Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

14 Curiosidades incríveis sobre os países asiáticos

----
10k

Com o passar dos anos, a Ásia se tornou mais próxima e mais familiar para o resto do mundo. Agora você pode comer sushi e rolinhos primavera em sua cidade e alguns centros turísticos já se transformaram em destinos de grande procura. Sem contar que quase tudo que compramos é feito na China. Mas ainda assim, essa parte do mundo continua cheia de mistérios, surpresas e, às vezes, detalhes impactantes.

O Incrivel.club reuniu para você alguns dados sobre a vida dos asiáticos que demonstram que ainda é difícil assimilar algumas coisas. E mesmo que os habitantes sejam, em sua maioria, hospitaleiros e amigáveis, é bom ter em conta algumas informações para evitar problemas de comunicação.

14. No Japão, é melhor não ser o primeiro a entrar em um elevador

Entrar primeiro em um elevador japonês significa aceitar a honra e o dever de ser o 'capitão do elevador'. Para isso, na Terra do Sol Nascente funciona uma série de regras tácitas. O capitão lida com o painel, segura as portas e pressiona os botões para os passageiros dessa viagem. Se você quiser evitar este destino, basta deixar alguém passar na sua frente e fazer com que a pessoa entre primeiro no elevador.

13. Suco de tomate com açúcar. Hummm, que delícia.

Para os fãs do suco de tomates, uma surpresa os espera no Vietnam. Nesse país eles estão acostumados a bebê-lo com açúcar, com mel e, em algumas versões especialmente avançadas, até adicional leite condensado ou leite de coco. Ásia é Ásia. Fique alerta.

12. Nos elevadores não existe o quarto andar

O medo irracional do número "4" se espalhou em muitos países da Ásia. A questão até recebeu um nome científico: tetrafobia. As raízes dessa superstição estão na China, onde as palavras "morte" e "quatro" soam quase iguais. A situação é similar na Coréia e Japão. Por isso em alguns hospitais e instituições públicas, os elevadores não têm números de andar que terminem em "4".

11. No lugar do Natal, na Coréia do Norte se celebra o aniversário da avó do líder nacional

O líder do estado Kim Jong-un cancelou o Natal. Em seu lugar, o país deve celebrar o aniversário da sua falecia avó Kim Jong-suk. Ela era esposa de Kim Il-sung, o primeiro ditador do país, o "Eterno Presidente da República", comunista e "grande mãe da revolução anti-japonesa".

10. Na vida cotidiana dos japoneses é normal e popular o uso de varetas para coçar as orelhas

Esta ferramenta de limpeza com uma pequena colher em um de seus extremos, geralmente é feita de bambú ou de plástico. Embora existam opções de luxo: de ouro, de osso de baleia ou de marfim. O limpa-orelhas é decorado com pompons, penas ou franjas e são guardados em estojos. A ferramenta é reutilizável.

9. Se não tem companhia poderá aproveitar um belo anti Dia de São Valentim

A cada ano, no dia 14 de abril, na Coréia do Sul se celebra o Dia Negro, o dia dos solitários e sem namorados. Nesse dia se costuma comer macarrões com pasta de feijões negros, vestir-se de preto e brincar amargamente sobre a falta de sorte na vida amorosa. Se você não recebeu o seu presente de Dia dos Namorados (ou Dia de São Valentim) pode comemorar com os sul coreanos.

8. Os vietnamitas não gostam de gatos

Os moradores têm medo dos gatos, por que praticamente ninguém tem um em sua casa e em raras vezes se pode ver um bichano andando pelas ruas.

Aqui, uma vez mais, tal fato está vinculado à uma superstição. O miado dos gatos é semelhante ao som da palavra vietnamita "pobreza". E para não atrair pobreza à casa, alguns deles preferem simplesmente não ter nenhum felino.

7. Os cônjuges japoneses dormem em camas diferentes

Depois do nascimento de uma criança, o papel da mulher em uma família japonesa muda radicalmente. A cama do bebê acaba por substituir a cama do casal, que às vezes é colocada em outro quarto. Nos primeiros anos, esse é um fenômeno compreensível e comum em muitos países, mas no Japão a mãe dorme com seus filhos até os 10, e em alguns casos, até os 13 anos de idade.

6. Na Tailândia é muito mal visto acariciar a cabeça de uma criança

Os tailandeses acreditam que na cabeça vive o "espírito branco" que não pode ser perturbado por extranhos. Em geral, se considera que a cabeça é a parte mais sagrada do corpo, e portanto apenas os pais e monges poderiam tocá-la. Sendo assim, é melhor não incomodar aos espíritos e não irritar os pais dos pequenos moradores.

5. Em Singapura é proibido mascar chicletes

Em Singapura existem muitas proibições que são bem esquisitas para os padrões ocidentais. Mas o valor das multas impressionará inclusive aos infratores mais maliciosos. Portanto, é melhor não se arriscar. Por exemplo, é aconselhável se esquecer dos chicletes durante a viagem, já que estão proibidos a importação e venda dos mesmos. Tal produto só pode ser adquirido em uma farmácia e com receita médica. A questão principal diz respeito à sujeira, pois é só ver o destino dos chicletes mascados em qualquer lugar do mundo. Eles vão parar na rua, emporcalhando a cidade e entupindo bueiros.

4. Os estudantes japoneses, coreanos e filipinos têm brincadeiras bem estranhas

Se alguém te chamar para brincar de kancho, pense duas vezes antes de aceitar. Vamos explicar rapidamente como é tal jogo: o jogador junta as palmas das mãos com os dedos indicadores esticados e tentando introduzi-los no ânus do oponente enquanto este último está ocupado com alguma outra coisa e não percebe a presença do atacante.

3. Todos os vietnamitas celebram seu aniversário no mesmo dia

A maioria dos vietnamitas não celebra seu aniversário na data de seu nascimento. Em vez disso, celebram sua chegada ao mundo durante o Ano Novo vietnamita. o Têt. A família e os amigos mais próximos entregam às crianças envelopes vermelhos com dinheiro "feliz". E depois se adiciona um ano à idade de todos.

2. Na China, alguns pais vestem as crianças com pequenas calças com buracos na parte de trás

Na China, em algumas cidades do interior, uma criança pode parar no meio de uma rua e fazer suas necessidades. Isso não surpreenderá a ninguém. Para tornar o processo mais fácil, os pais vestem seus filhos com uma espécie de calça perfurada, chamada de "kaidangku". Não é preciso sequer retirá-la, apenas se abaixar e fazer o que precisa já é mais que suficiente. A discussão sobre se é ou não higiênico ou se faz bem para a criança é um tema sem fim. Muitas pessoas usam fraldas descartáveis em seus bebês, mas os kaidangku não saem de moda.

1. No Japão é costume comer frango do KFC no Natal

Na maioria dos países do mundo, no Natal se servem pernis de festa ou toneladas de saladas. No Japão, o lugar central para algumas famílias é ocupado pela cadeia de fast-food KFC. Nas últimas quatro décadas, a KFC conseguiu transformar o seu frango assado em sinônimo de Natal naquele país. O recebimento de pedidos antecipados para as festas começa um mês antes. Um "viva" para os publicitários da KFC!

A peculiaridade da Ásia está na sua diversidade, é por isso que, mesmo estando incluídos nas mesmas culturas e questões regionais pode haver variações nas tradições. Conte para nós nos comentários quais foram os detalhes mais inusitados sobre os países asiáticos de que já ouviu falar ou que tenha visto.

Imagem de capa Contentious / pikabu
----
10k