12 Histórias que podem fazer você evitar comer em um restaurante

Histórias
Há 1 semana

Comer fora sempre parece muito prazeroso. Afinal, é um dia de "folga" da nossa própria cozinha e comida. Portanto, deveria ser um momento muito agradável. No entanto, pode se tornar traumático quando algum incidente ocorre e acabamos ficando desanimados com a experiência em restaurantes. Afinal, nada é menos prazeroso do que não ser bem servido ou encontrar algo estranho no prato.

  • Fiquei três semanas trabalhando como garçonete em um restaurante de comida mexicana. Disseram-me para parar de jogar fora o molho restante que as mesas deixavam. Falaram explicitamente para despejar o molho de volta na cuba que ficava na geladeira, para evitar desperdício. Foi assim que decidi nunca mais aparecer para outro turno. © edencathleen86 / Reddit
  • Uma vez nos serviram um chocolate com leite estragado. Primeiro, não aceitaram que o chocolate estava ruim e depois disseram que iriam trocar para nós, mas só colocaram mais leite e chocolate para tentar disfarçar o sabor. © Gonzalez Flores Lúcia / Facebook
  • Uma vez, aliás, várias vezes, fui trabalhar com uma pessoa em um evento, e uma dessas vezes foi em um restaurante japonês. Fui até a cozinha para pegar água e presenciei um dos funcionários passando o pano de chão imundo no carrinho que leva as comidas. Nossa, eu voltei da porta. © Cris Amarante / Facebook
  • Trabalhei dois dias em um restaurante e foi o suficiente para decidir nunca mais voltar. A proprietária deixava a louça suja acumular da sexta-feira até segunda-feira, ou sei lá por quanto tempo, e não me deixava lavar; apenas jogava na pia e enchia os potes de comida novamente para levar ao buffet. Ela trazia a bacia de volta e brigava novamente comigo para não lavar. Quando eu ia cortar legumes e verduras, também não podia lavá-los para não perder tempo. No final do dia, ela mandou eu fazer meu prato, mas eu não comi. Meu marido é motoboy e não sabia dessas coisas; ele comia a comida dela sem problemas e elogiava. Saí de lá e disse a ele: "Amor, nunca mais coma essa comida, é pelo seu próprio bem". © Tamara Andrade / Facebook
  • Queria experimentar este local chique; o menu parecia bom. Olhamos o cardápio e notei que uma mesa próxima tinha pratos que ainda não haviam sido recolhidos, e eles pareciam estar ali já há algum tempo. A gota d'água foi quando, por várias vezes, uma garçonete olhou para nós e foi atender outras mesas. Fiquei muito irritado. Ao fim, acabei desistindo do lugar e indo embora. © xgoronx / Reddit
  • Trabalhei em uma churrascaria onde, quando o cliente não comia a salada, ela era servida em outra mesa. As sobras de arroz e maionese eram todas reaproveitadas. © Ciih Brandão / Facebook
  • Fui tomar café da manhã em um restaurante. Entrei no banheiro e não havia água. O garçom me ofereceu gel porque eu não pude lavar as mãos. Pedi meu café da manhã e uma água de morango com kiwi (estava no cardápio). O garçom voltou e, surpresa, não podiam fazer minha bebida porque não tinham água. Conclusão: fazem com água da torneira. Não voltei lá desde então! © Jose Notario / Facebook
  • Em um restaurante, pedi suco de laranja espremido e, quando me trouxeram, havia bichinhos pretos nele. Reclamei com o garçom, e ele disse: "Acho que são sementes de kiwi". © Alejandra Rosana Sánchez / Facebook
  • Eu e meu marido fomos a um restaurante que serve lamen. Pedimos uma recomendação de prato à garçonete, que surpreendentemente não sabia sugerir nenhum prato do cardápio porque ela mesma não comia lamen. Isso é muito prejudicial para um estabelecimento, colocar alguém despreparado para lidar com os pedidos dos clientes. © Juliana Pedrozo / Facebook
  • Estava comendo em um terminal e vi que o garçom deixou cair o pão no chão, disfarçadamente o recolheu, simulou jogá-lo no lixo e serviu como se nada tivesse acontecido. Então, eu verifiquei o cesto onde supostamente ele jogou o pão e não havia nenhum pão jogado lá. © Sandra RG / Facebook
  • Entrei em uma padaria famosa que também vendia ingredientes para sanduíches. Eu ia comprar presunto, mas dentro da vitrine havia um bichinho. Mostrei para a senhora que estava atendendo. Com o dedo indicador, ela esfregou-o no vidro e, sem lavar as mãos, quis me servir. Todos nós que estávamos esperando saímos logo depois. © Maria Román / Facebook
  • Meu marido e eu fomos comer em um lugar muito frequentado no centro da cidade. Pedi um molho e vi vários pontinhos pretos. Jurei que eram sementinhas, mas, na verdade, eram bichinhos. Meu marido notificou a garçonete e eles não pediram desculpas. © Paloma Suárez / Facebook

Ir a um restaurante pode ser uma verdadeira caixinha de surpresas, tanto para o lado bom quanto para o ruim. Mas você já tentou cultivar seu próprio alimento? Alguns afirmam que não é uma tarefa fácil.

Imagem de capa xgoronx / Reddit

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados