Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Gêmeos com tons de pele diferentes surpreendem a mãe no nascimento

4-21
513

Talvez, à primeira vista, você ache que as duas crianças da foto acima não sejam parecidas, mas elas compartilham um laço único. Apesar de muita gente inicialmente não acreditar, o garoto e a garota que protagonizam este post são irmãos gêmeos e a despeito de suas diferenças físicas, a conexão entre eles é realmente extraordinária.

Nós, do Incrível.club, adoramos descobrir histórias únicas, pois acreditamos que é justamente a diversidade o que faz da humanidade algo tão especial.

Existe uma chance entre 500 de ter gêmeos com tons de pele diferentes

Apesar das pouquíssimas chances de nascerem gêmeos com tons diferentes de pele, isso não é impossível de acontecer. Ainda assim, ver pela primeira vez que seus filhos recém-nascidos possuem tonalidades de pele distintas deve provocar uma grande surpresa.

Na realidade, quando Judith Nwokocha (a mãe das crianças) deu à luz, em 2016, ela disse ter ficado em choque: “Eu lembro de pensar que a enfermeira tinha levado o bebê errado até mim. Hahaha”. Bem, podemos dizer que não dá para culpá-la por isso.

Kachi é um caso raro de albinismo

Kachi tem albinismo oculocutâneo (OCA) tipo 2, condição hereditária que faz com que o indivíduo não produza melanina (pigmento) em níveis suficientes, o que afeta a aparência. As cores dos olhos, da pele e dos cabelos ficam diferentes em comparação com quem tem melanina no teor normal.

Uma em cada quatro crianças tem a chance de nascer albina quando ambos os pais carregam o gene responsável pela mutação.

Apesar de ter albinismo, Kachi é perfeitamente saudável

Mesmo com a condição, que faz com que pele seja mais sensível ao sol e exige da menina o uso de óculos para corrigir um leve problema de vista, Kachi é perfeitamente saudável.

Nascida na Nigéria, Judith trabalha como fotógrafa no Canadá e está sempre produzindo imagens das aventuras cotidianas vividas por Kamsi e Kachi.

Kachi e Kamsi estão crescendo e se tornando os melhores amigos

Não é difícil imaginar que algumas pessoas têm dificuldade em acreditar que Kachi e Kamsi são irmãos gêmeos. Contudo, apesar de Kachi chamar certa atenção ao andar pela rua, Judith não permite que isso se torne algo negativo. Aliás, um dos motivos pelos quais a mulher tira tantas fotos de Kachi e de Kamsi é para mostrar à filha que ela é tão bonita quanto sua mãe.

Judith costuma falar abertamente sobre o quanto se sente abençoada por ter dois filhos maravilhosos, afirmando que, apesar de as crianças terem a pele de tonalidades diferentes, elas são muito parecidas em vários aspectos e que a ligação entre os pequenos só cresce a cada dia.

A história de Kachi e Kamsi é a prova incontestável de que aquilo que nos torna diferentes é o que nos faz únicos. Os gêmeos estão com quatro anos hoje e encantam com o carinho que dedicam um ao outro.

O que você achou da história da Kachi? Como reagiria se estivesse no lugar da mãe das crianças, ao ter dois filhos gêmeos tão diferentes entre si? Comente!

4-21
513