9 Destinos turísticos e culturais gaúchos que nenhum viajante pode deixar de conhecer

Lugares
há 10 meses

Rio Grande do Sul é um estado brasileiro conhecido por sua cultura e manutenções das tradições, hábitos de culinária e vida no campo. Mas nem só de costumes e culturas vivem os gaúchos. Grandes roteiros turísticos esperam os viajantes que desejam conhecer este lugar.

Incrível.club separou algumas sugestões de lugares para você conhecer nas regiões mais ao sul do Brasil.

1 — Porto Alegre

Capital do estado, Porto Alegre é também a maior cidade em população. Com inúmeros museus e centros culturais, como o MARGS, a Casa de Cultura Mário Quintana e o Palácio Piratini, a cidade oferece variadas opções de cultura e lazer. O lugar mais famoso da cidade é a antiga usina do Gasômetro, outro centro cultural que pode ser visitado antes ou depois da vista do mais tradicional pôr-do-sol do sul do Brasil, o do Guaíba.

© Wikipédia, Tetraktys Rica, por Tetraktys Ricardo André Frantz

2 — Litoral Gaúcho

Com praias em toda a extensão territorial do estado, é no Rio Grande do Sul que se econtra a maior praia em extensão do mundo, a do Cassino, na cidade de Rio Grande. Outras praias que se destacam pela beleza são Torres, Capão da Canoa, TramandaíImbé. No Extremo sul do estado, as praias do Hermenegildo e Barra do Chuí são famosas pelas águas geladas.

3 — Jaguarão

Jaguarão é uma cidade bem ao sul, faz fronteira com o Uruguai. Possui um patrimônio arquitetônico catalogado e preservado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que chega a 800 imóveis. Possui uma das mais antigas pontes internacionais, inaugurada em 1930 ligando ao município uruguaio de Rio Branco. A Ponte Internacional Mauá foi construída pelo governo do país vizinho como pagamento de uma dívida histórica contraída em decorrência da Guerra do Paraguai, como consequência da derrota na Batalha do Jaguarão. Possui ainda o maior acervo familiar preservado da América Latina, o Museu Carlos Barbosa, em homenagem à memória do ex-senador do império e da república e ex-presidente da província, do qual leva o nome.

4 — Serra Gaúcha

Acidente geográfico localizado a nordeste do estado, a Serra Gaúcha possui roteiros sensacionais para turismo. A região foi fortemente colonizada por imigrantes italianos no início do século XX. Em GramadoCanela temos festival de cinema, festas de gastronomia italiana e a famosa festa dos chocolates artesanais de Gramado, além da cascata do Caracol, em Canela. A neve também é esperada por lá nos meses de inverno. Já Bento Gonçalves é conhecida pelas vinícolas, também muito presentes em outros municípios da região. Outra ocasião muito aguardada pelos turistas é o Natal Luz de Gramado, entre os meses de outubro e dezembro. A cada dois anos, é na região que acontece a Festa da Uva, em Caxias do Sul.

5 — Pelotas

Terceira maior cidade do estado, Pelotas é uma senhora bicentenária cheia de encantos. Conhecida como a cidade do doce, celebra o título anualmente na Fenadoce. Entre seus encantos estão a Biblioteca Pública Pelotense, o Museu do Doce, o Castelo de João Simões Lopes Neto, autor de inúmeras obras sobre contos e lendas folclóricas gaúchas, além da Casa de Cultura Adail Bento Costa e do Museu Parque Baronesa. Banhada pela Lagos dos Patos, é na Praia do Laranjal que os pelotenses e os turistas curtem passar os finais de tarde. A Catedral Metropolitana também é local certeiro para visitas, assim como a igreja anglicana, conhecida como Igreja Cabeluda. Ainda preservadas, as Charquedas Santa Rita, São João e Boa Vista preservam a memória do apogeu pelotense e também de um ciclo de dor e sofrimento, onde a mão de obra escravizada era uma realidade na economia do Brasil.

O Theatro Sete de Abril, um dos mais antigos do Brasil e atualmente fechado para reformas, oferece uma arquitetura impecável. Para quem gosta de arte, o Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo é uma excelente opção.

6 — Parque Nacional dos Aparados da Serra

Parque Nacional dos Aparados da Serra é uma reserva ambiental protegida que fica na divisa dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Na cidade gaúcha de Cambará do Sul, ficam os cânions e trilhas ecológicas do parque.

7 — Rio Grande

Cidade mais antiga do Rio Grande do Sul, Rio Grande é conhecida por ter a maior praia do mundo, o Cassino, com 220 km de extensão. Outra vocação da cidade é a pesca, bastante representada no Museu Náutico. A oceanologia é outra tradição da cidade e pode ser identificada no Museu Oceanográfico, onde podem ser vistas espécies vivas de animais marinhos, além de fotos e pesquisas oceânicas. Na Praça Tamandaré, a principal da cidade, está sepultado sob um monumento o líder da Guerra dos Farrapos, Bento Gonçalves. O passeio de vagonetas permite ao turista se conectar com a natureza ao sentir no rosto a brisa oceânica nos molhes da barra do Cassino. A Ilha dos Marinheiros é destino certo para quem passeia na cidade, sendo a travessia feita em pequenas embarcações artesanais. Ainda é possível passear nas lanchas catamarãs que fazem a travessia para a cidade vizinha, São José do Norte, que também vale a visita. Outras passeios imperdíveis são no Eco-museu da Ilha da Pólvora, na Reserva Ecológica do Taim e a praia da Capilha, na Lagoa Mirim.

8 — Reduções Jesuíticas

As ruínas das reduções jesuíticas são um local para turismo de peregrinação e cultural. As rotas turísticas das missões são o Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo, Patrimônio Mundial pela UNESCO; o Museu das Missões, em São Miguel das Missões; as Ruínas de São João Batista, em Entre-Ijuís; a Catedral Angelopolitana e o Memorial Coluna Prestes, em Santo Ângelo; e o Museu Missioneiro de São Borja. A rota das missões é um dos lugares turísticos mais procurados do estado.

9 — Castelo de Pedras Altas

Localizado no município de Pedras Altas, região de fronteira com o Uruguai, o Castelo de Pedras Altas foi construído para ser a sede moderna da granja do diplomata, ex-ministro e ex-presidente da província Joaquim Assis Brasil, em 1909. Em 1999 recebeu seu tombamento pelo Instituto Histórico e Artístico do Estado do RS (IPHAE) e apresenta um enorme acervo preservado de bens e usos de época, além de uma biblioteca bastante diversificada. É pano de fundo para a trilogia Um castelo no Pampa, do escritor Luiz Antônio de Assis Brasil.

E você, já visitou estes ou algum outro lugar em solo gaúcho que deveria estar nesta lista?

Compartilhe suas experiências nos comentários!

Comentários

Receber notificações

Artigos relacionados