17 Relatos para mostrar que as crianças agem como verdadeiros reflexos de seus pais

Histórias
há 4 meses

Ser pai ou mãe é uma grande responsabilidade. Se hoje um pai joga o lixo fora da lixeira, é bem provável que amanhã seu filho faça o mesmo. E se uma mãe é grosseira com as pessoas na fila, existem grandes chances de, daqui a uma década, sua filha estar empurrando todo mundo em volta do caixa. Este artigo mostra como nossas ações, boas e ruins, afetam como será a geração futura.

  • Vi um menino de aproximadamente 7 anos jogando a embalagem de um doce na calçada. Educadamente, pedi que ele pegasse a embalagem e não atirasse o lixo. O menino pegou a embalagem e depois, atrás de outro carro, jogou a embalagem novamente. Mais uma vez, pedi que ele apanhasse o lixo. Naquele momento, seu pai saiu da loja. Expliquei a situação, e o homem respondeu agressivamente que não era da minha conta. Ele ficou furioso. Mas quando entrou no carro, o garoto me olhou nos olhos, segurou a embalagem na mão e acenou com a cabeça. Acho que ele entendeu.
  • Trabalho como professor do Ensino Médio. Em minha turma havia um garoto maravilhoso: responsável, muito capaz de aprender, mas que sempre falava em frases curtas e rápidas, parecendo um bichinho assustado prestes a fugir. Um dia, conversei com ele e seus pais. E toda vez que a criança abria a boca, conseguia dizer uma frase apenas até a metade, pois a segunda parte da frase era terminada pela mãe. Descobrimos que o menino sempre falava dessa forma para conseguir expressar seu ponto de vista antes de ser interrompido. © Chanther / Reddit

“Eu faço brinquedos para que as crianças que vêm à nossa loja possam se divertir. Uma mãe entrou com um menino, que arrancou o cabelo da boneca. A mãe não disse nada, e eles foram embora”

  • Eu tive um paquera que era um cara muito inteligente, mas um caso perdido na vida cotidiana. Ele foi estudar na Finlândia e eu fui visitá-lo um mês depois. Ele apareceu magro e faminto por não saber cozinhar, e só comia na lanchonete para estudantes. Então, me dei conta de que não desejaria esse destino para meus filhos e que eles, sem dúvidas, aprenderiam a cozinhar.
  • Uma aluna do nono ano discutiu comigo e exigiu um 10, apesar de seu trabalho não ter obtido nem mesmo um 7. Algumas semanas após o início do ano letivo, conheci a mãe dela, que integra a associação de pais. Foi então que percebi de quem a filha havia herdado o hábito de tratar os professores como subordinados. © eowowen / Reddit
  • Fui ao mercado comprar sorvete e comprei para toda a família logo de uma vez. No caixa, coloquei tudo na esteira. Uma família com uma garotinha ficou atrás de mim na fila. A menina disse: “Nossa, quanto sorvete eles têm! O pai, que estava atrás, disse a ela que era falta de educação falar aquilo. Depois, ele se virou e disse: “Nossa, quanto sorvete eles têm!” © theSuparna / Twitter
  • Minha mãe diz que não nos educou. Não foi graças a ela que ficamos do jeito que ficamos. De jeito nenhum! Eu não entendia por que ela nos pedia para passar camisas quando ela e minha irmã mais velha estavam por perto. Por que ela nos obrigava a fazer almôndegas e ravióli quando não sabíamos como fazê-los tão bem nem com tanta habilidade quanto ela. Ou por que tínhamos que nos esforçar para colocar o enchimento na capa do edredom. Ela teria feito tudo mais rápido, mas foi paciente apesar de minhas falhas. Mas agora eu sei como fazer tudo e, por isso, sou grato a ela.
  • Meu filho de 3 anos quebrou um disco de atletismo na academia de casa e me trouxe o pedaço. Com isso, lembrei de uma história que aconteceu quando eu era alguns anos mais velho do que ele. Vasculhando a caixa de ferramentas do meu pai, encontrei uma coisa brilhante e atraente, ou seja, um perfurador para paredes de concreto. Quando ouvi de meu pai que era impossível quebrar aquele objeto, fiquei interessado. Mas meu pai, vendo o brilho em meus olhos, imediatamente tirou aquilo das minhas mãos, suspirando e dizendo: “Mas você vai quebrá-lo!”
  • Ultimamente, passei a deixar minhas coisas jogadas pela casa. E, recentemente, minha mãe se cansou de recolher tudo e me disse: “Que tipo de pessoa é você? Como pode ser assim? Você é igualzinho ao seu pai”. Ao que respondi: “Bem, se eu for parecido com meu pai, significa que conhecerei a melhor garota do mundo.” Mamãe sorriu, me beijou e fizemos as pazes.
  • Eu tinha 12 anos quando tentei cozinhar pela primeira vez. Meus ovos fritos ficaram queimados e achei que meu pai ficaria bravo por eu ter desperdiçado comida. Mas ele simplesmente jogou tudo fora e disse: “Está tudo bem, tente novamente”. Foi assim que aprendi que, às vezes, é preciso cometer um erro para obter o resultado certo. Autor desconhecido / Reddit
  • Uma aluna do primeiro ano estava sempre atrasada, não entregava seus trabalhos no prazo ou nem sequer os trazia. E ela tinha uma desculpa para tudo. Eu nem perguntava por que ela não estava preparada, ela mesma começava a se desculpar. Quando ela mal conseguiu uma nota 5, sua mãe me procurou. Eu não podia discutir o desempenho dos alunos com ninguém, nem mesmo com os pais, então expliquei isso. Em seguida, a mãe da aluna deu uma longa série de desculpas para a filha e, estranhamente, para ela mesma. E, imediatamente, a origem de tudo ficou muito clara. © nickiter / Reddit

“Eu estava esperando minha vez de doar plasma sanguíneo. Então, uma mãe apareceu com crianças indisciplinadas. Uma delas veio até mim e arrancou meus fones de ouvido. É isso, agora eles não funcionam mais”

  • Entrei no quarto do meu filho, gritei por ele deixar suas roupas jogadas e dei um sermão sobre como cuidar das coisas e como é difícil ganhar dinheiro. Voltei para o meu quarto e vi minhas roupas espalhadas por toda parte. Chamei meu filho e disse: “Agora você grita comigo”.
  • Minha mãe sempre teve problemas com meu pai. Ela não gostava do fato de ele não limpar a casa, não cozinhar, não saber ligar a máquina de lavar. Ao longo dos anos, ela se fazia a mesma pergunta: “Quem te criou assim? O engraçado é que tenho um irmão mais novo, e meus pais não o obrigam a limpar (“ele é uma criança”), a cozinhar nem a fazer a lição de casa. De forma geral, há muito menos controle sobre ele do que havia sobre mim quando eu era criança.
  • Minha avó era professora de escola primária. Em sua classe, apareceu uma criança descuidada, cheirando mal. As outras crianças o evitavam, e o simples fato de estar perto dele já era um tormento. Então, minha avó, como professora, enviou um bilhete aos pais informando sobre aquilo tudo e aconselhando-os a fazer a higiene da criança com mais frequência. No dia seguinte, o menino chegou à escola com um bilhete do pai, que dizia: “Meu filho não é uma rosa. É para educá-lo, não para cheirá-lo”. © Instakilla8 / Reddit

“Quando eu era criança, só ligava o chuveiro e fingia tomar banho. Um dia, minha mãe me pegou fazendo isso. Nunca mais fiz”

  • Perdi todos os meus pertences em um incêndio. Uma colega decidiu me ajudar e me deu um cartão pré-pago com R$ 502. Agradeci muito, mas decidi perguntar por que eram R$ 502. Ela disse que seu filho tinha ouvido falar sobre o que havia acontecido comigo, então quis contribuir com o dinheiro que havia em seu bolso, somando-o aos R$ 500 da mãe. Isso porque eu precisava mais do que ele. © John Ruzicka / Quora

Quem convive com crianças sabe que os pequenos são verdadeiras caixinhas de surpresa, parecendo sempre prontas para proferir falas capazes de deixar qualquer adulto de cabelo em pé. Em uma das nossas seleções com as mais espirituosas falas infantis, por exemplo, há o comentário de um pequeno para quem a tarefa de fritar um ovo é muito fácil. Segundo ele, basta gritar: “Mãe, frita um ovo para mim!”

Imagem de capa Instakilla8 / Reddit

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados