Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Especialistas compartilham 6 passos para romper hábitos ruins e substituí-los por bons

3-3-
489

Os psicólogos dizem que todo mau hábito pode ser modificado. Parece muito promissor e inspirador, mas você pode estar se perguntando como funciona a mudança inicial. Ou melhor, como não desistir enquanto ainda está aprendendo a praticar um hábito mais saudável?

Nós, do Incrível.club, sugerimos que você siga estes seis passos para ajudá-lo a mudar qualquer costume ruim, conforme recomendado por especialistas. Há também um bônus bastante curioso no final do post sobre a mania desagradável de cutucar o nariz. Acompanhe!

Passo 1: seja honesto consigo mesmo

Quanto mais honesto for consigo mesmo sobre seu mau hábito, maior será a probabilidade de conseguir mudá-lo, é o que dizem os psicólogos. Pessoas próximas a você, que realmente se preocupam com seu bem-estar, podem servir como um espelho e dar um feedback sobre se você tem um problema ou não. Se alguém diz constantemente que você “bate cabeça” o tempo todo, talvez seja um sinal de que você tem um mau hábito.

Se já percebeu que seu hábito é ruim, é uma grande vitória, e já deu o primeiro passo. O “muro” psicológico está quebrado e você pode passar para a segunda etapa.

Passo 2: colete os dados e os anote

Um psicólogo clínico sugere que você mesmo analise sua mania. Como uma boa opção, é possível começar o seu próprio diário. Por exemplo, você pode ter o hábito de estalar os dedos ou de roer as unhas. Comece a fazer algumas anotações quando fizer isso, identificando pontos como os sentimentos que tal atitude lhe causa, quando começou a fazer, e os prós e contras. Dessa forma, você pode se tornar ainda mais consciente do seu mau costume.

Colete esses dados durante pelo menos uma semana. Lentamente, você poderá compreender o que desencadeia o seu mau hábito, seja se sentir ansioso ou entediado.

Passo 3: manipule seu antigo hábito ruim

Por exemplo, você pode ter percebido que tem o costume ruim de chegar atrasado. Ao analisá-lo, percebeu que gosta da atenção quando é o último a entrar em uma reunião, ou talvez goste da emoção. Simplificando, esse mau hábito pode lhe dar um pouco de adrenalina e tornar sua vida mais aventureira.

Agora tente obter a mesma satisfação com algo saudável. Pode ser na forma de exercícios físicos, por exemplo. Simplesmente encontre algo legal que possa trazer as mesmas emoções para sua vida, em vez do hábito velho e ruim. Mude isso!

Passo 4: seja realista e não se apresse

Há uma grande possibilidade de você estar convivendo com seu antigo hábito há anos. É melhor não exigir muito de si mesmo, como mudar completamente em apenas uma semana. Não se estresse, mas aproveite o processo. E defina uma meta razoável.

Se você se atrasa o tempo todo e costuma chegar 30 minutos atrasado, por exemplo, primeiro estabeleça a meta de chegar apenas 10 minutos atrasado. Então, lentamente, vá diminuindo a cada semana.

Passo 5: use um aplicativo

Existem alguns aplicativos úteis que podem ajudá-lo a registrar seus resultados. Por exemplo, pode ser um aplicativo sobre controle de peso ou monitoramento do sono on-line. Eles irão ajudá-lo a medir seu sucesso para que você possa vê-lo em números reais, quase como uma prova de que está indo bem.

Também existe a possibilidade de que seu sistema de reforço não funcione ou de que você sinta mais “dor” ao quebrar um costume e menos prazer ao adotar um mais saudável. Isto é bom. Apenas registre em seu diário. Você provavelmente precisará repensar em seu sistema de recompensas para que o prazer possa aumentar. Depois de parar de sentir muita “dor” por perder o mau hábito, você estará pronto para passar para a próxima etapa.

Passo 6: procure suporte adicional

Conte com seus familiares, amigos ou até mesmo com grupos especiais para obter apoio adicional. Um exemplo: é sempre mais fácil perder peso com um amigo. Basta fazer um acordo de que vocês irão se apoiar e manter o controle um do outro. Outro exemplo, peça à sua mãe ou a um colega para acordá-lo de manhã se você sempre se atrasa para o trabalho.

Também é possível cogitar um personal trainer se for à academia ou até mesmo encontrar um novo amigo lá. Eles podem ajudar você a não faltar às aulas e a te dar um estímulo adicional.

Bônus: cutucar o nariz como um hábito

De acordo com uma pesquisa, 8,7% das pessoas afirmaram nunca ter tido o costume de cutucar o nariz, e 91% afirmaram que ainda o praticam ativamente. Apesar de nossa sociedade tentar prevenir esse hábito, há cientistas que argumentam que ele tem efeitos positivos e pode até servir como “um estímulo natural para o sistema imunológico”.

Qual é a sua pior mania que você gostaria de abandonar? Qual foi sua maior vitória pessoal no caminho para a adoção de um hábito mais saudável? Comente!

3-3-
489