14 Exemplos de como a aparência pode influenciar nas relações interpessoais

O conceito de atratividade é, de fato, muito relativo e depende de muitos fatores. Tudo importa: como a pessoa se veste, como se comporta, como se cuida, qual é seu status social e até mesmo quanto dinheiro tem na carteira. Mas a primeira coisa que notamos e avaliamos, quase involuntariamente, é o rosto. Assim, o cérebro determina em segundos se gostamos ou não de alguém.

Nós, do Incrível.club, descobrimos como pessoas com boa aparência podem ser tratadas por aqueles ao seu redor e decidimos compartilhar essa reflexão com você. Acompanhe!

1. Há uma tendência de acreditar que a beleza é equivalente à inteligência. Por exemplo, um professor pode aumentar a nota de alunos que considera ter uma melhor aparência

2. E se não é o aluno, mas o professor que é bonito, então pode ser mais prazeroso escutá-lo na aula. Geralmente, tais professores detêm um nível maior de presença de seus alunos

3. Muitos se sentem inclinados a acreditar em pessoas com traços “inofensivos” no rosto. Mesmo que a pessoa já tenha nos enganado, podemos cair no golpe novamente

4. Pelo mesmo motivo, há mais chances de emprestarmos dinheiro a conhecidos que consideramos mais atraentes

5. Pessoas bonitas são menos propensas a serem consideradas culpadas. E quando são consideradas culpadas, geralmente, são punidas de forma mais leve do que se uma pessoa menos atraente fosse julgada

6. E se encontrarmos um desconhecido atraente na rua, dificilmente pensaríamos que poderia ser uma pessoa perigosa. Porque beleza e maldade, normalmente, não estão associadas

7. Se um funcionário é mais “bem-cuidado” que outro, o primeiro pode receber um salário maior pela influência da aparência. E essa pessoa também pode subir mais rápido na carreira

8. Quando falamos de entrevistas de emprego, candidatos (especialmente mulheres) podem ser rejeitados se o entrevistador achar que a aparência da pessoa não combina com a empresa

9. Ou talvez quando o entrevistador é alguém de mesmo gênero. Nesse caso, a pessoa pode rejeitar o candidato por concorrência direta

10. A maioria acredita que pessoas atraentes detêm outras qualidades: são interessantes, inquisitivas, ambiciosas. Isso é conhecido como efeito halo

11. Por conta disso, às vezes, espera-se muito de pessoas mais “atraentes”. E se elas não corresponderem às expectativas, isso pode instigar decepção naqueles à sua volta

12. Por exemplo, um cliente foi atendido por uma garçonete de bela aparência, mas o serviço não foi bom. Assim, ele pode optar por não deixar gorjeta, pois esperava mais

13. Tais pessoas podem ser muito solitárias. Afinal, é aceitável supor que elas troquem de parceiros o tempo todo, ou que busquem encontrar apenas pessoas tão atraentes quanto

14. Muitos acreditam que a beleza está diretamente associada à saúde. Há uma tendência de achar que pessoas bonitas não têm problemas. Infelizmente, médicos também podem ter essa impressão

Muitos já ouviram o ditado “a beleza está nos olhos de quem vê”. Na sua opinião, você acha que essa frase tem um fundo de verdade? Comente!

Compartilhar este artigo