Incrível
Incrível

Fizemos uma pequena pesquisa e identificamos os países com as comidas mais e menos saudáveis

Conhecer a cultura de um outro país só é possível quando conhecemos a sua culinária. Muita gente costuma evitar os restaurantes com cardápio internacional na hora de viajar para conhecer mais sobre os hábitos, os costumes e os temperos locais. Alguns turistas são reconhecidamente loucos pelo turismo gastronômico e garantem que as impressões em relação aos pratos locais são o componente principal em qualquer viagem. Mas quais são os pratos mais típicos de cada país?

Fizemos duas listas com alguns exemplos. A primeira inclui países com pratos que não fazem bem para a saúde. A segunda, países com pratos saudáveis. Confira agora mesmo e prepare as malas!

Como critério, usamos a tabela de alimentos desenvolvida em 1992 por nutricionistas da Escola de Nutrição da Harvard, nos Estados Unidos. Ela mostra quais os produtos e quais as proporções deles para que uma dieta seja equilibrada. Segundo os cientistas, a base do menu diário deveria incluir vegetais frescos e carboidratos complexos (massas integrais, pão integral, aveia, arroz integral).

Depois, vêm as carnes vermelhas, o peixe, o frango (de preferência, finos e sem gordura), ovos, leite e produtos lácteos com pouca gordura. A fruta também tem um papel importante em uma dieta saudável. O consumo de gordura animal, doces e pão branco deve ser reduzido ao mínimo. Alguns desses alimentos deveriam ser excluídos completamente da dieta para uma boa saúde.

Há alguns séculos, quando as principais cozinhas nacionais estavam se formando, ninguém conhecia esse diagrama. É por isso que muitos pratos tradicionais deixam os nutricionistas de cabelo em pé.

As cozinhas mais nocivas do mundo

Alemanha

A cozinha alemã tem fama de ser muito pesada, gordurosa e calórica. As salsichas, as costelas fritas, a sopa potente (Eintopf) com carne, as diferentes carnes de porco e muitos outros pratos são muito populares no país e deixam qualquer um ’rolando’ após a refeição.

República Checa

O presunto defumado acompanhado de uma grande cerveja é uma experiência gastronômica obrigatória para quem visita o país. O menu tradicional vem também com carne gordurosa e molhos, pão, batata, panquecas, salsichas, etc. Não é surpresa quando lemos que 33% da população sofre de obesidade.

Hungria

A Hungria não fica muito atrás, com uma taxa de 25% de pessoas acima do peso. Provavelmente, a culpa seja do delicioso gulash e de outros pratos igualmente calóricos da culinária húngara, que usa muita gordura. Para tentar lutar contra essa realidade, o governo húngaro aplica um imposto mais alto nos alimentos pouco saudáveis, e aumentou o preço dos aperitivos enlatados e dos refrigerantes.

Bélgica

Mas as pessoas não vivem apenas de carne na Europa. Não podemos esquecer as maravilhosas sobremesas, como waffles com cobertura e sorvete de creme, e uma variedade enorme de chocolates. A Bélgica é famosa por essas delícias e por isso também foi colocada nessa lista.

Bielorrússia

O país é o líder mundial no consumo de batata, um produto conhecido pela grande quantidade de amido, que costuma engordar e afetar o estado dos vasos sanguíneos. As panquecas tradicionais, conhecidas como draniki, combinadas com produtos lácteos, carnes e uma grande variedade de pães, foram marcantes para que a Bielorrússia fosse incluída na lista de países com uma culinária pesada.

Argentina

Os argentinos, assim como os brasileiros, adoram carne. Mas eles também usam muita farinha na sua cozinha. O país é um dos principais exportadores de carne do mundo, e as pessoas em geral costumam preferir carne vermelha — que, convenhamos, para quem gosta de um filé, é deliciosa. Além disso, as empanadas são marca registrada do país.

Estados Unidos

Muita gente afirma que os Estados Unidos simplesmente não têm uma cozinha nacional. Não obstante, é impossível não pensar nos muitos restaurantes de comida fast food quando pensamos no país. Em geral, esses alimentos são os que fazem mais estragos na nossa saúde, e é por isso que, previsivelmente, o país está na lista.

As cozinhas mais saudáveis do mundo

Japão

A base da cozinha japonesa é o peixe, as algas marinhas, os mariscos, as verduras, a soja e o arroz. Por outro lado, a carne, o leite, a gordura animal e os carboidratos são pouco consumidos no país (com exceção do arroz). Em geral, os alimentos são submetidos a um tratamento térmico mínimo, o que permite uma maior retenção dos bons componentes. Até os doces fazem bem, já que eles são preparados com farinha de arroz, suco de frutas e derivados de algas. Só não abuse do molho de soja (shoyu) que contém muito sódio.

Vietnã

A cozinha nacional do país se caracteriza pela abundância de ervas e especiarias (coentro, manjericão, hortelã, chile, etc.), verduras e mariscos frescos e pratos de arroz e farinha de arroz (o famoso macarrão e o pastelzinho de arroz). A preparação da comida inclui muito pouca gordura e é por isso que o país está nessa lista.

Índia

A grande quantidade de especiarias (cúrcuma, gengibre, clara de ovo, cravo, etc.) não apenas dá aos pratos um sabor intenso e delicioso, mas também traz benefícios para a saúde: as especiarias são aliadas na luta contra o câncer e contra a doença de Alzheimer, por exemplo. Além disso, elas têm um efeito anti-inflamatório e ajudam na digestão.

Etiópia

A cozinha nacional da Etiópia não costuma chamar a atenção dos chefes gourmet, o que é muito difícil de entender, afinal de contas ela é super original (começando pela maneira de servir os pratos sobre um pão que cobre a mesa) e muito saudável.

Eles costumam comer legumes, frutas frescas, peixe, carne, leite de ovelha, de cabra e até de camelos. Os produtos costumam ser muito ecológicos e só fazem bem ao corpo.

Israel

Na cozinha tradicional de Israel é muito popular tudo o que é conseguido em suas terras e águas: uma grande variedade de peixes, aves, verduras, legumes, especiarias e mel. Os ingredientes para os pratos são escolhidos com muito cuidado, principalmente por algumas proibições religiosas, e sua pequena variedade é compensada por uma enorme originalidade. Um dos destaques é o falafel, um delicioso bolinho de grão de bico frito.

Finlândia

A culinária finlandesa é conhecida pelo enorme consumo de peixes, de lago e de mar, de carne de animais selvagens e de frutas vermelhas. No menu é possível encontrar carne de alce, de veado e de urso. Os molhos costumam ser feitos com as frutas, como amoras. Nunca faltam legumes ou saladas. Além disso, os finlandeses não dispensam a massa de trigo duro ou de arroz.

As saborosas sopas finlandesas são muito conhecidas, como a sopa cremosa de salmão. Em um primeiro momento pode parecer que os finlandeses comem muito pão, mas ele costuma ser integral. As sobremesas incluem sopas e mousses de frutas, também saudáveis.

Países mediterrâneos

Sim, a nossa lista não acaba com um país, mas com uma grande região: o mar Mediterrâneo. As diferentes cozinhas banhadas por ele são conhecidas como saudáveis e equilibradas, é por isso que muita gente fala na Dieta Mediterrânea como uma das melhores.

As vantagens dessa culinária são muitas: muito marisco, hortaliças (tomates, pimentões, abobrinhas, berinjelas, alcachofras, etc.) e frutas frescas. Além disso, as culinárias desses países (Grécia, sul da Itália e da França, Portugal e Espanha) usam mel e ervas, além de muitas especiarias. O manjericão, o alecrim e o orégano são quase obrigatórios. A principal fonte de gordura está nos queijos, nozes, azeite de oliva e feijão. As técnicas de cozinha são muito simples e sempre lutam por preservar o sabor e o aroma dos produtos.

Como você pode ver, as diferentes cozinhas saudáveis têm muito em comum. Nelas, há muita fruta e hortaliças frescas, pratos leves com peixe, acompanhamentos simples e nutritivos. Além disso, elas usam muitas especiarias, não abusam da carne e do leite, e a sobremesa costuma ser feita com frutas. Em geral, existe uma preferência pelos alimentos crus e naturais.

O que você achou das duas listas? Gostaria de incluir algum país? Acha que encara uma etapa de cozinha saudável para ver se gosta?

Incrível/Receitas/Fizemos uma pequena pesquisa e identificamos os países com as comidas mais e menos saudáveis
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos