Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Homens que trabalham demais têm mais chances de ficar carecas, diz estudo

-1--
963

Quando crianças, geralmente os homens, nunca param para pensar se vão ou não ficar carecas, mas isso muda muito à medida em que crescem. Pouco a pouco, ficam independentes e querem cada vez crescer mais profissionalmente. Mas espere: o que crescer profissionalmente tem a ver com ser ou não careca? Bem, segundo a ciência, tudo. Uma pesquisa garante que as duas coisas, trabalho e calvície, estão associadas.

Incrível.club analisou o estudo e descobriu que tipo de trabalho costuma causar calvície e o que os homens podem fazer para escapar da perda de cabelo sem abrir mão do próprio emprego.

Se você perde mais de 100 fios de cabelo por dia, algo está errado

Segundo a British Association of Dermatologists (Associação Britânica de Dermatologistas), é muito comum perder até 100 fios de cabelo por dia. No entanto, se estiver perdendo mais do que isso (o que fica mais claro quando lava os cabelos), é muito provável que esteja ficando careca.

Muitos fatores podem levar ao problema, e a maneira como o homem trabalha é um deles. Ser o primeiro a chegar no escritório e o último a sair, ou ter o hábito de comer na mesa durante o trabalho são maneiras de aumentar a renda, mas impactam negativamente o crescimento e a reposição dos seus cabelos. Segundo o estudo mencionado, pessoas que tendem a trabalhar demais dobram as chances de se juntar ao grupo de celebridades carecas que inclui Jason Statham, Vin Diesel, The Rock e Bruce Willis.

Trabalhar mais de 52 horas por semana não é uma boa ideia

Para confirmar essa teoria, pesquisadores da Coreia do Sul analisaram 13.391 homens entre 20 e 59 anos. Os participantes foram divididos em 3 grupos: os que trabalhavam 40 horas por semana, os que trabalhavam de 40 a 52 horas por semana e os que trabalhavam mais de 52 horas. Nenhum dos participantes havia declarado perda de cabelo até então.

Após 4 anos de levantamento, os cientistas descobriram que trabalhar demais tem um impacto significativo no desenvolvimento da alopécia. Eles também perceberam que essa relação cresce quase que na mesma proporção que as horas trabalhadas.

Nosso sistema imunológico pode atacar os folículos capilares por causa do estresse

Outros estudos indicam que o trabalho pode ser o culpado nessa dinâmica. Pesquisas anteriores mostraram que longas horas de trabalho podem causar estresse e há provas de que esse, por sua vez, pode levar os folículos capilares a uma fase de repouso em que o cabelo para de crescer. Como o cabelo não para de cair e o crescimento é interrompido, a pessoa vai ficando careca.

Segundo um outro estudo, o estresse pode levar a uma situação em que o nosso sistema imunológico ataca os folículos capilares, e essa situação pode interromper o crescimento do cabelo para sempre.

A limitação das horas de trabalho pode ser uma boa saída

Mas então o que a pessoa pode fazer para reverter essa situação? Uma primeira alternativa é limitar o horário de trabalho e tentar relaxar. Se você perceber que a sua carga de trabalho é intensa demais, talvez valha a pena conversar com o seu chefe para apresentar o problema. Uma saída pode ser delegar alguma função a um colega.

O estudo foi feito apenas com homens e ainda não se sabe exatamente se as mulheres correm o mesmo risco, mas os pesquisadores acreditam que os conselhos sobre a redução do ritmo de trabalho também podem ser úteis para elas, já que a calvície (uma característica predominantemente masculina) não é o único problema que está relacionado com o estresse.

Quantas horas por semana você trabalha? Se tivesse de escolher entre ganhar bem e ter cabelos, qual seria sua opção? Não deixe de compartilhar este post com os seus colegas de escritório.

-1--
963