Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

17 Vizinhos cujas atitudes deixariam até os estudantes mais bagunceiros de boca aberta

6-31
740

Uma coisa é certa: há diversos vizinhos amáveis e acolhedores espalhados pelo mundo. O problema? Nem todo mundo tem essa sorte. Os heróis da nossa seleção de hoje passaram por poucas e boas tentando conviver com vizinhos nada receptivos.

Nós, do Incrível.club, sabemos muito bem o que é ter picuinha com a vizinhança. Por isso, achamos importante compartilhar este material com você. Leia e saiba que não está sozinho!

  • A campainha tocou. Olhei pelo olho-mágico e lá estava o meu vizinho mais desagradável, que faz festas à noite, barulho no corredor, não limpa os “presentes” deixados pelo cachorro e por aí vai. Já me xingou 150 vezes enquanto eu tentava apenas ter uma conversa civilizada com ele.
    Abri a porta:
    — O que você quer?
    — Estacionei meu carro aqui em frente e agora ele está coberto de fezes de gato. O cheiro está por toda parte.
    — E por que está me dizendo isso? Eu não tenho gato.
    — Não estou te acusando. Só achei que você poderia me ajudar a encontrar o responsável.
    — Você ficou louco? Por que eu te ajudaria? Você me xingou diversas vezes sem motivo nenhum.
    A resposta dele foi um ponto final na nossa conversa:
    — MAS VOCÊ AJUDA TODO MUNDO! © mattahari / Pikabu

  • Um pai de família com boa condição financeira construiu uma linda casa e enobreceu a região de sua pequena vila. A seguir, as palavras do irmão dele. Um dos moradores da área se aproximou desse irmão para fazer uma queixa.
    Morador: “Foi o seu irmão que construiu essa casa aí?”
    Irmão: “Sim, e daí?”
    Morador: “Eu fui à casa dele pedir uns materiais de construção”.
    Irmão: “E ele não te deu?”
    Morador: “Deu, sim”.
    Irmão: “Então, qual o problema?”
    Morador: “Por que ele não é como os outros moradores? Por que construiu uma casa tão bonita assim, e não como todo mundo...?” © Bristel / Pikabu

“Estamos fazendo obras em casa. Removemos o papel de parede e vimos isto em toda a parede. Tem 4 m de largura e 1,5 m de altura. Os moradores antigos realmente não deviam gostar dos seus vizinhos”

  • Passeava com minha esposa na rua quando ouvimos alguém nos chamar.
    — Vizinhos! Vizinhos, olá! — gritou de longe nossa ex-vizinha do apartamento alugado de onde saímos há cerca de um ano.
    — Vocês não pensam em voltar? — perguntou a senhora, com esperança nos olhos.
    — Não, não. Estamos morando em um apartamento próprio agora. O que aconteceu? Os novos vizinhos são difíceis?
    — Ah, nem me fale. São terríveis! Gritam o tempo todo, fazem festa quase todos os dias. Vocês eram ótimos, eu quase nunca os escutava. Só, é claro, quando vocês faziam aquilo...
    Eu e minha mulher ficamos vermelhos e a ex-vizinha continuou:
    — Aquilo... — e começou a fazer uns gestos estranhos com as mãos. Ficamos sem palavras. — Quando vocês tocavam violão! — finalmente terminou de falar, ainda fazendo os gestos. © AlexandrRayn / Pikabu

  • Fomos à nossa casa de campo passar o fim de semana. Na manhã seguinte, recebemos uma ligação da vizinha: “Ei, está caindo água do seu apartamento. Desliguem isso agora, estamos ficando inundados”. Não havia ninguém em casa, estávamos todos no campo e levava duas horas de viagem para chegar à cidade. Em pânico, comecei a arrumar as malas, pensando em voltar. Nessa hora, minha filha de 8 anos perguntou quem havia ligado. Eu disse que foi a Maria do 11º andar (era assim que estava anotado no meu celular). Por isso, precisaríamos correr para resolver o problema. Porém, a seguinte pergunta da minha filha pôs meus pés no chão: “Papai, como pode cair água do nosso apartamento no 11º andar se moramos no 10º?!” Liguei para a mulher de novo. Descobri que ela havia ligado para todos os contatos que tinha anotado como “vizinho”, sem se preocupar com quem morava em cima ou embaixo. © NikolayAndreev / Pikabu

“Quando você demora muito a visitar sua casa no interior. O terreno é meu, os patos, do vizinho”

  • Novos vizinhos se mudaram para o prédio dos meus pais. Eu os encontrei algumas vezes, nos cumprimentamos e só. Um belo dia, estávamos na sala quando a vizinha bateu à porta e pediu para falar com o meu pai:
    — Olá. Estou precisando de dinheiro. Será que você poderia pegar um empréstimo no banco e eu vou pagando?
    — Por que você mesma não pode pegar?
    — Porque estou com dívidas em todos os bancos e não me aceitam mais.
    Não sei que resposta ela estava esperando depois disso. © Fvost / Pikabu

  • Meu vizinho tocou a campainha às 4h da madrugada e pediu para eu acompanhá-lo. Segundo ele, a situação era urgente e muito importante. Saímos do prédio e ele me levou ao carro dele e começou a perguntar o que eu achava do veículo. O semblante no rosto era de orgulho. Depois, entendi que ele chamou diversos vizinhos nesse mesmo horário só para que vissem o carro novo que havia comprado. © Unknown author / Reddit

  • Eu tinha acabado de me mudar para um novo apartamento. Acordei às 3h da madrugada com batidas fortes à porta. Imaginei o pior e achei que alguém estava tentando entrar para me roubar. Fiquei calado no quarto, pensando em como me safar dessa situação. Então, escutei uma mulher gritar do corredor: “Sou sua vizinha! Só quero saber se você tem interesse em comprar biscoitos para ajudar as meninas escoteiras!” Evidentemente, ignorei a oferta e voltei para a cama bem irritado e confuso com o que havia acontecido. © Norezu / Reddit

  • Minha vizinha pediu, com toda seriedade, para eu não deixar o meu cachorro sair no meu quintal porque o meu cãozinho tirava o dela do sério. Será que não seria uma boa ideia adestrar sua cachorrinha, senhora?! © Cpu46 / Reddit

  • Um vizinho apareceu à minha porta e disse que, ao perfurar o teto do seu apartamento, ele talvez tivesse perfurado o nosso piso. O problema é que esse vizinho mora no segundo andar e nós, no quarto. © Rake / Bash

“O vizinho instalou um novo ar condicionado. Agora, é isto que vejo todos os dias ao sair no corredor”

  • De madrugada, vi uma vizinha sair no estacionamento do prédio para deixar umas mensagens em alguns dos carros... usando maionese. Ela saiu por volta das 4h, escolheu alguns carros e, em silêncio, começou a apertar a bisnaga de maionese na janela dos veículos. Na manhã seguinte, os proprietários viram o resultado e ficaram revoltados. Por sorte, eu filmei tudo no meu celular. Estou esperando juntar mais provas contra ela. © “Подслушано” / Ideer

  • Minha vizinha me atormenta dia após dia. No começo, ela aparentava ser uma pessoa normal e equilibrada, mas o que aconteceu foi que o meu gato engravidou a gata dela, que ela estava “guardando” para um macho com pedigree. A doida me xingou por muito tempo e, depois, largou os filhotinhos na rua. Eu os peguei, os alimentei e os doei para pessoas que queriam adotar. Mas a mulher não ficou satisfeita. Um dos funcionários do meu prédio disse que essa vizinha liga para ele todos os dias querendo fazer uma queixa contra o meu GATO e pedindo uma compensação por danos morais. © “Подслушано” / Ideer

“Caixa de som com forte vibração. Deixo dois ou três dias tocando a mesma música no volume mais alto e pronto. Depois, terei um mês de silêncio garantido”

  • No andar de cima mora uma vizinha que, ao que parece, coloca calçados de sapateado e dança como um cavalo em uma corrida. Após isso, ela liga uma música muito alta e começa a cantar. Quando tentamos ligar ou ir ao apartamento dela bater à porta, ela simplesmente ignora e finge que não está em casa. Certo dia, deixamos um bilhete pedindo para ela fazer menos barulho. Como resposta, a mulher deixou outra mensagem no bilhete: “É a minha vida e eu faço o que quiser”. Bom, difícil contestar esse argumento. Felizmente, ela está mais silenciosa. Agora, o que restou foi o mistério: o que tanto faz naquele apartamento?

  • Compramos um apartamento. A corretora que nos vendeu o imóvel mora no apartamento ao lado. Pensamos: “Nossa, que legal. Se a própria corretora mora aqui, então deve ser um bom local”. Bom, há três anos a vizinha de cima bate à nossa porta e nos incomoda, pois se confunde com os andares. Ela pode ligar no interfone às 3h da madrugada e dizer: “Abra a porta, esqueci a chave”. Já a corretora, todos os dias, faz muito barulho gritando com sua família. Até mesmo com a televisão dela ligada, conseguimos escutar e entender cada palavra.

E o que os seus vizinhos aprontaram ultimamente? Estamos curiosos, comente!

6-31
740
Compartilhar este artigo