Incrível
Incrível

10 Dicas que podem ajudar seu cão a parar de puxar a coleira durante o passeio

Amamos nossos cachorros, não há nenhuma dúvida disso. E não mudaríamos nada neles... bem, quase nada. Existem certos hábitos que são irritantes e até problemáticos em alguns casos, por exemplo, quando puxam a coleira com força, quando os levamos para passear. Mas pode ficar tranquilo! Tudo tem solução. Às vezes, basta incorporar alguns hábitos e modificar outros.

Incrível.club elaborou uma lista de informações para você levar em consideração, a fim de poder aproveitar os passeios com seu animal de estimação, acabando com esse mau hábito do peludo.

1. Empolgação para sair

Existem vários fatores que influenciam quando o cão puxa a coleira na hora de passear. É sempre bom identificá-los para chegar a uma solução com maior rapidez e eficiência. A excitação para sair é uma das causas mais comuns, pois qual cachorro não gosta de um passeio? Mas, felizmente, no geral dura apenas uma parte do percurso: entre 10 e 15 minutos, até o animal de estimação relaxar e começar a se divertir.

Para solucionar esse problema, você pode tentar pegar a coleira, como se fossem sair, segure por um tempo e depois coloque-a no chão. Ignore a atitude do cão e repita isso algumas vezes ao dia. Dessa forma, ele deixará de associar a ação de pegá-la com o momento de sair.

2. Energia acumulada

Em cães ativos, jovens ou com muita energia, os puxões são normais. Primeiro devemos rever a maneira como alimentamos nosso animal. Se ele come muito (ou seja, ingere mais calorias do que pode queimar), terá energia em excesso. Para evitar esse problema, você pode regular a dieta dele ou fazer exercícios com o seu animal de estimação.

3. Ansiedade

Esse hábito pode ser resultado de um forte estresse e a primeira coisa a fazer é deixá-lo aproveitar o passeio. Não devemos puxar o cão, mas deixá-lo cheirar e se divertir com os diferentes odores encontrados no seu caminho, além de lhe permitir fazer exercício e brincar, seja levando-o aos locais destinados aos cães ou para fazer longas caminhadas.

4. Coleira comum ou peitoral?

Se o seu cão puxa muito a guia, com a coleira comum ele tem maior chance de se machucar. Porém, com uma coleira peitoral muitos cães puxam ainda mais, pois isso lhes dá mais força para fazê-lo. Que dilema! Existem arreios antipuxões, desenhados especificamente para esses casos. Muitos desses modelos têm a opção de enganchar a coleira nas costas do cão, mas também na frente, o que permite a diminuição considerável dos puxões.

5. O tempo adequado para passear

Passear adequadamente com o nosso cão requer diversas questões a serem cumpridas. Para começar, leve o tempo em consideração. No caso de um cão adulto, as caminhadas recomendáveis são de 40 a 90 minutos. A quantidade vai depender de cada animal, mas em geral costuma ser suficiente três vezes ao dia. Você também pode fazer um bom passeio longo e, em seguida, alguns mais curtos durante a jornada.

6. Utilize uma coleira longa

Existem coleiras de vários tamanhos e é preciso analisar qual tipo funciona melhor para o seu cachorro. Mas em nenhum dos casos a coleira curta é recomendada, pois não proporciona ao cão a liberdade de que necessita para explorar o ambiente. Você pode ter uma de dois ou três metros para passeios em locais com um grande número de pessoas e outra mais longa, de cinco metros ou mais, para utilizar em parques ou em espaços abertos.

7. Deixe seu cão farejar

Por mais desagradável que pareça ver nosso animal de estimação farejar urina e excrementos de outros cães, isso faz parte da sua natureza. Assim, recebem informações sobre o lugar onde vivem, o que os ajuda a relaxar. Portanto, deixe seu cão desfrutar do seu olfato, sem pressões.

8. Deixe-o se socializar

Se o cão não for agressivo, deixe-o interagir com outros da sua espécie. Um animal sociável gosta de conhecer e brincar com outros cachorros. Mas sempre saiba que podem surgir conflitos, pois cada um tem uma personalidade.

9. Utilize o reforço positivo

É sempre melhor ensinar e indicar as atitudes certas ao seu cão, usando recompensas, em vez de repreendê-lo ou gritar. Isso significa levar guloseimas com você durante uma caminhada e recompensá-lo por boas atitudes, como socializar do jeito certo com os outros cães, não ir para a rua e não puxar a coleira.

10. Ensine-o a caminhar ao seu lado

Se nosso amigo aprende a caminhar ao nosso lado, o uso da coleira será apenas uma segurança e os puxões vão desaparecer. Não é complicado, já que os cães são animais muito inteligentes, mas requer tempo, paciência e persistência.

  • Escolha uma palavra para dar a ordem: “junto”, “próximo”, mas que seja breve e concisa.
  • Quando o cão estiver tranquilo, diga a palavra escolhida e lhe dê um prêmio. Antes de ele se afastar, repita o termo e lhe ofereça outra recompensa. Depois de fazer umas 5 a 10 vezes, o cão começará a associar a palavra ao prêmio.

  • Dê pequenos passos, enquanto continua dizendo “junto”, recompensando-o toda vez que ele se aproximar.

  • Pegue um prêmio e o esconda dentro da sua mão. Deixe seu cachorro cheirar, mas não lhe ofereça. Guie-o com sua mão por onde ele deve caminhar, enquanto diz a palavra várias vezes. Antes de ele se distrair, você precisa parabenizá-lo e premiá-lo.

Você deve repetir esse procedimento todos os dias, até ele aceitar seu comando, mas não puxe a coleira para fazê-lo obedecer e só faça isso durante as caminhadas, para ele relacionar as duas coisas. Lembre-se também de que você é responsável por não deixar seu animal andar solto tanto para a sua segurança como a dos outros.

Você tem problemas para passear com seu animal de estimação? O que tentou fazer para solucionar?

Incrível/Animais/10 Dicas que podem ajudar seu cão a parar de puxar a coleira durante o passeio
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos