Minha sogra nos abandonou e nos deixou na rua quando precisamos dela e, agora, me pede ajuda

Histórias
Há 4 semanas

Nos relacionamentos familiares, às vezes surgem situações que desafiam nossas expectativas e nos fazem repensar nossas crenças. Nesta história, exploraremos uma jornada cheia de altos e baixos, em que uma família enfrenta obstáculos inesperados que testam sua força e resiliência.

“Meu marido e eu estávamos financeiramente bem em 2019. As coisas deram errado em 2020, quando perdi o emprego e precisei dar aulas para nossos filhos em casa. Não tínhamos como pagar o aluguel e, seis meses depois, fomos despejados. Minha sogra nos ofereceu dois quartos, mas desistiu assim que ficamos desabrigados. Acabamos morando em nossa van por quatro meses com nossos filhos, antes de abrirem um abrigo para acolher pessoas sem teto.

Durante esse período, a mãe do meu marido teve pouquíssimo contato conosco. Minha cunhada também ficou tensa quando pedimos para tomar banho na casa dela, mesmo afirmando que pagaríamos por isso. Elas nos olhavam como se fôssemos lixo por termos mais de 30 anos, três filhos e, segundo ambas, uma vida totalmente desorganizada. Disseram-nos estarmos vivendo mal e que, se tivéssemos planejado melhor, não estaríamos naquela situação. Isso foi dito principalmente pela minha cunhada, que herdou sua casa após o falecimento de seu pai e não pagou impostos por quatro anos”.

“Melhoramos rapidamente de situação e conseguimos nos reerguer aos trancos e barrancos. Construímos uma casa do zero com nossos filhos e todos ganhamos muita experiência. O resultado foi perfeito. As crianças estão animadas por termos construído nossa própria casa. Estamos mais felizes que nunca. Até começamos nosso próprio negócio. Fizemos isso juntos, sem a ajuda de nenhum parente do meu esposo, apesar de suas promessas, e admito que eles deixaram um gosto ruim na minha boca, mesmo que o resultado tenha sido muito bom, do jeito como aconteceu.”

“Bem, agora é minha sogra que está passando por dificuldades. Ela foi transferida para um emprego de meio período por ser lenta no trabalho, aparentemente sua pensão foi retirada e ela provavelmente será despejada em breve, pois já recebeu dois avisos e uma carta de rescisão do contrato de aluguel. Ela esteve em casa ontem à tarde e perguntou se poderia ficar aqui, caso recebesse a ordem de despejo. Admito que minha primeira reação foi rir da sua audácia. Ela imediatamente ficou ofendida e desconfortável, especialmente depois que eu disse não haver nenhuma chance de isso acontecer. Meu marido permaneceu ao meu lado de braços cruzados, olhando para a mãe com ressentimento, pois ficou muito magoado por ela permitir seus netos viverem em uma van e em um abrigo para sem-teto após ter prometido nos ajudar.”

“De qualquer forma, ela saiu chorando após dizer que a situação era completamente diferente. Minha cunhada nos ligou mais tarde e disse que éramos ‘um lixo’ por não permitir que sua mãe idosa e prestes a ser despejada se mudasse para nossa casa. Respondi que haviam acabado de abrir uma casa de repouso na rua e ela poderia ir para lá. No entanto, alguns amigos disseram que fui um pouco cruel. Será que sou a vilã nessa história?”

A vida colocou essa família em uma situação muito complicada sem aviso prévio e eles se sentiram completamente desamparados. Agora que a situação se inverteu, é difícil saber o que fazer, por isso quisemos dar alguns conselhos à protagonista dessa história:

  • Priorize o seu bem-estar e o de sua família: não se sinta obrigada a ceder às exigências ou expectativas irreais de sua sogra se forem contrárias ao bem-estar do seu núcleo familiar. Sua prioridade deve ser proteger sua família e manter um ambiente saudável para todos.
  • Busque o apoio de seu parceiro: converse aberta e honestamente com seu marido sobre seus sentimentos em relação à situação com a mãe dele. Trabalhem juntos como uma equipe para estabelecer limites e resolver quaisquer conflitos que surjam, apoiando um ao outro no processo.
  • Mantenha a calma e compostura: em situações de conflito com sua sogra, tente manter a calma e evite reagir de forma impulsiva ou emocional. Responda com calma e clareza, concentrando-se em resolver o problema de forma construtiva.
  • Considere a possibilidade de fazer terapia familiar: se as tensões com sua sogra estiverem afetando negativamente seu relacionamento familiar, considere a possibilidade de fazer terapia de família, buscando orientação e apoio profissional para resolver conflitos e melhorar a comunicação.

Problemas com a sogra são uma fonte comum de tensão em relacionamentos. As dificuldades podem surgir por ciúmes, interferências na vida do casal ou críticas constantes, o que pode gerar conflitos e desgastar a harmonia familiar. Todavia, nem todas as sogras são problemáticas. Conheça histórias de pessoas sortudas que ganharam uma segunda mãe na forma de sogra.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados