Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como a ex-atriz Meghan Markle tornou-se uma das mulheres mais elegantes do Planeta

A plataforma de busca on-line sobre moda Lyst fez um balanço das tendências do ano passado e indicou os principais embaixadores do mundo fashion de 2019. E no topo da lista está Meghan Markle, cujos looks e combinações despertaram interesse em especialistas do mundo inteiro. Em termos de popularidade, a Duquesa de Sussex (ela não perdeu o título de “duquesa” após abdicar da função de membro sênior da família real) ultrapassou a concunhada Kate Middleton, a atriz Zendaya, a cantora Billie Eilish e a modelo Kylie Jenner.

Incrível.club ficou inspirado ao ver fotos da principal influenciadora da moda dos dias de hoje e decidiu descobrir e explorar os detalhes do estilo de Meghan que a tornam tão atraente. Confira!

Antes de se tornar um ícone fashion, Meghan era uma atriz pouco conhecida e se vestia de maneira mais simples e menos atenciosa. Mas seu status real e bons estilistas a ajudaram a aprender várias lições importantes do mundo da moda.

1. Meghan não tem medo de brincar com suas proporções

Enquanto as listras verticais deste look estendem visualmente a silhueta da Duquesa, as horizontais criam o efeito de um espartilho, enfatizando seus contornos.

Apesar da harmonia, a Duquesa de Sussex tem uma silhueta desproporcional. Ela possui ombros bastante largos, quadris estreitos e uma cintura pouco definida. Mas se você observá-la, certamente não notará isso. Meghan e sua estilista usam com maestria os detalhes das roupas para corrigir as pequenas imperfeições, acentuando alguns lugares e escondendo e suavizando outros.

A Duquesa sempre apresenta sua cintura bem demarcada: para isso ela usa as cores, estampas ou um cinto. Seus tornozelos finos e graciosos são frequentemente acentuados pelo comprimento de saias longas (geralmente Meghan opta pelas saias midi). E a largura de seus ombros é muitas vezes equilibrada usando peças com um fundo mais volumoso, embora a própria Duquesa pareça não se importar muito com eles. Fora isso, contrariando o código de vestimenta real, Meghan, às vezes, escolhe roupas que deixam essa parte de seu corpo à mostra.

2. Ela prefere cores vivas e veste tanto as estampas modernas como as mais clássicas

Enquanto a rainha ama as clássicas estampas floridas e Kate Middleton as de bolinhas, Meghan prefere roupas monocromáticas e com tons escuros ou pastéis. Vinho, marsala, esmeralda ou azul mirtilo ressaltam seu status e até parecem caras. E as cores preta, branca ou bege combinando com um corte simples e com acessórios interessantes dão forma a um clássico com tons modernos.

No entanto, não se pode dizer que a Duquesa abandonou por completo as estampas. Em seu guarda-roupa encontramos estampas listradas, geométricas e das formas modernas mais variadas, assim como diversos tipos de ornamento.

Kate Middleton e Meghan Markle no Torneio de Wimbledon em 2018. O look de Meghan nesse evento deu muito o que falar por um bom tempo: a Duquesa de Sussex não apenas preferiu vestir calças a um vestido mais tradicional, como usou um chapéu como acessório. No fim, ela o segurou nas mãos durante todo o torneio, pois o uso de chapéus pela audiência é proibido, visto que pode atrapalhar a visão do torneio por parte de outros espectadores.

3. Meghan dá preferência a combinações mais femininas

O código de vestimenta real recomenda para as mulheres o uso de vestidos e roupas feitas de tecidos pesados, para que o vento não exponha acidentalmente nenhuma parte do corpo das integrantes da família real. No entanto, tais vestimentas acabam gerando uma imagem de maior seriedade, sobriedade e até de certa arrogância (lembre-se dos vestidos clássicos utilizados por Elizabeth II).

E é nesse quesito que a Duquesa Meghan se destaca dos outros membros da família real, tentando suavizar sua imagem, adicionando toques femininos e suaves e ela. Meghan não tem medo de parecer frágil perante o público — ela também usa tecidos mais simples, que são leves e fluidos. E até mesmo em eventos oficiais, opta por vestidos que tenham um toque de sofisticação.

Resta saber como será o comportamento da Duquesa depois que ela e o marido, Harry, abdicaram da condição de membros sêniores da família real.

A parte superior translúcida do vestido acima o deixa menos oficialesco, mas ao mesmo tempo torna a Duquesa mais elegante.

4. Meghan contorna as proibições de maneira cuidadosa

É permitido usar um vestido com top translúcido para uma sessão de fotos oficial da monarquia? Não, mas a Duquesa de Sussex tornou isso possível. Já na primeira aparição oficial como noiva do príncipe Harry, Meghan deixou claro que estava pronta para modernizar algumas regras ultrapassadas do guarda-roupa real. E o fez com alto estilo, sem deixar nenhum espaço para a vulgaridade.

Mais tarde, Meghan ainda burlou outras regras e proibições. Ela rejeitou o uso obrigatório de meia-calça, passou a vestir roupas exibindo seus ombros e a usar roupas com um leve decote no lugar de colarinhos bem fechados.

A Duquesa usando um vestido preto no Club Monaco para o casamento de Charlie van Straubenzee e Daisy Jenks. Internautas discutem até os dias de hoje sobre o botão desabotoado no decote de Meghan e o detalhe de seu sutiã que ficou à vista. Há boatos de que isso foi um incidente planejado.

5. Ela introduz elementos do guarda-roupa moderno básico ao seu estilo pessoal

Em seu tempo livre das atividades oficiais, Meghan se mostra adepta ao estilo casual. Acima, dois cliques da Duquesa: um antes de seu casamento com Harry e o outro, após.

Se para os amantes da moda do mundo todo uma camisa folgada branca e jeans rasgados são considerados clássicos e indispensáveis a qualquer guarda-roupa, para a família real essas peças são, certamente, parte da lista de proibições. Elas são muito relaxadas e pouco oficiais, fazendo com que os membros da família parem de se destacar entre as pessoas comuns.

A rainha Elizabeth II nunca demonstrou interesse por artigos de jeans, e exige o mesmo de seus parentes na corte. Mas, aparentemente, Meghan discorda. Ela gosta de estar na moda e se sentir mais próxima das pessoas; por isso acrescenta itens de estilo moderno básico ao seu guarda-roupa real. Vestidos camiseta, sarafan, saias plissadas e até artigos oversize se tornam estilosos e adequados na Duquesa. Além disso, as roupas com que ela aparece nos eventos oficiais acabam se esgotando em questões de horas nas lojas pelo mundo, pois você não se sente apenas bonita vestindo-as, mas também confortável.

6. Meghan presta muita atenção aos detalhes

Meghan presta atenção especial e é cuidadosa em relação a todos os detalhes de sua aparência, até mesmo na cor de seu esmalte. Em 2018, a Duquesa quebrou o código de vestimenta real sobre a utilização de tons nude, aparecendo na cerimônia Fashion Awards com manicure de tom bordô, dando o que falar para os bons entendedores da etiqueta real.

Além disso, apesar das exigências da realeza de usar apenas calçados discretos, Meghan frequentemente dá ênfase especial a seus pés. E ela não tem medo de provar novas cores, formas, tamanhos de saltos e até calçados com detalhes diferentes, acrescentando estilo ao vestuário oficial mais sério.

Depois da visita pública de Meghan Markle à feira beneficente de Nottingham, as bolsas da marca Strathberry no modelo que ela usava desapareceram das lojas em questão de horas, ficando disponíveis apenas para a venda antecipada.

As bolsas de Meghan são um assunto que merece atenção especial. Esses acessórios da Duquesa tornaram-se tão populares na Europa (e quiçá no mundo), que assim que ela é vista com uma nova bolsa, a peça rapidamente desaparece de todas as prateleiras.

7. A Duquesa usa bijuterias discretas e modernas

Meghan combina com maestria joias antigas elegantes com bijuterias modernas. Na foto acima é possível ver em seu punho um bracelete das joias da família real que foi usado pela princesa Diana junto com outros braceletes mais simples que combinam com ele.

Joias majestosas feitas de pedras preciosas e cordões de pérolas são agora considerados relíquias do passado. Nenhuma grife de moda usa mais tais acessórios em suas passarelas, sendo utilizados apenas pelas damas da corte, que as ostentam como símbolo de sua herança.

Aparentemente, o resto do mundo já se rendeu à simplicidade e aos designs mais simples e minimalistas. E Meghan aparentemente entende o momento. Ela adiciona com facilidade e maestria bijuterias e joias simples em seus looks, raramente usando as joias da família real.

8. Ela segue a moda e adapta as tendências ao seu estilo

Não se pode chamar Meghan Markle de fashionista no sentido pleno da palavra — ela não vive de tendências e geralmente não usa roupas que estão no auge da moda, mas ainda assim acompanha todos os passos do mundo fashion.

O segredo da Duquesa está em sua capacidade de distinguir itens básicos modernos das roupas mais antiquadas, e assim adaptar as tendências da moda às suas necessidades, sem estilos ultrapassados, cores selvagens e elementos decorativos em excesso. Ao criar seus looks, Meghan adiciona doses proporcionais de elegância e itens básicos modernos que estão na moda, o que acaba também deixando-a mais próxima das pessoas comuns.

Por exemplo, na edição do Torneio de Wimbledon de 2019, a Duquesa foi flagrada carregando uma de suas extremamente populares microbolsas nas mãos.

Em comparação com Kate Middleton, Meghan geralmente aparenta ser mais casual. E em parte isso se deve ao fato de ela se vestir de maneira mais moderna. Kate é adepta das tradições, e usa com frequência peças que saíram de moda há algum tempo. Já Meghan tem uma interpretação livre das regras, combinando o estilo real com o moderno.

Como exemplo, podemos comparar na foto abaixo o sobretudo com toques clássicos e modernos de Meghan com o sobretudo de Kate, de estilo new look. O primeiro não só é mais elegante, como também mais atual, enquanto o segundo tem uma tendência mais antiga e traz maior seriedade.

O estilo do sobretudo de Kate, como mencionamos, é o new look, que foi bastante popular no século XX e ainda é muito apreciado na corte real. Já o paletó de Meghan representa um clássico moderno: um corte simples com poucos detalhes.

Embora a base do guarda-roupa de Meghan seja simples, a Duquesa e sua estilista estão sempre de olho no que está acontecendo nos desfiles de moda. E assim, adaptam as novas tendências à alta-costura e às normas da família real.

9. A Duquesa não tem medo de repetir looks que deram certo e aparece mais de uma vez com o mesmo vestido

Em cada aparição, a Duquesa de Sussex demonstra claramente sua habilidade em combinar muito bem as peças. E ela não tem a menor vergonha de repetir os melhores looks, assim como não evita usar o mesmo item duas vezes. Além disso, a estilista certamente ajuda Meghan a escolher as melhores roupas e acessórios para dar uma nova vida aos looks e peças já usados em suas aparições públicas anteriores.

10. Ela não tem medo de demonstrar seus sentimentos

A etiqueta real proíbe rigorosamente qualquer demonstração de sentimentos em público. Beijar o esposo, o filho, ficar de mãos dadas ou qualquer outra forma de demonstrar seu carinho é considerado algo inaceitável. E Meghan já conseguiu violar todos os pontos dessa regra.

Ela e Harry costumam aparecer em público de mãos dadas e sentados lado a lado em jantares, ao invés de nos lugares originalmente designados, um aparente “descuido” em relação ao manual real. Mas eles parecem felizes.

A Duquesa de Sussex também está sempre pronta para se comunicar com seus fãs. E o faz de uma maneira mais livre e solta do que a descrita nas regras da família real. Ela não nega autógrafos ou fotos, conversa abertamente com as crianças e até abraça desconhecidos.

Sua abertura e prontidão para se comunicar com as pessoas deixam Meghan mais próxima da população. Afinal, o próprio comportamento da Duquesa prova que os membros da realeza também podem ser gente como a gente, não acha?

11. Meghan se permite cometer erros

Alguns paparazzi notaram uma etiqueta de loja que foi acidentalmente esquecida em um vestido vermelho usado por Meghan durante sua visita a Tonga. Isso causou alarde na Internet.

Certamente, todas as estrelas e personalidades famosas já cometeram algum erro ao se vestir. E a Duquesa de Sussex não é uma exceção. Os paparazzi já perceberam etiquetas em suas roupas, assim como marcas de adesivos nas suas bolsas, como se Meghan tivesse acabado de sair da loja e já começado a usá-las, tendo esquecido de retirar os adesivos e limpar corretamente. Alguns a criticaram por descuido, mas seus fãs enfatizam que, mesmo com essas pequenas falhas, os looks da Duquesa se mostram sofisticados e elegantes.

Meghan, por outro lado, aceitou as críticas com tranquilidade. Afinal, ninguém é perfeito e está imune aos erros e até os estilistas reais podem deixar passar algo. O principal aqui é se sentir como uma duquesa e manter-se fiel a isso.

Durante sua visita à Nova Zelândia, Meghan usou uma saia plissada da Givenchy que acabou ficando translúcida sob o sol em alguns lugares.

12. Meghan não tem medo de se destacar e de ser feliz

Críticos mais ferrenhos condenaram repetidamente Meghan Markle por usar saltos e vestidos justos durante a gravidez, acusando-a também ​​de tentar chamar atenção para si de maneira excessiva quando aparecia nas fotos acariciando a própria barriga. E as coisas não param por aí. Muitos outros comentários negativos já foram feitos sobre essa verdadeira princesa do povo.

Alguns especialistas atribuem a essas críticas (e a outros fatores) a polêmica decisão da Duquesa e de Harrry, que abdicaram dos títulos de membros seniores da família real. Resta saber como será a relação de Meghan com o mundo da moda nesse novo cenário. Resta saber, também, se seu jeito moderno de se vestir teve (ou tem) algum impacto nos demais integrantes da realeza. Só nos resta esperar que dessa vez as mudanças acabem se consolidando.

Muitos consideram Meghan Markle uma verdadeira princesa do século XXI. Você concorda? Que acha do seu estilo e das mudanças que ela trouxe aos antigos costumes e regras de etiqueta da família real britânica? Conte para a gente na seção de comentários.