Um ônibus que leva você da Índia para Londres em 70 dias

Curiosidades
há 6 meses

Você está correndo pela rodoviária com vinte malas, procurando seu ônibus. Você não pode perdê-lo — o próximo vai sair no ano que vem. Finalmente, você encontra o ônibus certo e conhece outros dezenove passageiros, com os quais viajará por dezoito países nos próximos setenta dias. Uau, tem um banheiro nessa coisa?

O novo ônibus de luxo fará sua primeira viagem de vinte mil quilômetros da capital da Índia, Nova Delhi até Londres, no Reino Unido, em 2021. Será uma viagem com paradas dividida em quatro trechos pela Ásia e Europa, e operada por uma empresa de turismo indiana.

Cada etapa terá duração de doze a vinte e dois dias, e elas podem ser reservadas de forma independente. Os passageiros poderão visitar os pontos turísticos do Sudeste Asiático, a Grande Muralha da China, a Rota da Seda na Ásia Central, o Deserto de Gobi e as maiores cidades da Europa. Visitas guiadas, refeições e estadias em hotéis estarão incluídas na tarifa de ônibus de vinte mil dólares.

Serão vendidas apenas vinte passagens para a jornada completa, mas não se preocupe — se você não puder ir, o ônibus seguirá o mesmo trajeto de volta logo após chegar a Londres. Eu? Eu quero ver o ônibus passar pelo Canal da Mancha.

Em meados do século XX, as rotas de ônibus da Europa para a Ásia eram uma coisa comum. Em 1968, o empresário australiano Andy Steward fundou uma empresa de turismo que fazia a maior rota de ônibus do mundo. Um ônibus luxuoso de dois andares viajava entre três continentes, conectando Austrália, Reino Unido e Índia.

O ônibus apelidado de Albert partiu em sua primeira viagem em 8 de outubro de 1968 ,de Martin Place em Sydney, Austrália.

Havia apenas quatorze passageiros a bordo, incluindo o próprio fundador da empresa. O veículo luxuoso tinha uma sala de jantar separada, um deck de observação e camas individuais, bem como aquecimento e sistema de música, e o chão era forrado de carpete. Uma viagem de Londres a Calcutá custava cerca de três mil dólares no valor de hoje, e a viagem de Sydney a Londres era duas vezes mais cara.

Albert chegou a Londres após cento e trinta e dois dias de viagem, em 17 de fevereiro de 1969, e iniciou sua viagem de volta logo depois. Ao longo de oito anos, ele completou com sucesso dezesseis viagens, fez cento e cinquenta cruzamentos de fronteira e se aposentou em Londres.

O voo direto de Cingapura para o Aeroporto Internacional John F. Kennedy em Nova York é o mais longo voo comercial sem escalas do mundo. Cobre cerca de quinze mil e trezentos quilômetros em dezoito horas e quarenta minutos. O avião não tem classe econômica, mas sessenta e sete assentos na classe executiva e noventa e quatro na econômica premium.

O voo comercial regular mais curto do mundo dura apenas 90 segundos. Portanto, nenhum serviço de bebidas. Desculpe. Abrange 3 km entre as ilhas escocesas de Westray e Papa Westray, na costa norte da Escócia. Funciona há cerca de 50 anos e conta com três pilotos regulares. O voo é utilizado principalmente por professores, alunos de escolas e outros locais, além de turistas que aqui viajam apenas para isso. Ei, passar pela segurança leva mais tempo do que o voo.

O cruzeiro contínuo mais longo do mundo dura duzentos e quarenta e cinco dias ou 8 meses. O Viking Sun’s Ultimate World Cruise começa em Londres e viaja ao redor do mundo, por seis continentes e cento e onze portos antes de retornar à capital do Reino Unido. Tem espaço suficiente para novecentos e trinta passageiros, mas apenas cerca de cinquenta podem pagar noventa mil dólares por toda a viagem. Os outros fazem trechos menores do percurso.

A cidade alemã de Wuppertal tem uma longa rede de trens suspensos, contando treze quilômetros. A viagem por todas as suas vinte estações leva trinta e cinco minutos a uma velocidade máxima de sessenta quilômetros por hora, na altura de um prédio de três andares. Funciona desde 1901 e transporta mais de sessenta e cinco mil pessoas diariamente, sem engarrafamentos.

No Camboja, trens de bambu chamados nori transportam cerca de uma dúzia de passageiros, gado ou produtos e outros bens entre pequenas aldeias.

Um nori consiste em uma única plataforma queen-size e um cortador de grama ou motor de barco que permite acelerar a até quarenta quilômetros por hora. Quando dois noris se encontram em um único trilho, o mais leve para, os motoristas e passageiros descem e o removem do trilho, e deixam o maior passar. Em seguida, eles o colocam de volta no trilho: tudo em menos de um minuto.

As escadas rolantes em todas as estações de metrô em Delji têm um recurso exclusivo de proteção para saris. Ele rastreia roupas femininas tradicionais — saris com pontas soltas, e evita que se prendam nas escadas em movimento.

Há uma rota de trem na Tailândia que passa direto por um mercado. A Linha de Trem do Mercado Maeklong existe desde 1905. O trem se move bem devagar e os vendedores o ouvem muito antes de ele chegar. Assim, rapidamente removem cestas de mercadorias, tendas e guarda-chuvas dos trilhos. O trem passa oito vezes por dia, tão perto que você pode alcançá-lo com as mãos. Assim que passa, o mercado volta aos trilhos.

Uma das atrações turísticas mais populares em Madeira, Portugal, é o Monte com seus “carros de cestos”. Já foi o principal meio de transporte público de descida, começando na década de 1850. O passeio no carro de cesto preso a dois corredores de madeira leva 10 minutos. Há dois motoristas vestidos de branco com chapéu de palha e sapatos com sola de borracha. Eles usam os sapatos para dirigir e frear o carro de cesto, que acelera até cinquenta quilômetros por hora.

A maioria dos aviões é pintada de branco para mantê-los frescos. O branco reflete a luz do sol como nenhuma outra durante o voo e na pista. O branco não desbota e é possível ver qualquer falha nele mais facilmente. Também torna o avião mais leve, o que significa que ele usa menos combustível, é mais barato para voar, e mais fácil de vender, pois você pode simplesmente colocar um novo logotipo nele.

O japonês SC Maglev é o trem mais rápido do mundo. SC significa super-condução, que não necessariamente descreve os condutores humanos do trem coletando passagens e fazendo anúncios. O trem usa levitação magnética enquanto se move silenciosamente acima dos trilhos, a um velocidade de seiscentos quilômetros por hora. A equipe leva apenas sete minutos para limpar totalmente o interior dos vagões, assentos, banheiros e lavabos, e o processo se tornou um show para os turistas. Bom, talvez eles sejam super-condutores.

40% do sistema de metrô da cidade de Nova York está acima do solo. Se você retirar e alinhar todos os trilhos do metrô, será o suficiente para cobrir a distância entre Nova York e Chicago. O metrô de Nova York também é o maior sistema de trânsito rápido do mundo em número de estações, com quatrocentas e setenta e duas estações em operação.

Originalmente, globos verdes na entrada do metrô marcavam as estações abertas com uma cabine de venda de passagens aberta dia e noite; globos amarelos sinalizavam estações abertas com bilheterias em tempo parcial amarelas; e globos vermelhos: estações fechadas o tempo inteiro, sem venda de passagens, funcionando apenas para saída. Agora as entradas com globos vermelhos significam estações fechadas à noite e as com globos verdes estão abertas vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana. Os globos amarelos agora são história.

Há um funicular subterrâneo em Istambul, na Turquia. Abrange um vírgula seis quilômetros e uma diferença de altura de sessenta metros entre a beira-mar e o famoso calçadão de pedestres de Istambul. O funicular foi inaugurado em 1874 e é o segundo metrô mais antigo do mundo, depois do metrô de Londres. Tornou-se tão popular que abriu outra linha nas proximidades.

O trem mais longo do mundo que funciona em uma base permanente consiste em cerca de 200 vagões e se estende por dois quilômetros e meio. Ele conecta um grande centro de mineração de ferro com uma cidade portuária na Mauritânia. A viagem dura de dezesseis a vinte horas, dependendo da carga do trem. É perfeitamente normal que moradores e turistas pulem no trem de Ferro e passem a noite entre o minério de ferro.

O maior avião do mundo é o Antonov An-225. Ele foi projetado para transportar um avião espacial e propulsores de foguetes. Sua envergadura tem em extensão a altura da Estátua da Liberdade, e a aeronave conta com seis motores enormes. Seu peso máximo de decolagem é de setecentas e dez toneladas, ou seis baleias-azuis.

Islândia, Malta, Chipre, Butão, Andorra e Qatar são apenas alguns países que não têm uma rede ferroviária. Em alguns casos, é porque a construção custaria muito caro. Outras razões são as más condições meteorológicas e a enorme popularidade dos carros.

O pior engarrafamento do mundo aconteceu na China National Highway 110 em 2010. Durou doze dias e se espalhou por cem quilômetros, com carros circulando um quilômetro por dia. Milhares de motoristas tiveram que sobreviver com macarrão instantâneo e água dez vezes mais caros que o normal. O motivo do congestionamento? Caminhões pesados transportando materiais de construção para Pequim para construir novas estradas e facilitar o tráfego. Irônico, não?

Os ônibus escolares são amarelos porque essa cor imediatamente chama sua atenção como nenhuma outra. Os cientistas descobriram que é muito mais provável localizar um objeto amarelo do que o mesmo objeto pintado de vermelho, mesmo que não esteja na sua frente, com sua visão periférica. Isso torna o amarelo a opção mais segura. Ei, é por isso que, quando estou no mercado, procuro as bananas primeiro!

Na década de trinta, alguns aviões possuíam beliches superiores e inferiores com colchões, travesseiros e lençóis, e cortinas para maior conforto. As janelas eram muito maiores do que nos aviões de hoje. Havia mesas de verdade com refeições servidas em pratos finos de porcelana. O entretenimento a bordo podia incluir apresentações ao vivo de cantores e músicos ou filmes exibidos em uma tela enorme.

O menor carro do mundo, o Peel P50, existia na década de 1960. Era tão largo quanto um passo e meio e tinha cerca de três quartos do comprimento de uma geladeira padrão de um lado ao outro. Ele tinha um farol e não podia dar ré. A única maneira de virar era usando a alça na lateral. Devia ser ótimo quando precisava lidar com vagas de estacionamento apertadas.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados