17 Mitos sobre dieta saudável que devem ser questionados

Saúde
há 11 meses

Todos os dias surgem novas regras sobre alimentação saudável, que tempos depois são desmentidas por estudos. A indústria lança diariamente alimentos dietéticos, sucos detox, sucos ’naturais’, barrinhas de cereais e ainda ouvimos falar que devemos parar de ingerir produtos embutidos e processados, pois são cancerígenos. Mas o que é, na realidade, prejudicial e o que é benéfico para o nosso corpo?

Incrível.club descobriu quais ideias sobre alimentos você deve banir de uma vez por todas para aproveitar melhor os alimentos e cuidar da saúde.

Mito 1: adoçantes não causam aumento de peso

Os adoçantes, em si, podem não conter calorias, mas o nosso cérebro ainda assim os percebe como se fossem doces, de modo que o apetite é ativado com o seu consumo. Como resultado, um refrigerante simples pode levá-lo a devorar três sanduíches.

Mito 2: Dietas líquidas ajudam a reduzir o volume do estômago

O estômago se estende quando comemos e depois se encolhe novamente. A sua redução definitiva só ocorre por meio de uma intervenção cirúrgica. As dietas apenas ajudam a acostumar a consumir uma menor quantidade de alimentos.

Mito 3: Os carboidratos inevitavelmente engordam

Para o deleite de todos os gulosos, não é bem assim. Pesquisas recentes mostraram que a silhueta é afetada principalmente pela quantidade de alimento consumido e seu valor calórico muito mais do que por causa dos carboidratos, em si. Portanto, as dietas com base em carboidratos, com pouca gordura e teor calórico adequado, podem ser muito eficazes.

Mito 4: Se você jantar um copo de água com 2 colheres de sopa de vinagre de maçã, vai perder peso

Uma balela sem a menor comprovação científica. O senso comum nos diz que se você jantar apenas um copo de água, mesmo que não tenha vinagre, seu peso obviamente deve baixar. Além disso, algumas colheres de sopa de vinagre diariamente podem causar outro efeito mágico muito diferente: pioram qualquer doença gastrointestinal.

Mito 5: Toranja, abacaxi e aipo queimam gordura

Não há produtos que possam queimar gordura, este é outro mito. É verdade que o abacaxi contém uma enzima chamada bromelina, responsável por destruir proteínas. Portanto, os abacaxis ajudam a “amolecer” a carne e a acelerar a digestão.

Mito 6: O azeite é uma espécie de poção mágica para o organismo

Sim, no contexto da chamada Dieta Mediterrânea, o azeite é super benéfico. Mas não se deve atribuir a ele um caráter mágico. Embora possua antiooxidantes, o que também é positivo, o azeite de oliva continua sendo óleo, o que significa que contém gorduras. Pertence à categoria de produtos de alta caloria: mais de 800 kcal a cada 100 gramas. Portanto, consuma com bom senso e moderação.

Mito 7: Existem produtos com calorias negativas, cuja digestão requer mais calorias do que eles contêm

Na verdade, o aipo, o rabanete e algumas outras hortaliças consumidas cruas são um verdadeiro achado para incluir em qualquer dieta, pois podem ser consumidos sem nenhum risco para a silhueta. No entanto, seu conteúdo calórico tende mais para zero, já que na sua digestão são gastas as mesmas calorias que esses alimentos proporcionam. Tentar “neutralizar” metade de uma torta consumida com a ajuda de um punhado de aipo é inútil. O conteúdo calórico não vai ser modificado por isso.

Mito 8: O chá verde contribui para a perda de peso

Isso só será verdade se você for trabalhar em uma plantação para coletar folhas de chá. Na realidade, qualquer chá ajudará por um tempo a tirar o apetite e o chá verde, como o vinho tinto, contém polifenóis que neutralizam o colesterol e ajudam nossos vasos sanguíneos a continuarem saudáveis ​​por mais tempo. Mas, sozinho, o produto não faz ninguém emagrecer.

Mito 9: O peixe é um produto dietético, contém menos gordura do que qualquer carne vermelha

Sim e não. Tudo depende do tipo de peixe que você acabar colocando no prato. As variedades gordurosas, como o salmão ou a truta, contêm mais gordura do que a vitela. Mas o peixe também é rico em ácidos graxos e ômega-3, que são benéficos para todo o sistema nervoso e reduzem o risco de doença cardíaca.

Mito 10: Todos os iogurtes são benéficos para a saúde

Esta afirmação é verdadeira apenas para os iogurtes “vivos”, não pasteurizados: aqueles que não foram submetidos a um tratamento térmico. Esses iogurtes podem ser armazenados apenas por uma semana, por isso vale a pena examinar a embalagem.

Mito 11: A manteiga deve ser excluída da dieta

Além do colesterol, a manteiga contém uma grande quantidade de vitamina A, por isso não pode ser considerada tão prejudicial.

Mito 12: A salada é o segredo para um corpo esbelto

Sim, se a salada apenas tiver folhas. O conteúdo calórico de uma salada como refeição depende do teor calórico de seus ingredientes e, especialmente, do tempero. Por exemplo, os molhos industrializados contêm em média 370 kcal por 100 gramas; a maionese tradicional, cerca de 680 kcal e o popular molho French Dressing, 470 kcal. Mas se sua salada só tiver hortaliças frescas, temperadas com suco de limão ou vinagre balsâmico, sua cintura continuará fina.

Mito 13: As gorduras saturadas da carne e produtos com base nesse produto prejudicam a saúde

As gorduras saturadas em pequenas quantidades são benéficas para a saúde. Elas participam da produção de hormônios, por exemplo, do estrogênio, e são necessárias para o funcionamento normal do organismo. Mas não precisamos consumir mais do que 20 a 30 gramas por dia.

Mito 14: As frutas não podem ser comidas após os pratos principais, porque causam inchaço e desconforto

As sensações desagradáveis podem ser causadas pelo fato de ter comido em excesso ou por uma intolerância à frutose. O melhor momento para consumir frutas é pela manhã, como o segundo café da manhã, nunca com o estômago vazio. Você também pode apreciá-las como um lanche entre as refeições ou como sobremesa, após o almoço; dessa forma a fruta não causará nenhum dano.

Mito 15: Pão integral é bom para perder peso

O pão de trigo integral pode ter um índice glicêmico elevado e um teor calórico notável, por isso não pode ser chamado de produto dietético — da mesma forma que o pão branco. A diferença é que esse pão geralmente contém mais fibra do que branco, acabando por ser mais saudável para o trato digestivo.

Mito 16: Uma maçã ou uma laranja ajuda a moderar a sensação de fome

Na verdade, as frutas contêm uma grande quantidade de frutose que, de acordo com estudos realizados por especialistas da Califórnia, abre o apetite mais do que a glicose do açúcar tradicional. Para suprimir o desejo de comer alguma coisa durante a noite, uma xícara de chá ou uma tigela de iogurte natural ajudará.

Mito 17: Depois de comer é bom mascar chiclete

Os dentistas, neste sentido, ainda debatem sem chegar a um consenso a respeito. Em termos de saúde dentária, o fio dental é muito mais útil e ajuda a limpar a cavidade bucal melhor. A goma de mascar comum só consegue refrescar o hálito, mas para os dentes seu consumo acaba sendo similar ao consumo de um doce.

Você acreditava em algum desses mitos? Conhece outros? Conte pra nós.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados