Incrível
Incrível

10 Animais com características dignas de desenhos animados

A biodiversidade mundial é tão vasta que dá vazão ao aparecimento de espécies com características que até duvidamos serem reais. Por exemplo, você sabia que porcos são mais inteligentes que seu cachorro (ou até mesmo que seu filho)? Ainda, sabia que caracóis têm dentes? Ou até mesmo que os macacos são muito chegados a ver um filminho? Pois é, a vida animal é muito diversa e realmente pode nos surpreender. Veja agora alguns fatos sobre animais que os tornam bem diferentes.

1. As mariposas-luna adultas não comem nada durante toda a sua vida

As mariposas-luna são animais noturnos e sua vida começa como larva, passando por cinco estágios de transição. Após cerca de três semanas, a metamorfose está completa e o indivíduo adulto pode sair para sua única missão na vida, procriar. Elas têm em torno de uma semana para conseguir acasalar, depois disso elas morrem. O mais estranho é que durante toda essa fase, a mariposa não come absolutamente nada, mas também nem poderia. Afinal, sua boca é apenas vestigial — ou seja, não tem a função normal como em outros animais — e nem sequer tem sistema digestivo.

2. Porcos podem ser muito mais inteligentes que cachorros e crianças de 3 anos

Por vezes malvistos, os porcos são animais excepcionais e têm um nível de inteligência acima do normal. Por exemplo, assim como os cães, os suínos também podem ser leais e amigáveis, além de reconhecerem seus nomes e responderem ao chamado. Só que eles vão além e foram ensinados por pesquisadores a jogar videogame, usando um controle, e tiveram mais habilidade no jogo que macacos.

Só que o lazer desses bichos não para por aí, os porcos também gostam de jogar futebol, ouvir música e até receber umas boas massagens. Para ficar ainda melhor, eles também se comunicam de diversas formas, até para dizer que estão com fome, e as porcas costumam cantar para os leitões. Assim, com tudo isso, alguns cientistas acreditam que esses animais são muito mais inteligentes que cachorros e até crianças de 3 anos.

3. Macacos costumam gostar mais de assistir a filmes que de comer lanches

Somos muito parecidos com os primatas, afinal, somos descendentes desses animais, e um estudo talvez tenha mostrado de onde vem a nossa paixão pelo cinema. Pesquisadores exibiram dois filmes para chimpanzés e bonobos, nos quais alguns atores vestiam fantasias de macaco. Enquanto assistiam aos curtas, os animais ficaram tão vidrados na tela que recusaram todas as distrações oferecidas, mesmo as mais saborosas.

No dia seguinte, os cientistas mostraram novamente os filmes aos macacos e conseguiram perceber que os animais estavam antecipando algumas cenas. Isso mostrou que eles conseguem guardar eventos em sua memória de longo prazo — assim como fazem os humanos —, mesmo tendo assistido ao vídeo apenas uma vez no dia anterior. Isso também ajudou os pesquisadores a determinar quais funções de alto nível os primatas conseguem fazer.

4. O olho de um avestruz é maior que seu cérebro

Os avestruzes são os maiores pássaros do mundo, tanto em peso quanto em tamanho. São cerca de 2,7 metros de altura, 2 metros de envergadura e até 130 quilos. Ainda, eles também têm os maiores olhos de todos os animais terrestres, com um globo ocular de cerca de 5 cm de diâmetro, do tamanho de uma bola de bilhar. Com esse olhão, o avestruz consegue detectar movimentos de muito longe, como um cachorro se movendo a 3 km de distância.

Entretanto, com esse tamanho dos globos oculares, sobra pouco espaço para o cérebro. Esse órgão nos avestruzes é menor que os olhos do bicho, ficando no centro entre os dois. Apesar disso, com essa visão aumentada e pernas grandes, eles podem se proteger melhor de diversos predadores aos quais estão submetidos, chegando a correr a até 72 km/h. Então, eles podem não ser espertos, mas sabem bem detectar o perigo e cair fora o mais rápido possível.

5. O papá-léguas não precisa necessariamente beber água para viver

Como vive em um dos lugares mais quentes do mundo e mais seco da América do Norte — o deserto de Mojave, na Califórnia, EUA —, o papa-léguas precisa usar diversas artimanhas para não ficar desidratado. Primeiro, ele fica menos ativo durante o dia, para não perder líquido, e reduz a temperatura à noite, para conservar energia.

Também, eles têm uma glândula na frente dos olhos que excreta o excesso de sal do corpo, o que seria mais ou menos como urinar a seco, para não desperdiçar água. Por fim, eles obtêm a maioria da hidratação que precisam por meio da sua alimentação, que consiste em insetos, pequenos animais, pássaros e plantas. Assim, eles não precisam beber muita água, podendo se manter hidratados apenas com os líquidos que absorvem da comida.

6. Enguias elétricas podem controlar suas presas à distância

Pesquisadores descobriram que as enguias elétricas não só dão choque nas suas presas, mas também conseguem controlar suas vítimas à distância e até as fazer revelar seus esconderijos. Para isso, quando vê um peixe, por exemplo, a enguia emite um pulso elétrico que atinge o sistema nervoso do outro animal, fazendo-o contrair todos os músculos do corpo ao mesmo tempo. Assim, ela pode imobilizar a vítima ou fazê-la se mover de acordo com o que quiser.

Contudo, não fica por aí, se não houver nenhum alimento à vista, mas a enguia tiver uma intuição de que há algum pela região, ela emite pulsos elétricos em diferentes posições, a fim de atingir potenciais presas escondidas. Ao receberem o choque, os peixes contraem os músculos e acabam saltando para fora de suas tocas, revelando onde estão escondidos. Isso facilita muito a caçada e dá mais controle ao predador.

7. A mosca-das-flores tenta se passar por uma vespa para que não mexam com ela

A mosca-das-flores também é conhecida como mosca-imita-vespa, o que já entrega a sua principal artimanha para se manter segura. Ela evoluiu para se parecer com uma vespa — inseto venenoso — e, assim, dar a entender para outros animais que ela também é perigosa (apesar de ser inofensiva). Além disso, essa mosca também “passa despercebida” e evita ser atacada por outras vespas, que também seriam suas predadoras caso ela não se assemelhasse a elas.

8. A Dolania americana pode ter a menor expectativa de vida entre todos os animais conhecidos

Geralmente, insetos não têm uma vida muito longa, que pode variar de um ano a apenas alguns minutos. Muito desse tempo é passado em estágio de larva, sendo que a vida adulta é basicamente para procurar um parceiro, procriar e botar ovos — como é o caso da nossa conhecida mariposa-luna. Entretanto, há uma ordem de insetos conhecidos como efeméridas — nome derivado de efêmera, que é a característica do que é temporário ou tem pouca duração —, que têm algumas das menores expectativas de vida do mundo.

Dela, faz parte a dolania americana, que passa quase um ano em um casulo dentro da água e, ao se tornar adulto, tem somente cerca de cinco minutos para viver, ou seja, procurar um parceiro, procriar e colocar ovos de volta na água, antes de morrer. Assim, especialistas acreditam que esse é o animal com a menor expectativa de vida entre todos. Apesar disso, elas ganham em quantidade, já que um enxame recém-saído dos ovos pode conter milhões de indivíduos.

9. Há um camarão “roqueiro” que causa um barulho mais alto que um show de rock

Apesar de medir apenas alguns centímetros, o Synalpheus pinkfloydi — ou camarão-pistola Pink Floyd — consegue causar um baita barulhão. Esse animal foi descoberto em 2017 e nomeado em homenagem à banda de rock Pink Floyd, graças à sua garra rosa avermelhado e ao alto som que pode produzir.

Ao perceber uma presa ou um predador se aproximando, o camarão abre sua garra maior, deixando que a água entre em um pequeno compartimento na dobra da garra. Ao fechar, a pressão força a água para fora a uma velocidade de cerca de 96 km/h. As bolhas que saem a essa grande aceleração geram um barulho que pode chegar a 210 decibéis, mais alto que um show de rock. Essa força pode atordoar e até matar suas presas e inimigos, além de tornar os machos mais atraentes para as fêmeas.

10. Caracóis têm dentes e muito mais do que você imagina

Muita gente pode nunca ter pensado nisso, mas algumas sim. Então, só para você ficar ciente, os caracóis — e suas “primas” lesmas — têm dentes e o número pode variar entre 1.000 e 12.000 deles. Entretanto, essa dentição é um pouco diferente do nosso sorriso, ela fica sobre a língua do animal — que é semelhante às nossas —, em fileiras de minúsculos dentes. Essa língua dentada se chama rádula e o bicho a usa para raspar as partes macias de seu alimento, que pode ser, praticamente, qualquer matéria orgânica em decomposição.

Ao saber desses fatos, dá até para pensar que esses animais são de Marte, não é mesmo? Você conhece alguma outra curiosidade sobre animais? Deixe seu comentário e vamos aumentar a lista!

Incrível/Animais/10 Animais com características dignas de desenhos animados
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos