16 Internautas mestres em colocar pessoas grosseiras em seu lugar

Gente
há 5 meses

Existem pessoas que fazem da grosseria e a ignorância um modo de vida. No entanto, há outras que são capazes de revidar sem insultos e de forma tão espetacular que todos ao seu redor invejam silenciosamente essa habilidade.

  • Vi um pequeno e sua mãe caminhando em minha direção esta manhã. Tinha poças por toda parte. A criança ia até as pessoas que estavam andando na minha frente e pulava na poça para espirrar nelas. A mãe simplesmente não reagia. Então, ele correu até mim, pulou e olhou para mim. Mas eu não o xinguei, apenas pulei na poça em resposta. Como resultado, a criança ficou suja gritando e a mãe vermelha de raiva. Por nada, deixe-me cuidar de seu filho. © Volorada / Pikabu
  • Certa vez, eu estava fazendo minha maquiagem em um trem e uma mulher disse: “Não há nada que você possa fazer para melhorar sua aparência”. Eu a olhei diretamente nos olhos e perguntei: “Então, por que você não fica em casa?” © queenofthenoms / Reddit
  • Comecei a ficar um rapaz. Ele me convidou para sair em alguns encontros e tudo mais. Eu o avisei logo de cara que estava procurando algo sério, não apenas uma aventura e fim. Ele me garantiu que queria o mesmo. No entanto, um mês se passou, quando comecei a confiar nele, ele disse: “Percebi que não estou pronto”. Muito conveniente? Sim. Então, pensei em revidar. Eu respondi: “Oba, de repente, também percebi que não estou pronta”. Ele ficou animado, é claro, e começou a me perguntar por quê. Eu disse que não queria um relacionamento sério com ele. Ele ficou fora de si: agora ele me liga todos os dias e tenta me conquistar novamente. © necreativnenko / Reddit
  • Minha mãe idosa estava andando pela rua e um garoto de 12 anos de repente pulou na frente dela gritando, na esperança de assustá-la. O resto das crianças morreram de rir. Minha mãe não se assustou e ainda foi educada. Ela olhou para ele com pena e disse: “Garoto, diga à sua mãe para levá-lo ao médico!”. © Uzyanova Nata
  • Tenho um cachorro de grande porte. Certa vez, estávamos em um resort, caminhando a cerca de 30-40 metros da praia, e o cachorro estava em uma coleira muito curta. Uma tia se levantou de uma espreguiçadeira e gritou para mim: “Por que não tem focinheira? Eu disse: “Você tem uma?”. A praia inteira riu, e a tia saiu correndo. © Podsushano / Ideer
  • Uma vez, fui à piscina com minha sobrinha, que tinha cerca de 10 anos de idade. Antes de sair, ela começou a secar o cabelo, e havia apenas um secador de cabelo para todo o vestiário. Ela usou por um curto período de tempo, mas uma mulher ficou atrás dela com uma cara de descontentamento, literalmente pairando sobre ela e disse: “Quando você vai terminar de secar o cabelo?”. E tudo isso em um tom tão desagradável, com uma mensagem do tipo: “Você não tem muito cabelo. Eu não esperava isso da minha sobrinha, mas ela respondeu: “Pelo menos eu tenho cabelo até os ombros, mas o que você vai secar?”
  • Quando eu era criança, presenciei uma conversa. Um adulto repreendendo um rapaz. Dizendo que ele era preguiçoso, desleixado, fazia tudo errado, e assim por diante. Quando o fluxo de insultos se esgotou, o “acusado” simplesmente perguntou: “Isso tudo é você. Quem sou eu?” © TheTavrist / ADME
  • Estava ao lado do meu marido no teleférico em uma montanha, havia ainda dois garotos com cerca de 12-13 anos de idade. Eles estavam sentados ali, falando em francês e jogando lama em todos na cabine. Eles diziam que todos eram estúpidos e que não entendiam francês. E então meu marido disse a eles: “Pessoal, vocês têm certeza de que somos todos tão estúpidos quanto vocês descrevem?” Em um francês perfeito. Porque ele morou em Lausanne e Genebra por cinco anos. E acrescentou mais algumas frases educativas. Num instante os meninos fecharam a boca e ficaram com os olhos arregalados. © Nastya_Swiss / ADME
  • Tinha uma garota nova no trabalho que conseguiu seu cargo por meio de favores. Trabalhava mal e tentava jogar a culpa de suas falhas em todo mundo. Um dia, eu a vi pegar meu relatório de 15 páginas e levá-lo ao diretor. Sem pensar muito, também entrei no escritório atrás dela e disse: “Desculpe-me, não fiz alguns cálculos aqui, há alguns erros, posso corrigi-los e devolvê-los?”. Ela teve uma conversa desagradável com o diretor e, quando saiu, eu disse: “Então, como foi a conversa?” © Aiku / Reddit
  • Como mãe de dois filhos, estou acostumada com o fato de que mulheres aleatórias com mais de 60 anos podem se dar ao luxo de expressar seu descontentamento em minha direção. Por exemplo, sobre o fato da criança não estar usando uma toca, embora esteja quente lá fora. Hoje, pela primeira vez, fui confrontado com o fato de que essas mulheres podem implicar comigo, não apenas com meu filho, mas também sobre mim mesma. Estava com uma camiseta. 20°C lá fora. Uma mulher de cerca de 65 anos usando chapéu, jaqueta e cachecol vem em minha direção. Ela obviamente me notou de longe, voou e disse: “Isso é o que te deixou com calor! Por que você se despiu? Eu digo, está quente. Ela não! Está tão frio”. E eu disse: “Isso é porque você é velha e eu ainda sou jovem”. E continuei meu caminho. © permyakova.revda / Pikabu
  • Estou bem perto dos 30 anos. Pareço muito mais jovem, não sou bem uma garota, mas nunca ouvi o termo “mulher” antes. Trabalho em uma loja. Ontem, um cliente gritou “Menina!” e me chamou para ajudá-lo a decidir o que escolher. Fui até lá e ele disse: “Ah, desculpe, pensei que você fosse uma menina”. Eu apenas sorri e respondi: “Tudo bem, eu também pensei que você fosse um homem”. A expressão em seu rosto naquele momento foi inestimável. Não tenho a pretensão de ser uma mulher jovem, mas, no mínimo, foi uma falta de tato da parte dele. © Overheard / Ideer
  • Estava indo para casa de metrô. Tinha uma estação de transferência, muitas pessoas estão descendo. Uma tia que está esperando na plataforma enquanto todos descem e ela possa entrar, fica de pé na porta e bloqueando quase um terço a passagem. Os passageiros circulavam em silêncio. A impaciência estava estampada no rosto da tia. E com a última garota saindo do vagão. A tia quase a joga para fora com a mão, dizendo: “Saiam da frente, tartarugas!” — e cai dentro da vagão. Vou até ela e digo: “Se você não tivesse bloqueado a saída, todos teriam saído muito mais rápido. E todos estariam mais confortáveis”. Ela ficou vermelha de raiva. © Ikarius / Pikabu
  • Eu trabalhava em um estúdio de fotografia. Não sou fotógrafo, mas sei algumas coisas. Um dia, um fotógrafo de 50 anos entrou no estúdio. Ele começou a reclamar que nosso equipamento não funcionava, que ele estava perdendo seu tempo de aluguel para configurar, e nada funcionava. A câmera dele não se conectava às luzes de forma alguma. E tudo isso na frente de seus clientes. Então, ele estava ali, me criticando, e eu simplesmente me aproximei e, silenciosamente, conectei o equipamento em um minuto. Nunca vi um homem adulto corar daquele jeito. © ashrae9 / Reddit
  • A supervisora me contou que tem raízes tártaras. Um dia, ela estava com um colega em um trem, e logo depois, dois homens — um pai e um filho — entraram no vagão. Os passageiros eram tártaros e estavam se comunicando entre si em tártaro. Discutiam as virtudes das moças, seus defeitos, quem gostava mais de quem e outros assuntos bastante picantes. Ela ouviu tudo isso, mas ficou calada: era uma viagem curta. E quando ela e seu colega desceram na estação, ela se despediu em tártaro: “Adeus! Espero que nunca mais nos encontremos”. Em suas palavras, valeu a pena aguentar toda aquela conversa para ver a cara deles. © Opera Theatre / ADME
  • Eu trabalhava em um serviço de suporte técnico em uma universidade. Um dia, estávamos sentados no trabalho e um colega, que se gabava de ser o mais inteligente, não conseguia conectar os monitores. Ele tentou 10 minutos, mas sem sucesso. Ofereci-me para ajudá-lo e, em resposta, ouvi um discurso de que ele havia trabalhado com computadores a vida toda e não precisava de ajuda, especialmente de pessoas como eu. E eu lhe disse: “Ok, desculpe, eu só queria lhe dizer que os monitores precisam estar conectados na tomada primeiro”. Ele corou na hora. © Ryan233tiger / Reddit
  • Eu me deparo com “questões críticas” o tempo todo. Mas a mais legal de hoje veio do médico otorrinolaringologista. Quando reclamei de algumas bolhas em minhas amígdalas, ela reclamou: “E quem lhe deu permissão para olhar sua garganta?”. Legal. Tive que responder que a garganta era minha, e queria dar uma olhada nela. Foi um pesadelo. © K0gteT0chka / Pikabu

Todas essas histórias servem como uma excelente prova de que é possível acabar com um pessoa mal-educada de forma bastante elegante: mantendo a calma e não se rebaixando ao nível dela. Sinceramente, temos inveja dessas pessoas. Então, vai umas dicas de como se comportar diante desse tipo de gente.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados