Incrível

A Finlândia é o país mais feliz do mundo e é possível visitá-lo de graça

2-26
10k

A Organização das Nações Unidas (ONU) declarou a data de 20 de março como o Dia Internacional da Felicidade e, pelo segundo ano consecutivo, a Finlândia recebeu o prêmio de “o país mais feliz do mundo”. Isso com base na gentileza de seu povo, a liberdade desses habitantes escandinavos, a falta de corrupção, a qualidade de vida dos imigrantes, entre outros fatores. Por essa razão seus moradores iniciaram a campanha “Rent a Finn” (alugue um finlandês, em tradução livre), que possibilita viajar para o país nórdico gratuitamente durante o verão e aprender por que são tão felizes.

Hoje, o Incrível.club traz para você alguns dos métodos que os finlandeses adotaram para serem tão felizes. Além disso, apresenta os passos para entrar no concurso e ter a chance de passar um feriado de graça no paraíso nórdico.

Finlândia, o paraíso nórdico

A deslumbrante vista da aurora boreal, a gastronomia e a possibilidade de visitar lugares como a Reserva Natural de Aulanko ou a Lapônia (a cidade onde o Papai Noel vive durante todo o ano) fizeram com que a Finlândia ficasse entre os 10 países mais felizes nos últimos seis anos.

De acordo com o relatório anual publicado pela Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável para a ONU, diferentes medidores foram usados ​​para determinar o nível de felicidade e tranquilidade dos moradores. Entre as variáveis ​​consideradas estão: o Produto Interno Bruto, a educação quase nenhuma desigualdade entre os habitantes.

Felicidade do​​s imigrantes

Para 2019, a ONU enfatizou a alegria dos imigrantes. O relatório analisou o nível de felicidade que as pessoas de diferentes países que escolheram a Finlândia para morar podem alcançar e concluiu que tanto elas quanto os finlandeses estão satisfeitos com o estilo de vida desse país.

Os pilares da felicidade: educação, igualdade e tolerância

Outra grande conquista alcançada por estes escandinavos foi construir uma sociedade onde a desigualdade é quase inexistente. A Finlândia mantém as taxas mais baixas de pobreza do planeta, além de ser o segundo país com o menor índice de desigualdade entre crianças. Além disso tem, de acordo com o Fórum Econômico Mundial, junto com a Noruega e a Islândia, a menor diferença de gênero do mundo.

Nesta nação nórdica, não há universidades privadas e a educação básica é gratuita para os residentes. Da mesma forma, o Fórum Econômico Mundial indicou que a educação primária no país é a melhor do mundo — a universitária, por sua vez, ficou em terceiro lugar.

Paz na terra dos mil lagos

O país é conhecido como “a terra dos mil lagos”, uma vez que tem 188.000 deles em todo o seu território. A Finlândia também pode se orgulhar de suas paisagens deslumbrantes: é o país europeu com mais florestas e o terceiro em todo o mundo com melhor qualidade do ar. Como se isso não bastasse, você também pode ver a aurora boreal.

Alugue um finlandês

A iniciativa “Rent a Finn” foi tomada pelos escandinavos em 2018, com o objetivo de que as pessoas em todo o mundo pudessem experimentar o nível de felicidade que se sente no país. A ideia é que os vencedores passem três dias durante o verão na casa de uma família finlandesa.

<p>“Os finlandeses estão abrindo suas casas e vidas e dando boas-vindas aos visitantes para experimentar como se reconectar com a natureza. A natureza finlandesa com um guia local é a maneira perfeita de encontrar a calma”.</p>
Rent a Finn

Como participar?

Para se inscrever, as pessoas devem enviar um vídeo no qual falam de si e de sua conexão com a natureza e por que querem conhecer a Finlândia. Os vencedores poderão desfrutar de atividades típicas da região, da gastronomia e se aproximar da natureza para alcançar a paz interior. O custo dos três dias será coberto pela organização de turismo Visit Finland.

Você concorda com o relatório da ONU ou acha que existem outros países mais felizes? Conte pra gente se gostaria de viajar de graça para a nação considerada a mais feliz do mundo!

2-26
10k