de óleo ao seu hidratante habitual para dar um impulso. Se a pele do seu corpo é áspera, seca e escamosa, uma sugestão usar cremes e loções que contenham AHA, como ácido lático e ácido glicólico, para estimular a hidratação e a renovação celular.

6. Pele mista

Caracteriza-se por ser seca em certas áreas e oleosa em outras, o que pode gerar confusão no momento de descobrir o que está acontecendo e qual o tratamento adequado a adotar na sua rotina de beleza. Uma dica geral é usar uma loção leve que não seja comedogênica, isto é, que não obstrua os poros.

As pessoas com pele mista buscam um equilíbrio pelo qual consigam isolar as áreas problemáticas com tratamentos localizados e usar tônicos ou cremes equilibrantes para nivelar. Além disso, é melhor manter-se distante dos mesmos ingredientes para as peles oleosa e seca, como os produtos à base de álcool.

7. Pele sensível

Aquela que fica vermelha facilmente e apresenta erupções e protuberâncias frequentes, ardor ou coceira após usar um produto na rotina de cuidado é bem provável ser do tipo sensível. Em geral, convém evitar os perfumados e os que provocam irritações, e optar por aqueles com menos aditivos e mais propriedades calmantes, curativas ou anti-inflamatórias.

Procure um hidratante que contenha ingredientes calmantes, como camomila ou aloe vera, e que tenha sido rotulado como hipoalergênico, sem perfume e para peles sensíveis.

Bônus: dicas para que a pele se mantenha hidratada

Além do tipo de pele, considere as seguintes dicas:

  • Geralmente, quanto mais espesso e gorduroso o produto, mais eficaz será a hidratação.

  • Alguns hidratantes eficazes e menos caros são feitos à base de vaselina e outras alternativas vegetais, incluídos os óleos.

  • No caso de escolher produtos que não sejam à base de água, recomenda-se aplicá-los após o banho, enquanto a pele ainda estiver úmida, com o objetivo de preservar a umidade.

  • Tome banhos curtos de, 5 a 10 minutos por dia, para evitar tirar grande parte da camada de gordura da pele, o que pode levar à perda de umidade.

  • Use água morna no lugar da quente para evitar eliminar os óleos naturais do seu corpo.

  • Não esfregue a pele ao secá-la com uma toalha

  • É melhor evitar alguns tecidos como a lã, acrílicos ou outros similares, já que podem irritar a pele.

Você segue alguma rotina de beleza? Tem alguma outra dica que gostaria de compartilhar?

2-25
216
Compartilhar este artigo