Incrível
Incrível

Dermatologistas revelam as piores dicas de cuidados com a pele que já ouviram

A pele é o maior órgão do corpo humano, e cuidar bem dela é fundamental para manter o bom funcionamento do organismo como um todo. Mas alguns mitos envolvendo os cuidados com a pele não são apenas inúteis, como também podem acabar prejudicando a saúde e a aparência.

Nós, do Incrível.club, pesquisamos sete clichês comuns sobre o cuidado com a pele para descobrir se eles realmente fazem sentido.

1. “Exercícios específicos podem remover linhas de expressão”

A ginástica facial pode trazer mais danos do que benefícios. Nossa pele é elástica, e exercitar os músculos acaba puxando e esticando-a. Muitas de nossas linhas de expressão têm origem no excesso de atividade muscular, e os chamados “treinos faciais” podem causar o aparecimento de mais rugas.

2. “Pasta de dente seca espinhas”

Embora o mentol presente na pasta de dente cause um efeito refrescante e consiga reduzir temporariamente o inchaço na lesão, aplicar o produto no rosto pode provocar irritação. Pasta de dente é feita para os dentes, contando com um nível de pH básico. Já a pele tem um pH naturalmente ácido, e a irritação tem o potencial de causar erupções cutâneas e queimaduras.

3. “Tomar sol combate a acne”

O bronzeado pode até disfarçar temporariamente a vermelhidão da acne, mas o resultado pode não ser benéfico. O sol pode ressecar a pele oleosa e, em resposta, ela passa a produzir ainda mais oleosidade. Isso, por sua vez, costuma causar mais espinhas. O uso de medicamentos para tratar a acne deixa a pele mais vulnerável aos efeitos dos raios ultravioleta, capazes de provocar o envelhecimento prematuro dos tecidos.

4. “É possível usar óleo de coco no lugar do hidratante”

O óleo de coco traz muitos benefícios para a saúde, podendo inclusive ajudar no combate às manchas. Porém, se você tiver pele oleosa, o produto é capaz de provocar ainda mais erupções. O óleo de coco é comedogênico, ou seja, obstrui os poros. É possível que sua aplicação leve a inflamações na pele e acne.

5. “Minha pele é oleosa, por isso preciso lavar o rosto com mais frequência”

Limpar o rosto em excesso pode ser tão prejudicial quanto nunca lavar. Esfregar demais a pele geralmente danifica sua barreira natural. A camada externa, a epiderme, contém gorduras que a protegem dos fatores externos. E quando causamos um desequilíbrio, fatalmente precisamos lidar com as inflamações que tendem a surgir em consequência.

6. “Eu trabalho no escritório o dia inteiro, então não preciso de protetor solar”

Ainda que passe a maior parte do tempo em ambientes fechados, você continuará precisando proteger sua pele contra os danos provocados pelo sol. O vidro da janela é capaz de bloquear apenas alguns raios ultravioleta, mas não de impedir de forma equânime que todos eles cheguem à sua pele. A exposição aos raios ultravioleta pode causar rugas, manchas solares e câncer de pele. Logo, passar protetor solar é um cuidado essencial para a sua proteção e saúde.

7. “Espremer espinhas faz com que elas desapareçam mais rápido”

Apertar espinhas de maneira aleatória pode causar infecção e deixar cicatrizes. Ao espremer uma espinha em casa, você corre o risco de empurrar parte do conteúdo da espinha para uma região mais profunda da pele. E esse é o cenário ideal para que a acne fique ainda mais perceptível e dolorida. Para se livrar de uma espinha do jeito certo, é melhor visitar um dermatologista que possa prescrever o tratamento correto.

Você já tinha ouvido falar em alguma das dicas citadas acima? Conhece outros mitos do cuidado com a pele? Comente!

Incrível/Saúde/Dermatologistas revelam as piores dicas de cuidados com a pele que já ouviram
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos