Incrível
Incrível

18+ Pessoas que fizeram sua criança interior mais feliz ao realizar seus sonhos de infância

Crianças sonham. E não apenas sonham, mas o fazem sem limites, porque ainda não conhecem direito os obstáculos da vida que podem atrapalhar a sua realização. Por isso, muitas vezes, sonham até com coisas absurdas. Mas, muitas vezes, o esforço ou até o acaso levam essas crianças já crescidas à realização dos seus sonhos. São histórias assim que reunimos aqui!

  • Quando tinha 4 anos ganhei do vizinho o CD Songs For The Deaf da banda Queens Of The Stone Age, e ouvia quase todo dia uma música chamada Go With The Flow. Quando finalmente tirei minha carteira de motorista, aos 19 anos, a primeira coisa que fiz foi dirigir o carro na estrada ouvindo Go With The Flow. Fazer isso foi meu sonho por no mínimo 15 anos e foi uma sensação indescritível, um mix de nostalgia e emoção que não consigo explicar. © Mestre-Alfirk386 / Reddit
  • Trabalho desde os 12 anos, precisei assumir responsabilidades desde cedo. Sempre tive em mente que não poderia gastar meu dinheiro com coisas fúteis, porque ajudava em casa e pagava meus próprios estudos. Quando adulto, melhorei de condições e decidi que me daria um presente. Realizei meu sonho de criança de comer lanche de fast-food! Foi uma das melhores sensações que já tive até hoje, poder finalmente provar um hambúrguer com batatas! © Uber_homeoffice / Reddit
  • Vou compartilhar com vocês um sonho que tinha desde criança, e do nada ele se concretizou — não como eu pensava, mas já é um ótimo começo. Há anos eu tinha vontade de ter uma moto de cross, sempre andei com um amigo e com meus primos na adolescência, que ganharam desde novos dos meus tios. Em especial, já estava pensando nessa possibilidade há alguns meses, juntando uma graninha aqui, uma ali, e hoje tenho a metade do dinheiro para comprar uma. Então um amigo meu me envia uma mensagem com um anúncio de uma moto legal, com um preço mais legal ainda, para nós comprarmos meio a meio. Do nada já fomos lá e olhamos a moto, acertamos tudo, e o melhor ainda... dividimos no cartão com pequenas parcelas para cada! Ainda continuo com o dinheiro para comprar a minha tão sonhada moto no futuro, mas por enquanto vamos dando rolê com essa brabinha. Estou muito feliz e queria compartilhar com vocês minha felicidade! ❤️ © CryptographerBig9238 / Reddit
  • Cara, como eu sou dos anos 90, era viciado em Cavaleiros do Zodíaco e achava muito da hora aqueles cloth myth, os bonecos da série com a armadura completa para montar. Sempre quis ter quando era moleque, mas eram caros e meus pais nunca tiveram condições de comprar. Nunca os culpei, sempre fui bem consciente da nossa condição. Então, nem era adulto ainda, mas no fim da adolescência, como comecei a trabalhar com 16 anos, consegui começar a juntar umas migalhas e comprar minhas coisas, tipo meu primeiro celular (era Motorola V3 hahaha), um tênis que pudesse custar mais de R$ 50,00 e etc. Foi nessa época que consegui comprar meu primeiro cloth myth. ❤️ Foi incrível, até consegui começar uma coleção, mas com os valores atuais, parei de comprar há alguns anos. 🙃 © FoxxBr / Reddit
  • Eu sonhava em tocar música nos palcos com as pessoas, e eu queria muito estar no rádio. Então foi isso que fiz com minha vida toda e agora já estou até aposentado. Para mim, essa é a coisa mais divertida que você poderia fazer na vida. © Ed_L_Dye / Reddit
  • Sonhava em comprar um videogame. Acho que eu era a única criança sem videogame na escola. Comprei com 22 anos meu Playstation 3. Foi satisfatório demais! © Martins090 / Reddit
  • Ontem realizei um dos meus maiores sonhos na vida, publiquei meu primeiro álbum! Álbum que eu mesmo produzi, gravei, mixei e masterizei sozinho no último ano. Ver minhas músicas no Spotify era o grande sonho da minha vida e hoje posso dizer que eu realizei esse sonho! © lumoko2 / Reddit
  • Queria muito poder dirigir um carro. Mesmo criança, eu sempre quis aqueles carros pequenos e motorizados com cintos de segurança. Os cintos de segurança realmente me conquistaram. Sou adulto hoje e ainda amo dirigir. © CostanzaBlonde / Reddit
  • Desde criança, eu queria ser arqueóloga e descobrir a tumba de Tutancâmon. Então um dia meu pai me chamou e na frente das visitas para jantar ele me perguntou o que eu queria fazer quando eu crescesse e eu disse: “Quero ser uma arqueóloga e descobrir a tumba de Tutancâmon”. E ele riu e disse “ela já foi encontrada”. Todos os adultos riram e eu fiquei envergonhada. Foi o fim disso. Meu avô era arqueólogo, então quando ele faleceu, eu peguei todos os cadernos dele com anotações. A partir daí estudei-os e aprendi o egípcio, maia e os alfabetos e números cananitas. Até mesmo como fazer cálculos e símbolos que significam palavras ou estados. Eu tinha uns 6 ou 7 anos, mas já era super determinada. Eu tinha 8 anos quando terminei o caderno. Mas agora sei escrever usando quatro alfabetos diferentes em inglês ou espanhol, o que é inútil a menos que eu esteja escrevendo algo secreto. Aliás, foi o que eu fiz no meu diário para que minha irmã não pudesse lê-lo. © unexpectedmachete / Reddit
  • Meu sonho era andar de moto. Quando realizei, parecia cena de filme: eu na rua principal vazia, o sol se pondo ao fundo, me senti livre como nunca me senti na vida! Anos mais tarde vendi a moto, pois era muito perigoso. © ObviousGuidance1497 / Reddit
  • Sempre quis uma moto desde que me lembro. Meu presente para mim no meu aniversário de 40 anos foi uma dirt bike (moto de trilhas). A primeira vez que a pilotei, eu escorreguei sobre algumas folhas secas. A moto deslizou por baixo de mim. Quebrei meu dedo. A moto está intocada desde então na minha garagem. Ah, sim, e uma conta de R$ 2 mil com médicos. Nota 1 de 10 para o que senti com tudo isso. © SummonWurm / Reddit
  • Eu sempre quis fazer umas paradas diferentes no cabelo, coisas que todo mundo fazia na escola e eu queria também, sabe, coisas de criança e adolescente. O problema é que meus pais nunca deixavam. Depois de adulto eu pude satisfazer minha vontade e alisei os cabelos. Achei legal por um tempo, e embora hoje em dia eu raspe meus cabelos bem curto, foi bom ter tido essa experiência. © Shimirovisky / Reddit
  • Eu sonhava em ser professora na escola por um tempo. Mas então muitas coisas aconteceram na minha vida, até que acabei sem nenhum plano. Um ano depois de terminar a escola onde comecei a ensinar crianças, esse sonho voltou. Agora estou no sétimo semestre da universidade para me tornar professora :). Ainda não cheguei lá, mas estou a caminho! © S3cr3tRainbow / Reddit
  • A primeira vez que tive a oportunidade de entrar numa piscina de bolinhas, eu já tinha 31 anos! Foi na Comic Con de São Paulo e era uma piscina temática do filme Procurando Dory, então todas as bolinhas eram azuis-claras e escuras. E era enorme! De certa forma tive sorte pela minha primeira vez ter sido numa piscina dessas hahaha. Eu me perdi lá, voltei a ser criança, brinquei bastante, tirei várias fotos e saí emocionado. Foram apenas 10 minutos, mas valeram por um dia inteiro :’).
  • Desde muito pequeno eu gostava de ler, e já na 1ª série descobri que escrevia bem também. Com quase 7 anos eu escrevi uma redação chamada “O Lápis Amarelo” que foi uma sensação na escola toda, todas as “tias” assinaram atrás, colocaram seus carimbos e me deram parabéns. Escrever sempre foi muito natural para mim, e até salvou meu Enem e outros vestibulares — como a nota da redação era sempre muito alta, ela subia a média das outras matérias. De fato, foi uma redação a responsável por eu passar num concurso público. Mas escrever um livro era um sonho distante e irrealizável. Talvez por falta de estímulo, ou por falta de exemplos, eu achava que seria impossível ganhar dinheiro escrevendo. Mas o ano de 2020 veio para nos fazer repensar nossos conceitos, não é mesmo? Descobri, aos 35 anos, existir uma profissão que poderia me pagar para, literalmente, escrever todos os dias, e larguei tudo, inclusive o concurso público, para ser Redator. Foi também nesse ano que descobri as facilidades de publicar um livro independente de uma editora, e realizei o sonho que eu achava mais inalcançável: escrevi e publiquei o meu primeiro romance, Novak e o Diário do Alquimista. Dá vontade de voltar no tempo e dizer para o pequeno eu que é possível sim ganhar a vida escrevendo. Mais do que isso, é uma delícia!
  • Meu namorado vivia tirando sarro de mim quando eu dizia qual era o meu sonho de infância, ele dizia que era um sonho muito besta, que eu devia sonhar em conhecer outros países ou ter uma casa. Eu nunca liguei, era um sonho de criança, como eu poderia mudar? Mas ele, apesar de chato, é maravilhoso e me deu esse presente no meu aniversário de 27 anos. Foi uma surpresa, ele me acordou, mandou eu me arrumar e entramos no carro. Eu só fui perceber que ele estava me levando para realizar meu sonho quando entramos em uma estrada de terra. Comecei a chorar de emoção. Nunca mais vou me esquecer da sensação que foi andar a cavalo pela primeira vez! Era uma égua linda, chamada Clarabela hahaha, e eu me senti uma verdadeira amazona, com o vento batendo no meu rosto. Melhor do que moto, eu indico!
  • Desde criança eu queria ter um cachorro, mas meus pais eram contra. Eles diziam não querer porque “dá muito trabalho”, mas eu estava disposta a ter esse trabalho em troca de poder dar amor a um bichinho. Mesmo depois de adulta, ainda morando com eles, não podia ter um doguinho. Então tomei uma decisão drástica. Simplesmente fui até eles e comuniquei que ia adotar um cachorro, não pedi nem perguntei se podia. Minha intenção era, dependendo da reação deles, adotar um. Como eles não fizeram escândalo, apenas disseram que a responsabilidade seria toda minha, fui correndo adotar antes que eles mudassem de ideia. Realizei meu sonho com 27 anos, e hoje sou mãe do vira-lata caramelo mais carinhoso do mundo, o Coronel Mostarda!
  • Desde criança, eu sempre gostei muito de aprender novas línguas e o inglês sempre foi o meu idioma favorito. Sempre me vi morando fora e, quando cheguei na adolescência, sonhava em fazer um intercâmbio de High School (Ensino Médio), mas a minha família não tinha dinheiro para bancar algo tão caro. Ainda assim, eu sempre corri atrás disso. Passava horas e horas na internet buscando formas de ir, qual a forma mais barata e ficava assistindo a vídeos e me imaginando como seria quando eu fosse. Trabalhei duro e por muito tempo guardei dinheiro para isso, estudei muito também, até acontecer aos 23 anos, depois de mais de 10 anos planejando. Não sei se posso dizer que me sinto 100% realizada, pois precisei voltar antes do intercâmbio acabar devido a problemas pessoais, mas eu sei que a Alana criança sentiria orgulho de onde a Alana adulta chegou.
  • Quando eu tinha uns 7 anos, a minha gata teve filhotes e um deles era todo preto. Ele se chamava Nono e era disparado o meu favorito. Um dia, voltando da escola, soube que a minha mãe tinha doado o Nono, e eu fiquei arrasada. Desde então, meu sonho era ter uma gatinha preta — mas a minha mãe não me deixava adotar mais um gato. Depois de adulta, um colega de trabalho entrou no escritório e perguntou: “Alguém quer uma gatinha preta? Encontrei uma pequenininha ontem na rua”. Na hora, eu nem pensei duas vezes e disse “eu!” Desde então, a Eva é o grande amor da minha vida. E nós somos um grude completo.

Podemos ver que, mesmo que demorem, nossos sonhos de infância podem acontecer sim! Então, conte-nos qual era o seu sonho de infância e se você já o realizou.

Incrível/Crianças/18+ Pessoas que fizeram sua criança interior mais feliz ao realizar seus sonhos de infância
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos