20 Fatos curiosos sobre Bali que podem mudar a percepção sobre esse destino paradisíaco

Mais de 6 milhões de turistas visitaram Bali em 2019. Para a maioria das pessoas, a ilha é um lugar paradisíaco, com praias magníficas e uma excelente recepção para os viajantes. Mas, na verdade, poucos têm tempo para se acostumar com a vida e os perrengues dos habitantes locais.

Nós, do Incrível.club, também achamos que Bali é um lugar incrivelmente bonito e atraente, mas também existem algumas peculiaridades sobre a ilha que não gostaríamos de conviver o tempo todo. Confira!

  • umidade por lá é de 80% ou mais durante o ano inteiro. Portanto, aparece mofo em todos os lugares: nos móveis, nos alimentos e até nas roupas.
  • Bali tem uma grande variedade de absorventes normais. Mas absorventes internos são praticamente um item de luxo. E muitas vezes nem tem nas lojas. Se você tiver a sorte de encontrá-los, não custará menos de 75 reais.
  • As baratas atacam as residências em bandos e entram por qualquer fresta. Qualquer família que vive em Bali disse que encontra esse inseto pela casa pelo menos uma vez por semana.
  • É necessário manter as janelas e portas fechadas, principalmente ao sair de casa. Caso contrário, visitantes indesejados podem entrar em sua residência: desde vários tipos de insetos até grandes lagartos. Na verdade, mesmo com as janelas fechadas, pequenas lagartixas ainda podem entrar em casa.

Turistas voltaram de um passeio e encontraram isto. Sim, é tudo inseto

  • Também tem muitas formigas por aqui. E sim, elas são figuras frequentes dentro de casa. Para se livrar delas, é preciso colocar veneno em quase toda a residência.
  • Praticamente não tem calçadas em Bali, a rua é uma coisa só. A lógica é deixar passar todos os veículos que forem maiores que o seu. Além disso, todo mundo buzina, mas isso não é considerado indelicado, mas sim um gesto de educação.
  • Tem areia por toda parte. E você terá de limpar a casa todos os dias, em todos os lugares: desde móveis até lençóis e travesseiros.
  • Muitos produtos dos quais estamos acostumados a encontrar no supermercado são bem difíceis de achar por lá. O leite não parece muito saboroso. E também não tem salsicha. Bem, existe uma coisa que se vende como salsicha, mas é congelada. O sabor? Dizem que não é dos mais agradáveis. E até o pão às vezes tem uma aparência estranha.
  • A internet é péssima, ou você aceita, ou paga bem caro por uma conexão mais rápida e estável — até 500 dólares por mês.
  • A ilha é repleta de lixo. Grande parte dos resíduos chega nas praias através do oceano. Os moradores locais tentam combater esse problema há anos e até desenvolveram programas de reciclagem de plástico.
  • Tem muitos cachorros de rua em Bali e muitas pessoas vão parar no hospital com mordidas das mais diversas gravidades.
  • Além dos cachorros, muitos macacos têm o hábito de roubar tudo das pessoas. Eles podem até mesmo roubar os óculos da sua cara.
  • Muitas praias, especialmente em lugares não turísticos, não estão equipadas para banhistas e não é recomendado entrar no mar. Então, muitos habitantes locais costumam nadar em piscinas.
  • Bali é o lar de um dos cafés mais caros do mundo. A bebida é “feita” por um animal chamado civeta. Eles comem o fruto do café, digerem e o defecam. E as pessoas recolhem, lavam e secam as sementes ao sol. Uma xícara de café feita com esses grãos pode custar de 35 a 80 dólares.
  • Se for alugar um apartamento ou uma casa por um longo tempo, é aconselhável fazer um período de teste por alguns dias. Pode acontecer, por exemplo, que seus vizinhos criem galos que começam a cacarejar às 3h30 da manhã.
  • Às vezes, não tem papel higiênico nos banheiros. E mesmo que tenha, não é usado da forma que estamos acostumados. Primeiro, você deve se lavar em uma torneira especial ao lado do sanitário, e depois, secar-se com o papel.
  • Não se deve beber água da torneira, mas também é preciso cuidado na hora de comprar água: alguns habitantes locais enchem garrafas com água corrente e as lacram em uma máquina especial para vender para os turistas. É recomendado comprar coquetéis e outras bebidas em locais de confiança com avaliações positivas.
  • Normalmente, não tem máquina de lavar em casas e apartamentos. Para lavar as roupas, você tem de ir até uma lavanderia. Felizmente, existem muitas lavanderias e o serviço é barato.
  • Em Bali é possível encontrar o vulcão Agung, que é bastante ativo: entrou em erupção em 2017, 2018 e 2019. Você seria capaz de viver com a tensão constante de uma erupção?
  • Outra tensão nessa área é o risco de tsunami. Em 2004, uma onda gigante atingiu a província de Achém. A destruição causada por esse desastre natural foi tremenda. Para se ter ideia, a força e altura das ondas do tsunami jogou um navio de 2.600 toneladas a 2 km dentro da costa.

O navio arrastado pelo tsunami

Você já foi a Bali ou conhece alguém que já visitou? Conseguiria se adaptar ao estilo de vida no país? Conte para a gente na seção de comentários.

Imagem de capa Shutterstock
Compartilhar este artigo