Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

Um estudo revela a idade em que nos sentimos mais confiantes em nossas vidas e porquê

6-31
632

Quando somos adolescentes, frequentemente nos sentimos inseguros e temos medo de fazer as coisas as quais gostaríamos, temendo que sejamos desaprovados pelos demais. Com o passar do tempo, talvez por volta de nossos 20 anos, finalmente sentimos o melhor nível de confiança que já tivemos. Entretanto, um estudo que analisou artigos de pesquisas que reuniu cerca de 165 mil participantes, descobriu que aos 20 anos não é realmente a idade em que a nossa autoestima está no auge.

Nós, do Incrível.club, ficamos intrigados ao descobrir em que idade tínhamos (ou teremos) a autoestima mais elevada. Por isso, confira o que os estudos têm a dizer sobre esse assunto!

A autoestima das crianças cresce

De acordo com pesquisas, a autoestima aumenta durante o período de 4 a 11 anos. Uma possível razão para isso é que as crianças passam a se sentir mais independentes durante essa etapa. E por aprenderem a fazer as coisas por conta própria, sua autoconfiança tende a aumentar.

A autoestima dos adolescentes continua a mesma

Alguns estudos mais antigos descobriram que a autoestima diminui na adolescência, e acreditava-se que isso acontecia por ser um período de transição. Os adolescentes começam a frequentar o ensino médio e passam por mudanças emocionais e físicas que podem afetar sua autoestima. Eles também podem começar a se comparar com outras pessoas com mais frequência e a se sentir inseguros.

Entretanto, novas pesquisas sugerem que, entre 11 e 15 anos, o nível de autoestima não muda. Além disso, a partir dos 15 anos ela começa a aumentar drasticamente.

A autoestima dos adultos aumenta

A autoestima continua aumentando na fase adulta também. Durante esse período, é comum desenvolvermos traços de personalidade mais maduros. Isso porque assumimos novos papéis sociais, que exigem de nós mais responsabilidade, consciência e estabilidade emocional. Sendo assim, estar em um relacionamento, ter um trabalho ou ter filhos pode aumentar nossa maturidade e, consequentemente, nossa autoestima.

É aqui que a autoestima atinge o seu auge

Ainde de acordo com a pesquisa, notou-se que entre 60 e 70 anos, as pessoas atingem seu nível mais alto de autoestima. Depois disso, é claro, ela começa a diminuir sutilmente e, em seguida, diminui intensamente após os 90 anos. E isso pode estar relacionado ao fato de que por volta dessa idade muitas pessoas perdem seus parceiros e seus papéis na sociedade. Infelizmente, isso pode causar depressão, certos distúrbios e prejudicar o bem-estar de modo geral.

Os níveis de autoestima podem variar

Não houve diferenças significativas nas pesquisas sobre autoestima quanto ao gênero, etnia ou mesmo gerações. No entanto, ela pode mudar tanto a curto quanto a longo prazo, dependendo do que estiver acontecendo em nossas vidas. Nosso sucesso no trabalho, nossa vida pessoal e outros eventos estressantes podem afetá-la. Mas, apesar desses altos e baixos, ainda pode ser possível observar em si mesmo as mesmas tendências descritas pelos pesquisadores.

Você já havia notado que sua autoestima variou em determinadas fases da vida? Em que momento se sentiu mais confiante até agora? Dê sua opinião na seção de comentários!

6-31
632
Compartilhar este artigo