Incrível
Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

O que pode acontecer com nosso organismo quando comemos alimentos apimentados

Alguns alimentos são tão apimentados que os chefs de cozinha precisam usar máscara de gás durante o preparo para evitar que o ardor atinja os olhos. E é fato que ingerir comida picante inegavelmente afeta o organismo de uma maneira geral. Mas nem todas as pessoas têm noção dos efeitos negativos e positivos do consumo de pimenta.

Nós, do Incrível.club, resolvemos pesquisar sobre o que ocorre em nosso corpo diante da ingestão de pratos caprichados na pimenta.

1. Pode auxiliar na perda de peso

Comer alimentos picantes é uma maneira fácil de queimar um pouco mais de gordura. Nada é capaz de substituir a prática de exercícios nem uma dieta saudável, mas os capsinóides encontrados em pimentas são bons aliados no processo. Eles são conhecidos por aumentar a liberação de energia e reduzir a concentração de gordura.

2. Alimentos apimentados podem aumentar a tolerância à dor

Pode até soar estranho, já que a simples sensação de comer pimenta pode ser intensamente dolorosa para algumas pessoas. Porém, especialistas apontam que a capsaicina pode ativar uma substância específica em nosso cérebro responsável pelas sensações de dor. Isso estimula nossa mente a ignorar a dor, uma ótima capacidade extra para quem não tem medo de se deliciar com pratos apimentados.

3. Pode ajudar a melhorar o sistema imunológico

Quando ingerimos comida picante, nosso corpo é enriquecido com antioxidantes. E isso é de grande utilidade, por exemplo, em épocas de aumento de casos de resfriado, já que os antioxidantes nos protegem de micro-organismos que atacam nosso corpo. Caso esteja sentindo aquela moleza provocada pela gripe, prepare algo com pimentas das ardidas para dar uma força a mais à imunidade.

4. Existe uma chance de prolongar o tempo de vida

Um estudo demonstrou que quem comia comida apimentada de seis a sete vezes por semana apresentou taxa de mortalidade 14% menor que as pessoas que não possuíam esse hábito. A pesquisa acompanhou os amantes de alimentos picantes independentemente de outros fatores de risco, o que permite dizer que comida com pimenta não faz milagre para quem leva um estilo de vida que não é saudável.

5. Pode diminuir a vontade de ingerir açúcar

Não é segredo para ninguém que o açúcar é prejudicial à saúde. Porém, é difícil cortá-lo da dieta ou mesmo reduzir a quantidade ingerida. Segundo especialistas, adicionar pratos apimentados aos hábitos alimentares pode ter efeitos positivos na diminuição do desejo por açúcar. O efeito é similar ao de tomar um copo de suco de laranja logo depois de escovar os dentes — depois de comer algo picante, normalmente não queremos nada doce. Mais um motivo para se deliciar com aquele delicioso molho de pimenta!

6. As papilas gustativas sofrem

Quanto aos efeitos negativos do consumo de pimenta, a língua é a primeira a sentir as consequências. Ela é tomada por uma sensação de ardor que, aliás, pode até passar do nível da simples sensação para tornar-se uma queimadura de verdade. Por conta disso, podemos perder a capacidade de sentir vários sabores como antes. Mas não precisa se preocupar, pois tal efeito é temporário. Os receptores de sabores se regeneram, a não ser que você coma muita comida com pimenta diariamente por muito tempo.

7. Pode causar uma reação alérgica

Algumas pessoas já relataram ter acordado com o rosto inchado e sentindo coceira na manhã seguinte a um jantar apimentado. Isso pode acontecer porque as pimentas têm o potencial de desencadear alergias. Para algumas pessoas, trata-se de uma mera reação natural do corpo ao tempero. Mas para entender o que há por trás e como evitar o problema, é necessário consultar um médico.

8. Os problemas de estômago podem piorar

Seu estômago é sensível? Então comer pimenta pode não ser uma boa ideia. Antes de tudo, pode provocar diarreia. Isso por conta da capsaicina, que tem efeitos positivos no organismo, mas de maneira geral, é uma substância incômoda para nós. Além disso, a comida picante pode levar a uma gastrite temporária ou piorar problemas preexistentes de saúde envolvendo o estômago.

9. A azia pode ficar mais intensa

As pimentas contêm uma combinação de ácidos que, quando são ingeridos em grandes quantidades, provocam queimação nas paredes do nosso estômago. A longo prazo, essa condição pode piorar e tornar-se crônica. Assim, se for o seu caso, não exagere nos alimentos apimentados.

Você é fã de comida picante! Em sua opinião, que prato mais combina com um tempero apimentado? Comente!

Compartilhar este artigo