9 Produções que usam efeitos visuais nos cenários e você jamais perceberia

Arte
há 8 meses

Os efeitos visuais são uma parte importante dos filmes e séries, o que significa que, graças a eles, muitas coisas são possíveis nas salas de cinema. É comum notarmos sua presença em longas de heróis ou filmes mais cheios de ação, em que vemos o protagonista realizando malabarismos em lugares inusitados. No entanto, há produções que parecem completamente naturais, tendo usado somente um bom elenco e um cenário ideal. Mesmo assim, elas podem conter efeitos, incluindo muito chroma key e editores para deixarem tudo perfeito. Confira 9 produções que nem parecem utilizar desses efeitos.

1. O Grande Gatsby

O Grande Gatsby é um filme que traz Leonardo DiCaprioTobey Maguire como protagonistas de uma trama que se passa em 1922. O longa narra a história de Nick Carraway, interpretado por Maguire, que tem fascínio pelo rico e misterioso vizinho Jay Gatsby, vivido por DiCaprio. Embora a temática seja mais antiga e rodeada de drama, os efeitos visuais não ficam em segundo plano.

Na verdade, o filme é repleto deles, principalmente para compor o cenário. No entanto, eles são tão bem integrados que o espectador pode facilmente imaginar que tudo aquilo é real, sem perceber a presença dos efeitos visuais. Foram utilizadas quase 1500 fotos na produção dos efeitos desse filme, o que se equipara ao número utilizado em longas como Doutor Estranho e Batman vs Superman. Todo esse trabalho foi realizado para garantir que a produção tivesse os aspectos necessários para representar a década de 1920.

2. The Crown

Sabemos que muitos dos cenários de The Crown não poderiam ser usados na vida real, afinal, estão sob a posse da realeza britânica. Ainda assim, a série que busca contar a vida da monarquia não parece utilizar computação gráfica. É mais fácil imaginar que todo o cenário foi criado em estúdio ou que foram usados ambientes externos muito semelhantes para as gravações. No entanto, fomos enganados. Na verdade, o seriado da Netflix usa e abusa desse artifício para deixar as cenas mais próximas do que aconteceu na realidade.

3. O Lobo de Wall Street

O filme O Lobo de Wall Street não parece recorrer à computação gráfica, já que todos os elementos aparentam ser parte de cenários reais. No entanto, muitos efeitos foram aplicados para tornar a produção mais autêntica e fiel ao tempo retratado. Casas foram modificadas para ficarem mais similares com as da época, um leão foi adicionado em um local lotado de pessoas e um rio foi inserido em outra parte. Porém, isso foi apenas uma ponta do que foi utilizado para desenvolver a trama e envolver ainda mais o espectador na história de Jordan Belfort, interpretado por Leonardo DiCaprio.

4. A Invenção de Hugo Cabret

Assistir ao filme A Invenção de Hugo Cabret é imergir em um cenário caótico, porém inebriante, ao acompanhar as aventuras vividas pelo jovem protagonista. Embora saibamos que algumas coisas são possíveis somente com o uso de efeitos visuais, há outras que passam despercebidas aos nossos olhos, fazendo-nos acreditar que o ator está realmente vivenciando o que estamos vendo na tela. O sucesso foi tanto que o filme ganhou vários prêmios, incluindo o Oscar de Melhores Efeitos Visuais.

5. Grey’s Anatomy

Os seriados também incorporam a magia dos efeitos visuais, mesmo as que estão há anos na nossa telinha, como é o caso de Grey’s Anatomy. A série médica se passa majoritariamente dentro de um hospital e precisou recorrer aos truques da computação para criar alguns planos. Na terceira temporada, por exemplo, a protagonista Meredith, interpretada por Ellen Pompeo, se afoga após um acidente. Para compor essa cena, foram utilizados efeitos visuais que criaram o plano de fundo perfeito para a sequência.

6. John Wick 3: Parabellum

Em muitos filmes de ação, podemos nos questionar como tal cena é produzida: serão os atores que realmente as gravaram ou foram os dublês? Foi preciso interromper toda uma rua para essa gravação ou foi realizada em estúdio? Ou seja, a maestria na hora da edição é tão grande que fica difícil descobrir sem dar uma pesquisada na internet. John Wick, interpretado por Keanu Reeves, é um dos filmes desse estilo, recheado de cenas de ação onde o protagonista dá tudo de si para ter sucesso.

Uma dessas cenas ocorreu em John Wick 3: Parabellum. No momento em questão, John é perseguido por motociclistas em uma via expressa. E como se não bastasse o grande número de pessoas envolvidas, ainda havia uma luta coreografada sobre as motos. Os produtores afirmam que essa foi uma das sequências mais complicadas em que já estiveram envolvidos.

7. The Walking Dead

The Walking Dead é outra série que sabemos que se apropria dos efeitos visuais, principalmente quando o assunto são os zumbis. Entretanto, existem outras cenas que podemos jurar que foram gravadas sem o recurso das telas verdes. Um dos momentos clássicos é quando o xerife Rick Grimes anda pela cidade a cavalo, rodeado de carros parados, mas, na realidade, poucos automóveis foram usados para compor a cena.

Quem acredita que esses recursos foram utilizados apenas nas temporadas mais recentes está enganado, pois desde o primeiro episódio os produtores já faziam uso desses artifícios, deixando os espectadores ainda mais envolvidos na história.

8. Maze Runner: Correr ou Morrer

Maze Runner: Correr ou Morrer é um daqueles filmes com um cenário espetacular, repleto de muros altos e muitas coisas acontecendo. Portanto, não é difícil questionar se tudo é real ou se foi realizado por meio de computação gráfica. A equipe responsável por produzir o cenário cheio de armadilhas e com altos muros de concreto contou com mais de 150 pessoas, que trabalharam por dez meses. Eles precisaram ser cuidadosos para que cada parede fosse diferente, além das eras na parede. Foi um trabalho árduo, mas bem-sucedido no final.

9. Mulan

Os estúdios da Disney são conhecidos por produzirem ótimas animações. No entanto, eles também são excelentes em transformar esses desenhos em live-action. Um exemplo disso é Mulan, que recebeu uma adaptação para o cinema. Para retratar a jornada da heróina em defesa de sua nação, foi necessário o uso de computação gráfica, especialmente nos cenários que apresentavam muita neve e a antiga China. O trabalho foi tão bem feito que a produção foi indicada ao Oscar de Melhores Efeitos Visuais.

Os filmes e séries frequentemente utilizam a computação gráfica para criar cenários e efeitos especiais, o que nos leva a questionar se as novelas também recorrem a essa técnica.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados