Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

Estudo sugere que a obesidade na gravidez pode afetar o desenvolvimento intelectual da criança no futuro

2-12
404

O vínculo entre uma mãe e um filho é o mais intenso que existe na natureza. Trazer um filho ao mundo provoca uma mudança decisiva na vida de uma mulher, que, com tudo o que a maternidade implica, nunca será mais a mesma. E, além da alegria e felicidade que podem significar carregar um novo ser no ventre, há algo fundamental nesse novo papel: a responsabilidade. E não nos referimos apenas à parentalidade e à educação. Pois, as tarefas de uma mãe começam durante a gestação, com uma série de controles e cuidados que devem ser respeitados para ter uma gravidez saudável.

Nós, do Incrível.club, queremos compartilhar com você alguns dados sobre um estudo que sugere que existe uma relação entre obesidade durante a gravidez e problemas no futuro desenvolvimento intelectual da criança. Acompanhe!

A obesidade durante a gravidez

O peso de uma mulher durante a gravidez, geralmente, é uma preocupação para ela e para o obstetra. É necessário que o peso aumente de forma gradual e dentro dos limites saudáveis para cada período da gestação. Entre as complicações que a obesidade pode causar nas mulheres durante a gravidez, podemos citar, entre muitas outras, pressão alta, pré-eclâmpsiadiabetes gestacional.

E para saber se você está com sobrepeso ou obesidade, é possível verificar pela tabela do índice de massa corporal (IMC).

A obesidade e os riscos para a gravidez

Quando uma mulher grávida ganha muito peso, costuma-se acreditar que apenas sua saúde pode ser comprometida. Ou seja, não levamos em conta que tal problema pode também afetar o bebê. A pré-eclâmpsia, por exemplo, pode ser muito arriscada durante a gravidez. Embora seja normal que mulheres com essa condição deem à luz sem complicações, existe o risco de ocorrer um parto prematuro ou, em certos casos, da perda do bebê.

Uma equipe de especialistas da Escola de Saúde Pública Milman da Universidade de Columbia e da Universidade do Texas publicou uma pesquisa na BMC Pediatrics, na qual associava a obesidade da mãe durante a gravidez a algumas dificuldades no desenvolvimento subsequente do filho.

O estudo

A equipe composta por epidemiologistas, nutricionistas e pesquisadores de saúde ambiental estudou 368 mães e seus filhos, isso durante a gravidez e também quando as crianças tinham 3 e 7 anos de idade. Os 368 casos escolhidos pertenciam a membros da mesma classe econômica e social. A etnia, o estado civil, a formação educacional da mãe, seu nível de escolaridade e QI foram levados em consideração. Também foi dada atenção ao período de gestação em que o bebê nasceu e às condições ambientais às quais ele fora exposto.

A dieta da mãe durante a gestação e se o bebê foi amamentado ou não ficaram de fora da análise.

Quando as crianças tinham 3 anos, foram realizados exames para avaliar suas habilidades motoras. E esses mesmos testes foram feitos 4 anos depois, aos 7.

Resultados

Nas análises feitas com as crianças aos 3 anos, os pesquisadores examinaram as habilidades motoras, e eles observaram que a obesidade da mãe na gravidez estava ligada a casos em que tais habilidades nos filhos eram mais baixas.

Quando voltaram a examinar as mesmas crianças aos 7 anos, descobriu-se que os filhos de mães que estavam com sobrepeso ou obesidade durante a gravidez tinham um QI mais baixo do que os filhos das mulheres que mantiveram um peso considerado adequado durante a gestação. Essa diferença foi de 5 pontos ou mais, e ocorreu apenas nos meninos.

Conclusões

É importante ressaltar que, embora o estudo tenha encontrado uma associação entre a obesidade durante a gravidez e os problemas nas crianças que acima foram mencionados, não foi possível determinar o motivo ou os motivos pelos quais esse vínculo ocorre.

Por outro lado, o estudo considerou o ambiente em que vivia cada bebê e descobriu que o impacto da obesidade durante a gravidez no QI das crianças era menor quando elas cresciam em uma casa aconchegante, e onde recebiam estímulos para brincar e aprender.

Você sabe quantos quilos sua mãe ganhou durante a sua gestação? Se já engravidou, como foi a sua experiência em relação ao peso? Tem fotos de antes e depois? Por favor, conte para a gente nos comentários.

2-12
404
Compartilhar este artigo