Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Ela deixou seus cabelos crescerem chegando a 1,5 m (e garante que qualquer garota pode conseguir o mesmo)

1-74
558

Olá! Meu nome é Elena e quero mostrar, por experiência própria, que qualquer uma de nós pode ter cabelos longos e brilhantes. Eu nunca tive cabelo curto, mas antes deixava crescer somente até os ombros. Nesse momento, as pontas já começavam a se dividir e afinar. Talvez por isso, sempre sonhei em ter os cabelos muito compridos, mas saudáveis e com corte uniforme. Um belo dia, decidi transformar isso numa meta e passei a estudar as melhores formas de cuidados, observando as mudanças com o tempo.

Eu consegui o resultado desejado depois de alguns anos graças a muita paciência e um desejo enorme de conseguir lindos cachos. Se as leitoras do Incrível.club quiserem seguir o mesmo caminho, será muito mais fácil para elas. Abaixo, fiz uma seleção das dicas mais úteis que aprendi e que quero compartilhar com vocês.

19. Pentear os cabelos demais é prejudicial

Cada vez que penteamos os cabelos, a integridade da cutícula ou da camada externa do fio é comprometida. O uso de um pente de má qualidade leva a danos ainda mais profundos no cabelo. Lembre-se de que cabelos compridos devem ser penteados com muito cuidado, começando pelas raízes e passando gradualmente para as pontas. Para cabelos grossos é melhor usar uma escova de plástico com poucos dentes (os metálicos podem provocar a formação de nódulos). Tento minimizar esse processo o máximo possível e pentear apenas quando muito necessário. Costumo dividir o cabelo por partes para que ele não fique embaraçado.

18. O shampoo não deve ser colocado diretamente na cabeça

É necessário espumar bem o shampoo nas mãos primeiro e somente depois aplicá-lo aos fios molhados. Derramar o produto diretamente na cabeça pode danificar os fios. Durante a lavagem, as “escamas” na superfície do cabelo irão subir levemente. E, devido ao atrito com as mãos, vão se afastar umas das outras ainda mais, o que aumenta o risco de quebra e emaranhamento dos fios. Por isso, é melhor que o atrito comece nas mãos (justamente ao espumar o shampoo) para, somente depois, aplicá-lo na cabeça.

17. A aloe vera é um poderoso antioxidante e estimulante de crescimento

Essa planta mágica, a conhecida babosa, é usada como ingrediente em muitos cosméticos, máscaras e produtos capilares. A aloe vera é uma planta com propriedades antioxidantes que reforça a imunidade local da pele, estimula o crescimento do cabelo, assim como a síntese de colágeno. Além disso, possui propriedades anti-inflamatórias e bactericidas. O uso de tais substâncias ajuda a evitar pontas duplas e fragilidade no cabelo.

A única coisa importante a lembrar é que quando você comprar um produto com aloe vera, deve checar em qual posição ela está localizada na lista de ingredientes. Se estiver no final da lista, a quantidade dessa substância na máscara ou no shampoo será insignificante e o efeito, idem.

16. Queratina “sem enxágue” não pode ser usada em cachos saudáveis

Produtos que não precisam de enxague, usados para aumentar o brilho e a saúde dos cabelos, normalmente têm uma alta concentração de óleos vegetais, assim como de queratina e de ceramidas. A cutícula do nosso cabelo é composta por várias camadas que são “coladas” entre si por uma massa de lipídeos. As ceramidas são usadas para restaurar essas mesmas cutículas. Mas elas não têm a capacidade de penetrar na estrutura de um cabelo saudável. Além disso, se você usar produtos “sem enxágue” em cachos saudáveis, eles podem ficar secos e ásperos. Também é importante lembrar que tal restauração é apenas superficial. Depois da lavagem, o efeito se perde.

15. O rabo de cavalo alto e fortemente preso é um penteado bastante perigoso

Não vou dizer que não fica bonito, mas o cabelo nessa posição sofre uma forte tensão na zona da raiz. As têmporas e a linhas de onde o cabelo cresce são as mais afetadas: a circulação sanguínea é comprometida e o cabelo não recebe a quantidade necessária de nutrientes e começa a quebrar. Puxar o cabelo demais pode causar queda. Na medicina, existe um termo para designar essa situação, “alopecia traumática”. Portanto, você pode usar esse penteado por até 3-4 horas, mas não todos os dias.

14. Não existe uma dieta especial para o crescimento do cabelo

Tenho notado que quase todos os tricólogos (especialistas capilares) e blogueiros de beleza escrevem sobre a necessidade de comer carne. Eu não como! Mas a minha dieta está cheia de peixes, mariscos, vegetais, frutas e verduras. Adoro castanhas em geral, especialmente avelãs. Mas não me dou bem com mingau desde a infância, embora o de aveia e o de trigo sejam bastante benéficos.

Sempre tive a opinião de que não devemos comer algo somente pela beleza ou saúde caso não tenhamos prazer em comer aquilo. Acredito que, muito provavelmente, seu corpo irá compensar a falta de uma determinada substância tirando de algum outro produto que você prefira consumir.

13. À noite, é preferível dormir de trança

A fricção constante na cama e no travesseiro pode danificar o cabelo, especialmente se for frágil, fino e seco. O cabelo amarrado é menos suscetível à quebra. Você deve fazer uma trança leve, não muito apertada, e prender com um elástico simples e macio. É possível até não prender a trança se o cabelo for comprido o suficiente (como na minha foto). Uma alternativa ao trançado é o uso de uma fronha de cetim que permitirá que os cabelos deslizem sem danificá-los. Naturalmente, o cetim deve ser feito de fio de seda natural: o tecido com adição de fibras sintéticas poderá deixar o cabelo “eletrizado”.

12. O segredo do uso correto dos shampoos sem sulfato

Esses shampoos, à base de ingredientes naturais, são adequados para uso frequente, mas não limpam o couro cabeludo tão bem. Eles não eliminam com o enxague todos os componentes de silicone ou resíduos de outros cosméticos. Como os shampoos sem sulfato não fazem muita espuma, é necessário aplicá-los em várias etapas, dependendo da densidade do seu cabelo.

Ao usar tais shampoos é necessário fazer adicionalmente uma esfoliação do couro cabeludo. Isso se deve ao fato de que ocorre acúmulo de sebo e de várias impurezas que podem causar coceira, caspa e outros problemas capilares. Outra opção é alternar shampoos sem sulfato com produtos comuns.

11. É possível usar o secador sem medo de ser feliz

Claro que é melhor secar os cabelos naturalmente. Mas sei que às vezes não podemos fugir do secador. Para minimizar os riscos, no entanto, certifique-se de usar produtos de proteção térmica (emulsões, sprays, cremes, óleos ou soros) que desempenham várias funções de uma só vez. Eles irão manter a umidade dentro dos cachos e envolver cada fio, reduzindo o risco de secar demais ou o superaquecimento. É melhor utilizar o modo com capacidade máxima de fluxo de ar, alterando a zona de secagem a todo o momento para evitar o aquecimento excessivo e garantir a secagem dos fios individualmente. Outra dica é utilizar o bocal estreito do secador, que direciona o fluxo de ar exatamente para onde precisar dele, em vez de espalhar os cabelos para todos os lados. Isso faz também com que seus fios sequem mais depressa.

10. Cabelos longos precisam de hidratação constante

Se você não hidratar os cabelos durante o período de crescimento intensivo, eles se tornarão mais quebradiços e isso dificultará que cresçam. Portanto, além de máscaras nutritivas, não deixe de hidratá-los. Também é importante que o ar no ambiente onde você passa uma parte significativa do seu tempo não esteja seco demais.

Aconselho a usar produtos sem enxágue para hidratar profundamente os fios. Na maioria das vezes, eles contêm glicerina, pantenol, ácido hialurônico, extratos de plantas e algas, assim como aminoácidos naturais. Bons produtos também contêm vitaminas e complexos minerais — na maioria das vezes vitaminas E e F, que regulam os níveis de umidade no cabelo.

9. Três óleos saudáveis para os cachos

Meu número um é o óleo de taramira (eruca sativa), que uso para fortalecer os folículos capilares. Esse produto também ativa os folículos inativos, promove a regeneração celular e aumenta a taxa de crescimento do cabelo. Mas há muitas cópias falsas desse óleo. Certifique-se de que o produto foi feito com as folhas da planta, e não com as sementes. O produzido com sementes é mais barato, mas o resultado é inferior. Além da taramira, aplico óleo de coco e argan. Eles atuam mais na qualidade do cabelo: previnem a fragilidade, nutrem e dão um brilho saudável. Lembre-se de que as máscaras com óleos devem ser aplicadas nos fios molhados e limpos. Caso contrário, você pode secar ou nutrir demais seus cabelos.

8. É impossível restaurar pontas quebradiças, mas é perfeitamente possível evitar que elas apareçam

Para isso, é preciso protegê-las dos danos:

  • Não penteie os cabelos molhados e escolha um pente que não prejudique os fios;
  • Seque a cabeça gentilmente com a toalha, não esfregue o cabelo com ela e use secador com menos frequência;
  • Use elásticos de cabelo de materiais macios;
  • Evite exposição excessiva ao sol e cubra a cabeça durante períodos frios;
  • Dê preferência a corantes naturais: com a ajuda de henna, por exemplo, você pode tingir seus fios com uma enorme paleta de tons.

7. Sinais de que um shampoo não é adequado para você

Mude o shampoo se você sentir coceira depois de lavar a cabeça, se notar descamação do couro cabeludo, falta de volume da raiz ou perceber que seu cabelo está ficando sujo rápido demais. Isso pode ser devido tanto a um novo produto que começou a usar recentemente quanto por conta de produtos que você já usa com frequência. Pode ser necessário trocar o shampoo devido a flutuações hormonais. Gravidez, parto, perda de peso, doenças inflamatórias dos órgãos internos, tudo isso pode alterar o equilíbrio ácido-alcalino do couro cabeludo e afetar a condição do cabelo.

6. Evite usar produtos para fixação de penteados com frequência

Spray, gel, mousse e espuma para cabelos não são tão seguros quanto os fabricantes afirmam, alegando que seus produtos não deixam os fios colados, que permitem a eles “respirar” e ainda que contêm vitaminas e minerais. É especialmente perigoso quando esses produtos penetram no couro cabeludo. Se precisou usar uma alta quantidade de produto para fazer algum penteado ou fixar o cabelo, não deixe de lavá-lo bem à noite para tirar todo resquício de substância. De qualquer forma, evite o uso excessivo de qualquer produto químico, por mais que o fabricante garanta que não irá danificar seus fios. É melhor se alimentar de uma forma mais saudável e deixar os cabelos se fortalecerem naturalmente.

5. Em alguns casos, podemos sentir dor na raiz do cabelo

Estas são as principais razões desse fenômeno:

  • Usar constantemente o mesmo penteado (quando o cabelo se acostuma a uma determinada posição), e de repente mudar;
  • Puxar o cabelo constantemente para fazer coque, o que pode atrapalhar a circulação sanguínea;
  • Couro cabeludo muito seco — ele pode provocar dores na raiz; por isso, dê preferência a shampoos e máscaras especiais para nutrir o couro;
  • Escova de cabelo inadequada que pode deixar o cabelo espichado; ⠀
  • Estresse e problemas circulatórios (você pode tentar uma massagem na cabeça);
  • Recusa de usar tocas e chapéus em estações mais frias. O fluxo sanguíneo pode ser comprometido devido ao frio e pode-se ter uma sensação de desconforto na raiz.

4. Os cabelos podem mudar de cor. Isso é normal

À medida em que envelhecemos, o equilíbrio hormonal muda, o que afeta a produção de pigmentos de eumelanina e feomelanina, responsáveis pela cor do cabelo. Uma vez que o cabelo tem uma vida útil muito mais curta do que o resto do corpo, podemos notar essa mudança de cor. Cabelos claros tornam-se mais escuros, os mais escuros perdem o seu brilho natural e o castanho-claro passa a ser um castanho-escuro. Esse último foi o meu caso: quando jovem, meus cabelos eram mais avermelhados e, hoje me dia, são mais castanhos.

3. A máscara só deve ser aplicada em cabelos limpos

Uso ideal: a cada três lavagens de cabeça, aplico máscara uma vez no lugar do condicionador comum. Se usá-la com mais frequência ou colocar produto demais, você vai nutrir excessivamente os fios e isso não dará um bom resultado. E para quem não sabe: aplicamos a máscara (assim como cremes e condicionadores) afastando o aplicador a cerca de 10 cm da raiz. Caso contrário, há o risco de obter o efeito de cabelo sujo. Após a aplicação você deve colocar uma toca e envolver a cabeça com uma toalha. O aquecimento é importante para reforçar o efeito, dado que as substâncias poderão penetrar melhor na estrutura do cabelo.

2. Em vez do corte com tesouras quentes, escolha o corte bordado

O corte com tesouras quentes é uma técnica que promete selar as pontas do cabelo. Para ser honesta, não acredito muito na diferença entre tesouras quentes e frias. Para mim, é uma estratégia de publicidade. Nunca cortei os cabelos com tesouras quentes, que prometem retirar os fios salientes ao longo do comprimento, mas ouvi um grande número de avaliações afirmando que o resultado é apenas temporário. O único método eficaz, na minha opinião, para aquelas que têm o cabelo dividido ao longo de todo o seu comprimento é fazer o chamado “corte bordado”. O principal objetivo desse tipo de corte é retirar as pontas duplas e secas dos fios. Isso indica que os cabelos estão ressecados ou danificados. Caso você queira corrigir essas imperfeições sem retirar comprimento do cabelo, pode tentar essa opção.

1. Os tratamentos caseiros são melhores que os profissionais (ou não)

Cada método tem as suas vantagens e desvantagens. Os produtos caseiros têm componentes naturais e são mais fáceis de fazer. Além disso, você poderá controlar sua composição e saberá exatamente o que está misturado. O lado negativo é que o resultado não aparecerá imediatamente. No caso de shampoos e condicionadores, o efeito será cumulativo — ou seja, só será perceptível depois de 2-3 semanas de uso contínuo.

A principal desvantagem dos produtos profissionais é o preço relativamente elevado. Em alguns casos, há, ainda, o risco de não serem adequados para seu tipo de cabelo ou causarem alguma reação alérgica. Já testei muitas máscaras caseiras, mas acabei optando pelas profissionais.

E como você trata das suas madeixas? Também gostaria de ter os cabelos de Rapunzel?

1-74
558