Enxergue além do óbvio para resolver estes 19 enigmas

há 9 meses

Nádia está se aproximando de um campo... e está carregando um pacote. Se não conseguir abri-lo antes de chegar ao campo, ela não sobreviverá. O que será que tem lá dentro?

Nádia está saltando de paraquedas. O equipamento está dentro do pacote.

Após aterrissar em segurança, a jovem resolve fazer um passeio pelo campo de girassóis. Identifique 3 coisas estranhas nesse lugar.

O espantalho está piscando.
O girassol tem dentes.
E há dois sóis no céu.

Nádia caminha para longe e se perde na mata. Ela fica vagando por um tempo e encontra 4 caras sentados em uma árvore grande. Ajude a moça a classificar os rapazes em ordem de tolice.

O quarto homem está cortando o galho no qual está sentado. Então, ele é o mais bobo deles.
O primeiro está sentado no galho que será cortado em breve pelo segundo cara. Então, a pessoa de número 1 é a segunda mais tola.
O cara de número dois não se deu conta de que vai cair também, de modo que está em terceiro lugar na tolice.
E para finalizar, vem o terceiro homem. Ele é uma pessoa ruim, mas não tem nada de bobo.

Nádia continua andando e encontra uma rodovia. Três pessoas oferecem carona até a cidade mais próxima. Em qual dos carros ela estará mais segura?

Dê uma olhada no carro deste cara. Os pneus estão vazios. E tem uma poça de óleo debaixo do carro. Provavelmente não é uma boa opção.
Esta linda mulher e seu carro são translúcidos, pois são fantasmas.
Mas este caminhoneiro aqui parece ser confiável.

Nádia entra na cafeteria da cidade e encontra duas moças. Elas afirmam ser filhas de um bilionário famoso. Adivinhe qual delas está mentindo.

Esta moça aqui é uma mentirosa. O logotipo do casaco dela é falso. Então, ela não é rica coisa nenhuma.

Nádia não tem grana pra comprar comida. A gerente fica com pena dela e oferece um almoço de graça. Mas primeiro, ela precisa resolver um enigma difícil. Ela topa. Aqui está a tarefa:
“Já pisaram em mim, mas foram poucas pessoas. Nunca fico cheia por muito tempo. Tenho um lado escuro. Quem sou eu?” Ajude a Nádia a ganhar o almoço!

A resposta certa é a Lua.

Nádia está comendo e observando as fotos que estão penduradas na parede. De repente, ela vê uma coisa estranha. Você sabe o que é?

Esta pessoa aparece nas duas fotos como alguém bonito e jovem. Mas o intervalo de tempo entre as duas imagens é de mais de 100 anos.

Nádia entra em uma floricultura e vê o dono colocando buquês em vasos grandes. Se ele colocar 1 buquê em cada vaso, vai sobrar um arranjo de flores. E se colocar dois buquês em cada vaso, um deles ficará vazio. Quantos vasos e buquês ele tem?

Ele tem 3 vasos e 4 buquês.

O dono da floricultura oferece um emprego para a Nádia. Ele acabou de receber um pedido de entrega. Há 3 caixas, etiquetadas como Rosas Vermelhas, Rosas Brancas e Rosas Vermelhas e Brancas. Cada caixa está identificada incorretamente. Nádia tem só uma chance: ela precisa pegar uma flor de qualquer caixa para poder identificá-las corretamente. Você pode ajudar nossa amiga?

Ela precisa pegar uma flor da caixa que está com a etiqueta Rosas Vermelhas e Brancas. Já que elas estão identificadas incorretamente, lá deve ter só rosas vermelhas ou só brancas. Vamos supor que a Nádia tire uma rosa vermelha. Nesse caso, ela pode identificar essa caixa do jeito certo. Sabemos que a caixa branca não pode ter flores brancas. Então, agora ela conseguirá identificar as outras duas embalagens corretamente.

Depois de descolar uma grana, a Nádia resolve alugar um quarto no hotel da cidade para descansar um pouco. O gerente oferece três opções de quarto para ela. Ajude a moça a escolher a melhor opção.
A vidraça da janela do primeiro quarto está quebrada — isso é perigoso!
E tem um zumbi escondido debaixo da cama do terceiro quarto.

É melhor ela escolher o segundo.

Nádia se tranca dentro do quarto. Ela abre a janela e fica ali perto, respirando ar puro. De repente, ela joga alguma coisa pela janela e desmaia pouco depois. Isso é um mistério, pois ela é perfeitamente saudável e ninguém fez nada com ela, pois a porta está trancada. Encontre uma explicação lógica para o incidente.

Nádia resolveu jogar um bumerangue pela janela. O objeto percorreu uma distância máxima e depois voltou, batendo com toda a força na testa da jovem.

Após um tempo, Nádia acorda sentindo dor de cabeça. Ela vai a uma mercearia para comprar aspirina. Chegando lá, vê 3 coisas estranhas. Você viu também?

Tem uma espiga de milho na prateleira, entre os rolos de papel higiênico.
A placa está oferecendo um desconto de 800% — bom demais pra ser verdade! E pra completar, o moço do caixa está usando dois óculos.

De repente, o moço começa a gritar, “Roubaram meu dinheiro!” Ele tranca todos os clientes na loja e chama a polícia. Os oficiais chegam e interrogam 4 suspeitos. A Maya diz: “Vim comprar água antes da minha aula de ioga do meio-dia. Estou 20 minutos atrasada por sua causa!” O Bruno diz: “Pra que roubar dinheiro? Todo mundo sabe que as pessoas só usam cartão hoje em dia.” A Lina diz: “Este operador de caixa é um mau-caráter! Bem-feito!” E a Nádia respondeu: “Desculpe, eu estava concentrada na minha compra. Não vi nada suspeito.”
Após ouvirem aquilo, os policiais prenderam uma pessoa. Adivinhe quem!

Foi a Maya. Olhe para o relógio na parede — são 10 da manhã! Ela não está atrasada, então só pode estar mentindo.

Nádia está caminhando na rua. Ela vê um bazar que está sendo organizado pela dona Geralda. Todos os produtos têm o preço único de 1 real.
A Ana compra um vestido velho.
O Jota leva este lindo vaso antigo.
E a Viviane compra uma mala vintage.
A Nádia chega perto da dona Geralda e sussurra: “Senhora, você acabou de vender uma coisa valiosa a preço de banana!”
O que ela quis dizer com isso? Você sabe?

A Viviane está levantando a mala com facilidade, então o objeto certamente está vazio. E além disso, ela está com o fundo furado, então não é valiosa.
Este vaso não é antigo coisa nenhuma — ele tem uma etiqueta da loja de 1,99.
E apesar deste vestido estar sujo e rasgado, ele tem um broche caríssimo preso nele. Esta pedra preciosa não pode custar apenas 1 real.

Nádia pede à dona Geralda permissão para usar o banheiro. Ela responde: “Claro, fica no fim do corredor.” Nádia caminha pelo corredor e confunde as portas, entrando nesta cozinha bagunçada. A porta não abre. Ajude a moça a encontrar a chave.

Está dentro do bule.

Dona Geralda entra na cozinha e diz: “Sou uma bruxa, mocinha. E vou dar um presente pra você se conseguir resolver o meu enigma.” Nádia topa na hora. Aqui está a tarefa: “Tem bico e tem asas, mas não voa — o que é?” Ajude a resolver este mistério!

A resposta é “bule” de novo.

A Dona Geralda leva a Nádia para seu porão sujo e diz: “Uma destas 3 portas leva a um mundo mágico e as outras duas são falsas. Você só tem uma chance para escolher a porta certa. Boa sorte!”
Ajude a Nádia a sair dessa enrascada!

Ela deve escolher a terceira porta. Observe o piso: há pegadas na poeira que levam só à terceira porta, o que significa que a primeira e segunda portas são falsas.

Nádia abre a terceira porta e entra em uma floresta encantada. Há 4 saídas, mas todas são muito perigosas.
Tem um dragão faminto à espera da moça na primeira passagem.
Um incêndio grande está queimando tudo no segundo caminho.
O terceiro é basicamente um túnel sem janelas.
E o quarto caminho está cheio de escorpiões e cobras.
Ajude a Nádia sair dali viva!

Ela deve escolher a terceira passagem — o túnel não tem janelas, mas ninguém disse que não tem saída!

Nádia caminha pelo túnel e se depara com um lindo castelo. O guarda diz: “Este castelo será seu se conseguir decifrar o enigma. “Posso encher uma sala, mas não ocupo lugar algum. Quem sou eu?”
Ajude a jovem a ter um castelo próprio!

A resposta certa é a “luz”.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados