11 Músicos que fizeram sucesso no passado, mas que acabaram saindo da mídia

Muitas das músicas do nosso artigo de hoje tocavam incansavelmente em todos os lugares, nas rádios, discotecas, e mal podíamos esperar para assistir aos videoclipes na MTV. No entanto, os cantores de alguns desses sucessos simplesmente desapareceram da mídia. E após 20 — 30 anos, não sabemos praticamente mais nada sobre eles, mesmo que suas músicas ainda toquem uma vez ou outra em nossas playlists.

Nós, do Incrível.club, decidimos saber como estão hoje em dia os cantores que lançaram músicas inesquecíveis algumas décadas atrás, mas não conseguiram repetir o sucesso com outros trabalhos. Talvez alguns nomes pareçam estranhos, mas se você abrir o link e ouvir a música, logo se lembrará. Confira!

Natalie Imbruglia — Torn (1993)

Antes de ingressar na carreira musical, Natalie era famosa como atriz. Após o sucesso da música Torn, lançou outro álbum e ganhou vários prêmios, mas logo a carreira da cantora começou a declinar. Ela estrelou vários filmes, foi o rosto de várias marcas de cosméticos e roupas. A estrela namorou brevemente David Schwimmer, e se casou em 2003 com um músico, mas o casamento durou apenas cinco anos.

Em 2019, Natalie, de 44 anos, deu à luz seu primeiro filho, que foi concebido com fertilização in vitro. Hoje em dia, a cantora continua fazendo música, participa de diversos projetos de televisão e ainda se dedica à caridade.

Ardis — Ain’t Nobody’s Business (1994)

Ardis é originária da República Dominicana, mas alcançou a fama após se mudar para a Suécia, que nos anos 1990, como se sabe, era uma fábrica de produção de artistas pop. A música Ain’t Nobody’s Business conquistou o topo das paradas europeias e americanas, e ainda se tornou a música tema do filme V de Vingança.

Os fãs se lembram de Ardis pelos seus dentes separados e pela voz incomum. Os jornalistas suecos tentaram descobrir mais sobre sua vida pessoal, mas isso permaneceu um segredo bem guardado. Ardis fez sua última aparição pública em 2002 enquanto gravava um álbum, mas pouco se sabe sobre ela desde então. A última foto que a cantora postou em sua conta no Facebook foi em 2012. De acordo com algumas informações, a cantora vive e trabalha em Los Angeles.

Rednex — Cotton-Eyed Joe (1994)

A formação original tinha cinco membros. Além da música mais famosa, Cotton-Eyed Joe, que tocava freneticamente em todas as discotecas, a banda teve mais três hits nos anos 1990. Apesar de os músicos tocarem country e se apropriarem da imagem de cowboys, eles são suecos.

Em 1997, devido a desentendimentos, a única vocalista da formação na época, Annika Ljungberg, deixou o grupo, e o restante da banda resolveu fazer uma longa pausa. Eles tentaram trabalhar com outros cantores, mas não deu muito certo.

Após várias mudanças na formação e o retorno temporário de Annika em 2018, o grupo passou a contar com 17 músicos, o que lhes permitiu variar a formação da banda para diferentes apresentações. Eles continuam trabalhando e estão em turnê se apresentando em vários festivais. Em junho, Rednex fez um show na Noruega.

Coolio — Gangsta’s Paradise (1995)

O hit do álbum de mesmo nome trouxe para Coolio uma popularidade sem precedentes e um prêmio Grammy, além de se tornar um clássico do rap. A canção continua sendo usada em filmes e jogos. E apesar do rapper não ter conseguido emplacar mais nenhum single ou álbum de sucesso, os louros de uma única música foram suficientes para lhe dar uma vida confortável até hoje.

Após o sucesso do álbum em 1995, Coolio chegou a ser convidado para papéis no mundo do cinema. Por exemplo, no filme Demolidor — O Homem sem Medo, ele interpretou o personagem Daunte Jackson; interpretou a si mesmo na série Black Jesus; e dublou alguns episódios da série de animação Futurama, além de vários outros programas de televisão.

Em 2014, o cantor e sua parceira Mimi foram convidados para participar de um reality show chamado Celebrity Wife Swap. Depois de morar em uma casa com outro homem, Mimi percebeu que merecia algo melhor e deixou o rapper. Atualmente, Coolio continua solteiro e faz trabalhos de caridade, principalmente ajudando asmáticos, pois ele mesmo sofre da doença.

Toni Braxton — Un-Break My Heart (1996)

Nenhuma discoteca, festa de aniversário ou qualquer outra celebração na segunda metade dos anos 1990 era completa sem ter uma performance dessa canção. Depois de seu estrondoso sucesso, Toni Braxton continuou a fazer música, lançou vários álbuns e singles de sucesso e ganhou muitos prêmios.

No início dos anos 2000, Toni teve dois filhos. Seu segundo filho foi diagnosticado com autismo, o que levou a cantora a se juntar à organização Autism Speaks. Atualmente, Braxton continua com sua carreira, aparece em vários programas de televisão, está envolvida na produção de projetos para televisão e namora o rapper Birdman.

Hanson — MMMBop (1997)

O grupo é formado por três irmãos — Isaac, Taylor e Zac, e na época do lançamento do álbum Middle of Nowhere, que ganhou três indicações ao Grammy, eles tinham 17, 14, e 12 anos, respectivamente. Uma melodia alegre, vozes vibrantes e jovens bonitos conquistaram adolescentes ao redor do mundo, e a música permaneceu por muito tempo nas paradas.

O irmão mais velho, Isaac, e o do meio, Taylor, encontraram a felicidade no amor através da banda — ambos são casados com fãs. Zac também é casado. Os irmãos continuam com a banda, mas nenhum outro álbum ou single alcançou sucesso. Eles parecem ter mais sucesso na paternidade: os três irmãos têm 15 filhos no total.

Emilia — Big Big World (1998)

Emilia Rydberg é originária da Suécia. Em 1996, o filho do empresário do ABBA, Lars Anderson, foi quem a revelou. Depois que sua canção Big Big World se tornou um sucesso, Emilia decidiu usar o sobrenome de seu pai, o famoso cantor etíope Mitiku. Em 2009, a cantora participou do concurso para representar a Suécia no Eurovision, mas acabou ficando em nono lugar.

Seu último álbum foi lançado em 2012, mas seu site não é atualizado há sete anos e raramente a cantora se apresenta. Em 2013, ela deu à luz um filho e decidiu fazer uma longa pausa na sua carreira; agora quase nunca é vista na mídia, mas, ocasionalmente, aparece em eventos sociais.

Lou Bega — Mambo No. 5 (1999)

Mambo No. 5 é um remake de um antigo sucesso de Pérez Prado. Lou Bega, embora seja um forte representante da música latina, é nascido na Alemanha. Imediatamente após o lançamento, o single alcançou o primeiro lugar nas paradas da maioria dos países europeus. Os álbuns subsequentes do cantor não tiveram tanto sucesso comercial, e alguns não chegaram nem a entrar nas paradas.

Durante a sua carreira, Lou Bega já conseguiu se tornar personagem de um jogo de computador, gravou para a trilha sonora de uma série da Disney e, em 2019, lançou a faixa Scatman & Hatman, em homenagem a Scatman John. Hoje em dia, o cantor mora em Berlim com sua filha e esposa.

Sonique — Sky (2000)

Sonique é uma cantora e DJ britânica que no começo dos anos 2000 lançou alguns hits: It Feels So Good, Sky, I Put a Spell on YouCan’t Make up My Mind, pelo qual ganhou um prestigioso prêmio Brit Award.

Os anos seguintes não foram fáceis para a cantora. Em 2002, ela perdeu seu bebê no oitavo mês de gestação e, em 2009, foi diagnosticada com câncer de mama. Sonique foi submetida ao tratamento por vários meses e, em 2011, anunciou que a doença havia sido controlada.

Alizée — Moi... Lolita (2000)

Alizée se tornou conhecida pelo público na época como Lolita. Ela tinha apenas 16 anos quando gravou o videoclipe da música Moi... Lolita. A propósito, a letra foi escrita por Mylène Farmer. O single se tornou um grande sucesso e ficou na parada por seis meses. Depois disso, Alizée lançou mais algumas músicas que não fizeram tanto sucesso assim.

A cantora continua estudando música, se apresentando regularmente na França e em outros países europeus. Além disso, ela sempre participa de shows beneficentes, gosta de boxe tailandês e tem dois filhos. Atualmente é casada com um bailarino profissional, com quem participou do programa Dancing with the Stars.

Bosson — One in a Million (2001)

O cantor e compositor sueco ficou famoso após o lançamento da música One in a Million, que se tornou o tema principal do filme Miss Simpatia, estrelado por Sandra Bullock. Na onda do sucesso, ele conseguiu emplacar outro single, You Opened My Eyes, e então desapareceu da mídia por um longo tempo. Bosson era extremamente popular e se apresentava bastante nos países do antigo bloco soviético, mas nos países ocidentais sua popularidade começou a diminuir.

Bosson lançou seu último álbum de estúdio em 2013, mas ainda faz shows regularmente nos países da Europa Oriental, onde grava vídeos com artistas locais, se apresenta em concertos conjuntos e é jurado em várias competições.

Qual sua música preferida dos anos 1990/2000? Que outros artistas e bandas, que fizeram sucesso antigamente, você adicionaria à nossa lista? Conte para a gente na seção de comentários.

Compartilhar este artigo