Roupas que você deve tirar do armário, segundo especialistas em moda

há 7 meses

Assim como tudo muda muito rapidamente, as roupas também estão em constante evolução. As grandes marcas lançam de cinco a seis coleções por ano. Porém, para boa parte das pessoas, o orçamento não avança tão rapidamente quanto o setor da moda, e é por isso que muitos especialistas criticam certas roupas ainda usadas por muita gente.

1. Roupas de couro e camurça

Laurent Salmon / KCS / East News

As calças de couro voltaram à moda e são muito usadas durante dias mais frios. Sua variedade de cores, texturas e silhuetas atrai tanto os conservadores da moda quanto os criadores de tendências. Suas complicadas regras de cuidados representam a única coisa a gerar inseguranças.

Peças de couro e camurça são muito exigentes. Elas precisam ser armazenadas em um local fresco e seco, longe dos raios solares, protegidas da água, da chuva e do suor, além de deverem ser levadas à lavanderia. Essa lista de recomendações provavelmente não deixaria confuso nenhum fã de The Witcher.

2. Calcinha da vovó

© cottonbro / Pexels, ssuaphoto / easyfotostock / East News

Estilistas e blogueiros do mundo da moda estão convencidos de que as roupas íntimas, apesar de ficarem escondidas, criam um determinado estado de ânimo, elevando a confiança da pessoa. Mas o contrário também acontece: certas peças podem minar a autoestima. No final das contas, a vida é muito curta para usar calcinhas “de vovó”, feias e desconfortáveis. Sem falar que não é difícil encontrar alternativas bonitas e confortáveis.

3. Alpargatas de grife

No século XIV, as alpargatas eram consideradas o calçado dos camponeses. Por serem baratas e leves, elas serviam aos seus donos por um curto período. E as variações contemporâneas não estão muito distantes das originais. As solas de corda de juta e a parte superior de tecido se desgastam rapidamente, e é por isso que não é recomendável ir a uma loja cara para comprar um par de alpargatas que será usado em uma única temporada.

4. Roupas sem graça para dormir

Parece não haver uma só pessoa no mundo que não goste de usar roupas largas em casa. Muitas vezes, peças velhas que não ousaríamos mostrar em público são usadas como pijamas. Mas estilistas aconselham que prestemos atenção ao guarda-roupa para torná-lo esteticamente agradável. Há muitos lugares para fazer isso. Em brechós, por exemplo, você pode encontrar de tudo: desde roupas de seda até vestidos finos feitos em casa. Roupas bonitas para usar em casa podem aumentar a autoconfiança e criar um bom estado de ânimo.

5. Um único modelo em cores diferentes

Comprar o mesmo modelo de vestido que combina com você em várias cores é tentador, mas os estilistas recomendam evitar essa decisão. É melhor não encher seu guarda-roupa com um único tipo de roupa e experimentar coisas novas. A exceção são as camisetas e blusas, que exigem substituição constante.

6. Jeans skinny branco

Os estilistas têm uma queixa sobre calças jeans skinny em cor clara: por causa de sua silhueta peculiar, elas não são adequadas para todas as mulheres. Modelos mais folgados caem bem em todas, deixando mais atraentes as mulheres que apostam neles. Além disso, roupas brancas justas exigem roupas íntimas especiais.

7. Botas-meias

As botas-meias são confortáveis e quentinhas, mas isso não significa que esse calçado da moda deva estar na sua lista de compras urgentes. Os estilistas aconselham não se deixar levar pelas tendências. É melhor investir no básico.

8. Tênis de calcanhar aberto

Provavelmente, não há sapato mais confortável no mundo do que um par de tênis. Entretanto, os especialistas recomendam não cair nos truques do mundo da moda e gastar dinheiro com calçados de calcanhar aberto. Em primeiro lugar, as tendências mudam na velocidade da luz. Ademais, calçados sem a parte de trás perdem todo o sentido se você estiver procurando um modelo confortável para atividades ao ar livre e para passear com as crianças, pois esse tipo de calçado tende a escorregar do pé.

9. Peças de ponto fino

Antes de comprar uma peça de roupa em linho ou seda, você deve pensar duas vezes, pois esses tecidos amassam muito. E isso se aplica não apenas a materiais caros, mas também a malhas, que podem ser facilmente danificadas por movimentos descuidados. Os estilistas não recomendam a compra de roupas que não só são difíceis de guardar no armário, mas também tendem a amassar.

10. Vestido longo com forro curto

Bertrand-Hillion Marie-Paola / ABACA / Abaca / East News

Geralmente, um forro curto por baixo de uma saia longa e esvoaçante faz com que a roupa pareça barata e de mau gosto. Os estilistas aconselham a escolha de roupas com bainha e forro do mesmo comprimento. Vestidos assim ficam muito mais estilosos e elegantes.

Talvez você tenha no guarda-roupa aquela peça de roupa da qual, mesmo anos após a compra, você nem pensa em se desfazer. Pode ser um jeans, um calçado ou mesmo aquela camiseta especial. Saiba que você não está sozinho, pois até mesmo celebridades já demonstraram ser apegadas a um item do vestuário, não se intimidando em usá-lo várias vezes.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados