A Miss Nepal está enfrentando reações “cruéis” por sua participação no Miss Universo 2023

Gente
há 6 meses

Nos 71 anos de história do Miss Universo, esta é a primeira participação de uma candidata plus size. A Miss Nepal, de 22 anos, registrou seu nome na história ao exibir com confiança seu físico impressionante. Enquanto muitas pessoas a apoiaram, elogiando sua beleza, uma parte significativa do público global também fez críticas. Ela respondeu com sinceridade a esses comentários, esclarecendo suas experiências.

Ela brilhava com confiança

Moises Castillo/Associated Press/East News

Jane Dipika Garrett expressou sua agradável surpresa com a extensão de seu progresso na competição ocorrida em novembro de 2023. Tendo sonhado em se tornar modelo, ela enfrentou problemas de baixa autoestima no passado. A resposta extremamente positiva recebida durante o concurso serviu como uma experiência de validação e solidificou sua recém-descoberta confiança em abraçar sua própria identidade.

Garrett observou que “não esperava receber tantos aplausos no palco.” Ela continuou explicando que “não estava esperando nada” e que só estava participando para representar seu país e “para representar as mulheres do mundo todo.”

As opiniões se dividiram

Apesar de ser elogiada por muitos ao redor do mundo por sua aparência deslumbrante, a jovem de 22 anos disse que também enfrentou duras críticas de muitas pessoas. Ela admitiu que algumas mensagens recebidas não foram nada positivas, chegando ao ponto de serem descritas como “cruéis.”

Jane revelou: “Eu vejo coisas como: ’Ah, ela é uma baleia’ ou ’Por que você não vai à academia? E coisas desse tipo.” Ela continuou: “É como se eles nem conhecessem minha história. Eles nem sabem pelo que estou passando.”

Ela não está deixando suas dificuldades deterem seus sonhos

© Miss Universe / YouTube, MARVIN RECINOS/AFP/East News

A participante do concurso de beleza esclareceu que sofre de uma doença conhecida como síndrome do ovário policístico (SOP). Essa condição médica envolve a produção excessiva de andrógenos pelos ovários, ultrapassando os níveis típicos encontrados em mulheres. A SOP se manifesta provocando vários efeitos, incluindo ganho de peso, irregularidades menstruais, acne e crescimento excessivo de pelos.

Ela observou que recentemente ganhou muito peso devido à sua condição, afirmando que: “isso também afetou muito minha saúde mental e minha autoestima, porque eu achava que não era boa o suficiente ou que não era bonita o suficiente.”

No entanto, Garrett passou por uma jornada para cultivar uma mentalidade positiva e encontrar conforto em sua própria pele. Observando sua confiança radiante no palco, fica evidente que alcançou com sucesso essa jornada de autoaceitação.

Concordamos que a Miss Nepal é absolutamente deslumbrante e consideramos isso um passo significativo para que o concurso de Miss Universo abrace e celebre a beleza e a diversidade dos corpos femininos de todas as formas e tamanhos. Para se aprofundar mais no universo do Miss Universo e descobrir o papel do Brasil nesse concurso, convidamos você a explorar este artigo.

Imagem de capa Miss Universe / YouTube, MARVIN RECINOS/AFP/East News

Comentários

Receber notificações

Artigos relacionados