Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

15 Casas e apartamentos com mais surpresas e mistérios do que um baú de antiguidades

Para que a compra ou o aluguel de uma casa não vire uma cena do desenho animado Ratatouille, ou, pior, um filme de terror ou de investigação policial, é preciso analisá-la o mais detalhadamente possível antes de fechar o contrato. Mas para as pessoas deste post, as surpresas não puderam ser evitadas.

Com a ajuda de relatos, o Incrível.club decidiu fazer um alerta contra algumas situações imprevistas em apartamentos e casas recém-adquiridos. Confira!

  • Os apartamentos do nosso edifício não têm paredes estruturais entre os banheiros de um apartamento para o outro. O que há é apenas um registro de água, uma parede fina e, cerca de dez centímetros depois, a parede do vizinho. Durante uma reforma, os inquilinos anteriores do meu apartamento demoliram as paredes do banheiro e resolveram usar esse espaço de dez centímetros para ampliar a área. Assim, revestiram com azulejos a parte de trás da parede do vizinho e mantiveram isso em segredo. Passados uns dois anos, o vizinho decidiu fazer uma reforma e acabou abrindo um grande buraco na parede do nosso banheiro. © volotimir / Pikabu

  • Uma amiga alugou uma pequena casa de apenas um quarto. Nessa casa, a entrada do banheiro era através do guarda-roupa. Todos os convidados que ela recebia em sua casa ficavam maravilhados com aquilo. © Ксения Федотова / Facebook
  • Em Esqueceram de Mim, reparei no sótão onde Macaulay Culkin estava. Então, fiquei curioso para saber se tínhamos um sótão em casa. Encontrei uma escada de mão, subi ao topo, lutei para abrir a porta (que era um pedaço de madeira compensada) e espreitei o local. Uma colônia inteira de ratos me encarou. Parecia uma cena do filme Ratatouille. Minha mãe não ficou feliz quando eu contei isso a ela e nos mudamos logo depois. © PerpetuallySl33py / Reddit

  • Um vizinho da rua onde moro me contou que ele e sua esposa compraram uma casa. Meio velha e capenga, mas uma casa própria, onde pessoas idosas costumavam morar antes. Esses idosos haviam deixado muitas coisas na casa. Alguns anos depois, eles resolveram desmanchar o sótão. E então, encontraram dinheiro lá, enrolado dentro de potes e escondido sob trapos. Ele me disse que a quantia era significativamente maior do que o valor da casa. © Елена Будревич / Facebook

  • Eu moro no primeiro andar. Certa vez, a dona do apartamento, uma senhora simpática, ligou e disse: “Amanhã, vão trocar o fogão do apartamento 93. Os funcionários do serviço de gás irão à sua casa e desligarão o gás com uma válvula”. Durante a conversa, confesso que pensei: “Aluguei o apartamento de uma senhorinha de uns 75 anos. Ela deve estar confundindo alguma coisa”. Só que não! Descobri que tem uma válvula no armário da minha cozinha, com a qual posso cortar o acesso ao gás de todo o meu prédio de dez andares. Não sei quanto aos outros edifícios, mas o prédio onde moro está nas minhas mãos. © 2kilo / Pikabu

  • Moramos na nossa casa há seis anos e descobrimos, há dois anos, que existe uma porta escondida atrás do papel de parede no corredor. A maçaneta foi removida, então a porta se ’fundiu’ ao resto da parede. Quando abri, vi um esqueleto no canto. Não vou negar que levei um baita susto, embora fosse apenas um adereço deixado pelos antigos donos de nossa casa. © Jarkoface / Reddit

  • Compramos um apartamento em Moscou, que teoricamente parecia ideal. Depois, começamos a fazer a reforma aos poucos e então notamos que logo abaixo da nossa sacada estava o topo de uma castanheira. E tinha de tudo jogado nessa árvore: desde sacolas a embalagens de comida. Há mais cinco andares acima de nós cujos moradores jogam lixo na árvore. Se eu tivesse visto isso antes, nunca teria comprado o apartamento. © Подслушано / ideer
  • No meu primeiro ano de faculdade, meu novo colega de quarto sugeriu que fôssemos a uma noitada de jogos de tabuleiro. Como ainda não tinha amigos, concordei. Nos divertimos muito com a nova turma, embora as pessoas me parecessem um pouco estranhas. E estávamos prestes a ir embora quando o anfitrião disse: “Vocês precisam ver meu banheiro!” Entramos em um pequeno banheiro onde cada centímetro quadrado de parede, pia, vaso, teto e chão, estava coberto com decorações de Elvis Presley. Cartazes, ingressos, fotos, álbuns, letras de canções: qualquer coisa que você possa imaginar. E acima do vaso estava uma estranha cabeça animatrônica do cantor. Aquilo não era nem fanatismo, mas uma obsessão ou algo assim e eu fiquei bem assustado. O anfitrião nos entregou um livro de visitas pedindo que o assinássemos e eu inventei um endereço e um número de telefone para que ele nunca me ligasse. © lespaulbro / Reddit

“Meu vizinho tem uma parede em sua casa coberta com um papel de parede como este. Ele pede a cada novo convidado para colorir um personagem e assinar”

  • Eu e meu marido compramos nosso primeiro apartamento. Fechamos o negócio e pegamos as chaves. Meu marido saiu para trabalhar e eu fui ao novo apartamento para limpar antes de nos mudarmos. Lavei todo o chão, depois me deitei nele já limpo e comecei a sonhar sobre quando compraríamos os móveis, penduraríamos a TV e adotaríamos um gatinho. De repente, alguém bateu à porta. Era uma vizinha de baixo, que disse: “Finalmente alguém atendeu. Será que daria para parar de fazer barulho? Porque eu consigo ouvir do teto a sua respiração”. Foi nesse momento que entendi por que o vendedor nos deu um desconto e um novo guarda-roupa. © Moskma / Pikabu

  • Há cerca de 25 anos, compramos uma casa de madeira em uma chácara. Os ex-proprietários eram um casal de 70 a 75 anos sem filhos. Eles viviam lá sozinhos. Deixaram toda a mobília e nos deram um desconto por termos ficado com a responsabilidade de remover as coisas da residência. Quando vimos a casa pela primeira vez, tivemos a impressão de que se tratava de um museu de camas! Tinha camas nos cômodos, no terraço, no corredor e até perto da lareira. No terraço dos fundos havia também espreguiçadeiras feitas para dormir. Apesar de todas essas camas, não havia um único armário em toda a casa. © Анна Лем / Facebook

  • Cerca de um ano após termos comprado nossa casa, sem querer encontramos um cômodo fechado embaixo da escada, que continha brinquedos dos anos 70. Depois de algum tempo, decidimos isolar o sótão e um dos construtores perguntou se sabíamos que ali também havia um cômodo. Não tínhamos ideia da existência daquilo. Abrimos a parede de gesso e encontramos um monte de caixas da década de 60. Elas estavam todas cheias de alguma coisa. Então eu abri, esperando encontrar algo incrível, mas descobri que estavam cheias de pinhas! Uma das maiores decepções da minha vida. © R12356 / Reddit

  • Eu tinha cerca de 8, 9 anos quando um jovem casal sem filhos se mudou para o apartamento ao lado do nosso. Para a nossa infelicidade, eles ouviam música no volume máximo todos os dias até a meia-noite. Como eu e meu irmãozinho de um ano e meio não conseguíamos dormir por conta do barulho, meu pai tentou algumas vezes pedir ao casal que não tocasse a música em um volume tão alto. Mas tudo em vão. Uma vez, eu estava fazendo meu dever de casa, quando os vizinhos ligaram a música novamente. Foi nesse momento que percebi que a música era ouvida especialmente alta através das tomadas. Então, fui à escadaria do nosso andar, desmontei a tomada e vi que o buraco da tomada na parede, onde só havia uma fiação bem desgastada, dava direto para o apartamento do vizinho. Apenas mexi um pouco nos fios para acelerar o inevitável. Uma semana depois, quando ligaram o som alto, a energia do apartamento deles começou a cair. O fato é que causaram um curto-circuito na fiação assim que aumentaram o volume. Ainda bem que eles desistiram do som alto, mesmo depois que consertaram. E eu acabei me matriculando em aulas de eletrônica. © PivBear / Pikabu

  • Compramos um apartamento de uma mulher que morava sozinha. Então, quando ela saiu da residência, tirou todos os interruptores, tomadas e maçanetas de todas as portas e também arrancou todo o papel de parede. Nos mudamos para uma caixa de concreto sem nenhum revestimento. © Tatiana Zueva / Facebook

“Quando comprei a casa, pensei que o revestimento do quintal fosse escuro, e não que estava imundo”

  • Tínhamos uma casa de campo da década de 50, que havia sido construída sobre as fundações de outra habitação. Como ficava muito longe de onde morávamos, minha mãe decidiu vendê-la a um funcionário. Seis meses depois, o filho do funcionário, um menino de cerca de 14 anos, desceu ao porão com o pai. Perto da alvenaria da fundação, achou, entre os tijolos, um grande saco de estopa fechado. Era como se tivesse sido escondido lá. Quando abriram, ficaram surpresos: dentro havia moedas da época czarista, e não apenas moedas de cobre, mas de ouro e prata. Entre as de prata, havia algumas peças redondas muito raras; as restantes também tinham valor histórico. Com o achado, compraram um apartamento, um carro e uma casa nova e venderam a antiga. Ao ouvir essa história, fiquei bem aborrecido, já que adorava passar tempo naquele porão e examinar cada buraquinho e nunca havia descoberto nada! © StaPerRa / Pikabu

  • Nossa história: 17 imóveis alugados em 12 anos de vida independente, lavando banheiros de outras pessoas, encontrando roupas sujas debaixo das camas deixadas pelos inquilinos anteriores e removendo resíduos das pias entupidas devido à instalação inadequada do encanamento. E sempre com medo de não ter dinheiro suficiente para pagar o aluguel. Mas ontem finalmente compramos nosso apartamento! Desejo que todos consigam conquistar sua casa própria! © Подслушано / ideer

E você, já passou por perrengues ao alugar ou comprar uma residência antiga? Comente!

Imagem de capa R12356 / Reddit
Compartilhar este artigo