Incrível
Incrível

17 Histórias sobre as pérolas e aventuras da vida com filhos

Ter um filho, sem dúvidas, transforma a vida em um “antes” e “depois”. Afinal, com a chegada de uma criança, até uma soneca na cadeira do dentista parece irrecusável, e uma carpa pode facilmente se tornar um bichinho de estimação. Isso quando os pequenos não pregam uma peça nos pais. É, a vida com os filhos é uma verdadeira aventura.

Nós, do Incrível.club, selecionamos 17 relatos divertidos e bem-humorados de internautas sobre as peripécias e aventuras da vida com seus filhos. E no bônus, preparamos ainda uma prova de que, apesar de todas as dificuldades, ser pai ou mãe vale todo o esforço. Confira!

  • Quando eu trabalhava em um consultório odontológico, uma vez, um cara dormiu durante a consulta. E ainda durante a limpeza. Nada acordava ele, nem mesmo o sugador na boca. Nós o acordamos no fim e perguntamos como isso era possível. O rapaz respondeu que fazia um mês que ele tinha se tornado pai de gêmeos. © Totenmeer / Pikabu
  • A minha filha caçula tinha cerca de 6 anos. Eu estava sentada na frente do espelho e lamentei (querendo receber apoio dela): “Po-o-o-xa! Encontrei um cabelo branco, rugas debaixo dos olhos”. E ela me disse em resposta: “Aham, ninguém vai querer se casar com você”. © FairyMuu / Pikabu
  • O meu pai é dentista e trabalha há muito tempo em uma clínica. Ninguém na nossa família nunca teve medo de ir ao dentista, afinal papai é um verdadeiro profissional, sempre soube fazer seu trabalho sem causar dor, com destreza e rapidez. Hoje em dia, já tenho meus próprios filhos, e a minha caçula é uma criança bastante ativa, é difícil fazê-la ficar quieta. Um dia, eu cheguei na creche para pegá-la e a professora se aproximou e disse: “Hoje Valentina estava inacreditavelmente ativa e desobediente. Não conseguimos colocá-la para dormir de jeito nenhum, nem sequer entretê-la com algo para que ela deixasse os outros dormirem. Então, decidi assustá-la dizendo que iríamos para o dentista se ela não se acalmasse. Foi aí que começou a gritar ainda mais e a correr dizendo: ’Ae-e-e-e’. Ela não tem medo de nada?” © Palata № 6 / VK
  • A minha filha pequena acabou de jogar o seu jantar no chão, bateu palmas e gritou “U-a-a-a!” o mais alto que seus pequenos pulmões lhe permitiram. E, então, ela olhou para mim com a palma da mão estendida para que eu batesse com a minha. © unknown author / Reddit
  • Uma vez, viajei de trem noturno com meu esposo. Na cabine conosco, havia uma mulher que aparentava ter seus 30 anos e um homem mais velho. Eu geralmente não consigo dormir em trens, e o senhor ainda roncava terrivelmente alto. Uma hora, olhei ao redor e todos aparentavam estar dormindo. Pensei: “Bem, certamente só está incomodando a mim”. E minha educação não me deixou reclamar com uma pessoa que tinha duas vezes mais idade do que eu. Meu marido ainda tentou depois duas vezes acordar o cara silenciosamente, mas sem sucesso. Pela manhã, assim que a inspetora começou a acordar todos os passageiros, me levantei. Reparei que o meu esposo aparentava cansado, não tinha dormido o suficiente. O senhor desceu algumas estações antes da nossa. Já a mulher estava desperta e de muito bom humor. Decidimos, então, perguntá-la se o ronco do homem tinha atrapalhado o sono dela, e ela respondeu: “Nada, eu dormi muito bem. Ele roncou mesmo? Eu nem percebi. É que tenho dois filhos”. © fialka96 / Pikabu
  • Expliquei para o meu filho que ele não podia correr no apartamento porque tinha vizinhos morando embaixo e eles tinham medo de barulhos altos. Sem pensar muito, o pequeno disse: “E para que servem as pernas, se não posso usá-las?” Faz sentido. © Ganjina Imomova / Facebook
  • Quando o meu filho tinha 5 anos, uma garçonete lhe perguntou qual era a sua idade. Ele disparou: “Tenho 5 anos e eu fiz cocô hoje!” Acho que todo mundo em um espaço de quatro mesas ao nosso redor ficou bastante impressionado. © DeathHopper / Reddit
  • Uma vez, eu e minha filha de quase 3 anos estávamos olhando a seção de roupas em promoção em uma loja. E tinha uma daquelas araras redondas. A pequena, então, decidiu entrar dentro dela para ver as roupas. Nessa hora, uma outra mulher chegou e começou a olhar as peças na arara também. De repente, minha filha disparou alto e estridente de lá de dentro: “Que roubo! Vamos para outra loja!” A mulher deu um pulo de quase um metro. © Elizabeth Saron Milner / Quora
  • Quando o meu filho tinha 9 meses, eu saí de casa para trabalhar. Só voltei quando ele completou 2 anos e meio. Trouxe vários presentes e tudo mais para ele. Eis que na manhã seguinte o pequeno acordou cedo, apontou para mim ao me ver e disparou: “Tire este cara da nossa casa!” © Akhmad Akhmadov / Facebook
  • A minha filha recentemente veio até mim com um espelho na mão, dizendo “Mamãe, olhe-se no espelho”. Bem, eu perguntei: “E o que eu verei?” Ela respondeu: “Nada bonito”. Que garota fofa. © Lublushokolad / Pikabu
  • Nós moramos em uma cidade pequena. Ontem, fomos à cidade vizinha para fazer as compras. Foi a primeira vez que o meu filho de 3 anos foi ao supermercado. Quando nós passamos perto do aquário com peixes vivos, ele ficou parado olhando por alguns minutos. Sabendo que aqueles peixes se tornariam alimento, ele imediatamente exigiu que eu salvasse um deles. Discutimos por muito tempo, mas meu pequeno ainda assim venceu, dizendo: “Se fosse você que estivesse nadando ali, eu não deixaria que ninguém o comesse”. Agora temos uma carpa de verdade vivendo no nosso aquário em casa. © Palata № 6 / VK
  • Quando meus filhos eram pequenos, eu costumava brincar com eles dizendo: “Quem é a melhor mãe do mundo?” Uma vez, fiz essa pergunta para minha filha quando ela tinha 3 anos, e, em vez de falar: “Você, mamãe!”, sua resposta foi: “Bem, eu não conheço todas as mães, então não posso dizer com certeza, mas você é muito boa”. Hoje, ela tem quase 16 anos, e continua tão engraçada, espirituosa e atrevida como antes. © Amy Ginsburg / Quora
  • Recentemente, fui passear com a minha filha de 5 anos. Fomos ao cinema, compramos roupas novas e, antes de voltarmos, decidimos dar uma olhadinha na loja de doces. A pequena já estava um pouco cansada, então decidi animá-la, dizendo na porta da loja: “Paula, escolha tudo que quiser, eu compro!” Minha filha me olhou sem acreditar e falou: “Eu não quero nada, papai! Você sabe que eu te amo de todo jeito. Mesmo sem todos esses doces!” A vendedora riu, alguns clientes acharam fofo, mas eu comecei a chorar na frente de estranhos pela primeira vez na vida. Abracei a minha filha e disse que a amava muito, e ela respondeu: “Eu te amo também! Mas compra crocodilos de goma para mim?” © Palata № 6 / VK
  • Uma vez, na frente de todo mundo no supermercado lotado, a minha filha disparou: “O papai vai me alimentar hoje à noite?” Claro, ela quis perguntar se o pai iria dar a comida na boca dela. Ainda bem que ela era um bebê gordinho, então não tinha como levantar suspeitas. © Soni Gibson Wells / Quora
  • Nossa garotinha tinha 2 anos na época. Eis que uma conhecida decidiu perguntar-lhe quantos anos ela tinha. A pequena levantou um dedo em resposta. A mulher, então, perguntou se ela tinha realmente aquela idade, mostrou dois dedos e perguntou: “Ou você tem este tanto?” E, em seguida, mostrou três dedos, dizendo: “Ou este?” Minha filha ficou encarando-a com um olhar descrente e disparou: “Eu tenho dois anos e meio”. A mulher definitivamente não estava esperando uma resposta tão madura de uma criança pequena! © Beverly Mulherin / Quora
  • Quando estava internada na maternidade na minha primeira gravidez, conversei com uma mulher. Ela tinha muitos filhos. Eu ficava impressionada, e até um pouco horrorizada, com as suas histórias. Ela provavelmente entendeu que seus relatos não estavam motivando muito a mãe de primeira viagem aqui, pois, no final da conversa, acrescentou: “Apesar de tudo, é divertido!” Mas a mulher falou isso em um tom tão monótono e maçante que não ajudou em nada. Recentemente, uma conhecida me perguntou como estava a minha vida, e eu repeti aquela frase no final exatamente como tinha feito a mulher. Tenho quatro filhos. Divertido, aham... © Overheard / Ideer
  • Eu estava na cozinha quando a minha filha — que tinha 3 ou 4 anos na época — veio e jogou fora maior parte da sua rosquinha. Perguntei: “Você jogou a rosquinha fora?”, e ela disse: “Não, eu comi a rosquinha. Joguei fora o furo do meio”. © Jeanie Obrien / Quora

Bônus: a espontaneidade das crianças é capaz de derreter até o mais gelado dos corações

  • Uma vez, o meu filho, que tinha 3 anos e meio na época, perguntou quando ele iria ganhar um irmãozinho ou irmãzinha. Me casei tarde, e uma criança era a única opção. Eu, então, lhe disse: “A barriga da mamãe está velha demais para aguentar uma criança lá dentro outra vez”. Ele se aproximou e gentilmente acariciou as minhas bochechas, dizendo: “Mas, mamãe, o seu rosto é tão jovem e brilhante!” Eu quase chorei! © Valerie Wright / Quora

Qual a maior pérola que o seu filho ou uma criança da família já soltou? Compartilhe seus relatos com a gente na seção de comentários.

Incrível/Crianças/17 Histórias sobre as pérolas e aventuras da vida com filhos
Compartilhar este artigo