Modelo cearense é a primeira transgênero da história da Victoria’s Secret

Famosos
há 11 meses

Rompendo barreiras desde o início, a modelo cearense Valentina Sampaio, de 22 anos, já estampou as capas de diversas revistas de moda no mundo inteiro e desfilou em eventos internacionais. Seu sucesso foi tanto que ela chamou atenção da marca de lingerie mais reconhecida do mundo, a Victoria’s Secret. No último mês, Valentina estreou em um desfile da grife, que já teve, como representantes, divas como Gisele BündchenAdriana Lima.

Filha de uma professora e de um pescador e oriunda da pequena Aquiraz, na região metropolitana de Fortaleza, ela possui uma característica mais que especial: é a primeira representante transexual da marca de luxo americana.

Incrível.club mostra, aqui, sua trajetória de superação. Confira só!

Na região metropolitana de Fortaleza, levava uma vida leve e tranquila

Valentina nasceu e cresceu em uma aldeia de pescadores, onde sempre foi muito respeitada e querida. Ainda na adolescência, aos 13 anos, a garota, que nasceu com um corpo de menino, logo pôde assumir sua condição, tendo adotado o nome de Valentina — que ouvira antes e do qual gostara. A hoje supermodel destaca que, mesmo durante esse período, nunca teve de lidar com qualquer tipo de preconceito -inclusive no ambiente escolar, onde é comum surgirem casos de bullying, seja no Brasil ou pelo mundo afora. Valentina acredita que, nessa época, as pessoas já a enxergavam como uma moça. Afinal, seus níveis de hormônios femininos eram altos e as características corporais associadas ao corpo de uma mulher, bastante perceptíveis.

Aos 16 anos, a estreia no mundo da moda

“Na minha cidade nunca sofri preconceitos, me sentia muito bem, todo mundo se conhecia. Sofri quando fui viver em uma cidade grande, na faculdade, em meus primeiros trabalhos... foi quando saí da minha cidade”, contou à agência de notícias EFE.

Levando consigo o sonho de ser estilista, Valentina ingressou na faculdade de moda aos 16 anos. E foi justamente durante o curso que recebeu o primeiro convite para desfilar, no Festival da Moda de Fortaleza. Em sua jornada acadêmica, a garota chegou a se matricular no curso de Arquitetura, logo após decidir que trancaria o de moda. Mas o universo das passarelas falaria mais alto.

Embaixadora da L’Oréal Paris aos 18 anos

Pouco tempo depois, justamente no ano em que atingiu a maioridade, a cearense recebeu um convite para se tornar embaixadora da L’Oréal Paris, passando, assim, em 2016, a ser a primeira transexual a ter se tornado garota-propaganda da marca. No mesmo ano, Valentina também desfilou no São Paulo Fashion Week, o maior evento de moda do Brasil e o mais importante da América Latina.

Os feitos não pararam por aí. Ela fez história ao se tornar capa da reconhecida revista Vogue e justamente em sua edição francesa. No país que é um dos maiores centros da moda mundial, ela também foi tema de matéria na ELLE. Valentina também foi destaque Woman Power na Espanha (ligada à revista francesa Madame Figaro), na edição de julho deste ano. A publicação trouxe uma matéria exclusiva sobre a carreira da top model.

No último mês, a realização de um grande sonho: Valentina se tornou a primeira modelo transgênero da Victoria’s Secret

No último mês, Valentina conquistou um de seus maiores sonhos: foi escolhida o novo rosto da icônica Victoria’s Secret, a primeira representante trans da história da marca em quatro décadas.

Com um clique compartilhado no Instagram, a bela jovem divulgou o feito: “Um sonho realizado que representa muito”, mostrando os bastidores de seu primeiro ensaio. O post, claro, recebeu muitos cumprimentos de fãs anônimos e famosos do Brasil e do mundo. Laverne Cox, estrela transgênero de Orange Is the New Black, demonstrou sua euforia em uma das publicações de Valentina: “Uau, já era hora!” Lais Ribeiro, modelo brasileira, também se mostrou animada: “A primeira transexual fotografada para a Victoria’s Secret! Fiquei muito feliz!”

Atualmente, Valentina está vivendo em Nova York, a capital fashion dos Estados Unidos e um dos cenários mais importantes do mundo da moda. Trabalhando cada vez mais, a garota que saiu de Aquiraz é constantemente vista nos aeroportos e está ganhando o mundo com o seu talento.

“Rompi Barreiras... é uma conquista, um avanço para nós, trans. É uma porta aberta e me sinto muito honrada (...) uma verdadeira mensagem de otimismo, de respeito e de amor pelo próximo.” disse a modelo à EFE.

Embora algumas pessoas ainda torçam o nariz para conquistas como a de Valentina, nós estamos torcendo para que casos como esse sejam cada vez mais comuns, para que o mundo se torne mais diverso e inclusivo.

A história de Valentina te inspirou? Conte sua opinião nos comentários!

Imagem de capa valentts / Instagram

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados