12 Séries que ficaram tão boas quanto os livros que as inspiraram

Aqueles que são amantes tanto da literatura como do cinema, muitas vezes têm de enfrentar a decepção que é assistir a uma adaptação malsucedida de uma de suas obras favoritas. Mas, se no caso dos filmes apenas algumas horas são perdidas, uma série pode levar muito mais tempo antes que você perceba que os roteiristas não fizeram um bom trabalho. E para que você não precise mais buscar empiricamente uma adaptação de qualidade, decidimos fazer esta lista no artigo de hoje.

Se você adora bons livros e adaptações fiéis assim como nós, do Incrível.club, então definitivamente veio ao lugar certo. Confira!

12. A Rainha do Sul (2016)

A obra A Rainha do Sul foi publicada em 2002. O livro conta a história de uma mexicana chamada Teresa Mendoza, que foi forçada a fugir do México para a Espanha, onde mais tarde se tornaria uma figura importante na cena do crime. Essa é a obra mais famosa do escritor e jornalista espanhol Arturo Pérez-Reverte, cujos livros geralmente são caracterizados por um enredo intrigante e fascinante.

best-seller já foi filmado duas vezes, em 2011 e em 2016, e as duas produções fizeram bastante sucesso. A versão de 2011 produzida pelo canal hispânico-americano Telemundo se tornou o produto de maior sucesso da emissora. A exibição do último episódio recebeu as mais altas classificações nos últimos 19 anos de história do canal. Já a versão de 2016 também foi recebida calorosamente pelos críticos, que notaram que a adaptação tem um potencial intrigante, que dilui de forma inteligente o complexo enredo do livro com muita dinâmica e ação.

11. Doces Magnólias (2020)

A escritora americana Sherryl Woods se formou em jornalismo pela Universidade Estadual de Ohio. Ela trabalhou para vários jornais e, eventualmente, tornou-se editora de televisão de telejornais, além de ser presidente de uma associação de balé, tudo isso antes de largar a carreira jornalística em 1986 para se dedicar 100% a escrever livros. Desde 1982, mais de 110 romances foram publicados pela escritora.

Esse seriado da Netflix é baseado em sua série de livros Doces Magnólias, que conta a história da vida de três melhores amigas da Carolina do Sul que se conhecem desde a infância, e se ajudam em assuntos românticos, profissionais e familiares. Pelo seu humor e atmosfera, a série definitivamente irá agradar aos fãs de Desperate Housewives que sentem falta de um show com esse tipo de enredo.

10. Hospital New Amsterdam — Toda Vida Importa (2018)

O Dr. Max Goodwin torna-se diretor de um dos mais antigos hospitais públicos dos Estados Unidos, o Bellevue, e embarca em uma guerra contra a burocracia, buscando reformar uma instituição abandonada para fornecer atendimento excepcional e ininterrupto aos pacientes. A série é baseada no livro Twelve Patients: Life and Death at Bellevue Hospital, escrito pelo Dr. Eric Manheimer, ex-médico-chefe do referido hospital.

Como foi dito nas entrevistas, tudo começou com anotações em um caderno, onde o médico registrava o histórico dos pacientes quando começou a trabalhar no Bellevue. Ele acumulou cerca de 150 cadernos no total. Depois de selecionar a história de 12 pacientes, o médico finalmente se sentou para escrever o livro em 2011 e o publicou em 2012. Posteriormente, vários canais de televisão se interessaram pelo trabalho, mas Eric deu preferência à NBC, e assim começou a trabalhar no piloto da série. O seriado certamente agradará os fãs do gênero, como também os amantes de um bom drama com atuações excepcionais.

9. Você (2018)

O thriller cheio de ação Você faz parte de uma série de livros escritos pela escritora e roteirista americana Caroline Kepnes, e acabou sendo adaptado para televisão. A obra conta a história do sociopata Joe Goldberg cujos sentimentos pela jovem Guinevere Beck rapidamente se transformaram em uma perigosa obsessão. O livro é adequado tanto para o entretenimento, graças à atmosfera perturbadora construída, quanto para a pesquisa, pois trata de temas sociais sérios.

Você contradiz a forma como a indústria cinematográfica apresenta constantemente o comportamento antissocial (obsessão, perseguição e manipulação) como também o padrão para as relações românticas. Tanto a série quanto o romance são narrados do ponto de vista de ambos os personagens, dando ao leitor e ao espectador uma melhor noção do processo de pensar e das motivações dos personagens, mergulhando sistematicamente em um ciclo de relações assustadoras e tóxicas.

8. Nada Ortodoxa (2020)

best-seller autobiográfico Unorthodox: The Scandalous Rejection of My Hasidic Roots (Não ortodoxa: A Rejeição Escandalosa de Minhas Raízes Hassídicas, em tradução livre do inglês), escrito pela escritora alemã-estadunidense Deborah Feldman e publicado em 2012, acompanha a infância da autora dentro de uma pequena comunidade judaica ortodoxa no Brooklyn e a sua ousada fuga para Berlim. Deborah mais tarde escreveu uma sequência para a história chamada Exodus: A Memoir (Êxodo: Memórias, em tradução livre do inglês), em que conta as nuances da sua vida fora da comunidade e as descreve com mais detalhes.

A minissérie de 4 episódios da Netflix recebeu impressionantes 8 nomeações ao Emmy e foi amplamente aclamada pela crítica. Os produtores adaptaram o livro com muito cuidado e respeito, enquanto apresentaram os eventos de uma forma mais cinematográfica e emocionante. Posteriormente, a empresa ainda lançou um documentário que mostra o processo de filmagem e discute as diferenças entre o livro e a minissérie.

7. Orange Is the New Black (2013)

Orange Is the New Black: My Year in a Women’s Prison (Laranja é o Novo Preto: Meu Ano em uma Penitenciária Feminina, em tradução livre) é um livro de memórias publicado pela escritora americana Piper Kerman em 2010. A obra conta a sua experiência de 15 meses em uma penitenciária federal após ser presa por envolvimento em atividades ilícitas. Na verdade, o livro é uma tentativa da autora de se manter sã em meio à burocracia e a privação que são companheiras constantes no dia a dia penitenciário.

Orange Is the New Black se tornou uma das séries mais assistidas e de maior duração da Netflix, conquistando o público e a crítica. Somente em sua primeira temporada, o show recebeu 12 indicações ao Emmy, incluindo Melhor série de Comédia. Tanto o livro quanto o seriado são verdadeiramente inovadores, com um humor inteligente e uma dinâmica vertiginosa, o que ajudou o programa a manter suas altas classificações até a última temporada.

6. Bad Blood (2017)

Esse drama policial é baseado no livro Business or Blood: Mafia Boss Vito Rizzuto’s Last War, (Negócios ou Sangue: A Última Guerra do Chefe da Máfia Vito Rizzuto, em tradução livre do inglês) escrito pelo escritor italiano e especialista internacional em crime organizado, Antonio Nicaso. No total, o autor já publicou mais de 30 obras em sua carreira.

A série estreou em 2017 e conta, cronologicamente, os acontecimentos reais ocorridos em Montreal em relação às atividades criminosas e a prisão do grande mafioso italiano Vito Rizzuto. A série foi inicialmente planejada para ser uma minissérie, mas em março de 2018, foi renovada para uma segunda temporada, que, no entanto, não está mais relacionada com o livro. O programa recebeu uma chuva de críticas positivas, o que não é surpreendente, pois realmente pode ser considerado um documentário dramático verdadeiramente excelente e cativante.

5. The People v. O. J. Simpson: American Crime Story (2016)

Jeffrey Toobin é um advogado americano, escritor e analista jurídico da CNN. Jeffrey publicou o livro The run of his life: the People v. O.J. Simpson (A Corrida de sua Vida: O Povo vs. O.J. Simpson, em tradução livre do inglês) que serviu como base para a primeira temporada de American Crime Story. O enredo gira em torno de um caso real que aconteceu em 1994, quando um famoso jogador de futebol americano e ator O. Jay Simpson foi acusado de cometer um crime grave.

O julgamento é considerado o mais longo da história da Califórnia, pois durou mais de nove meses. A adaptação cinematográfica sobre as voltas e reviravoltas do processo, bem como as manobras que aconteciam nos bastidores, recebeu grande apoio do público e aclamação da crítica generalizada. O seriado recebeu 22 indicações ao Emmy em 13 categorias, levando 9 estatuetas, perdendo apenas para Game of Thrones, que levou 12 prêmios.

4. Big Little Lies (2017)

Pequenas Grandes Mentiras foi publicado pela escritora australiana Liana Moriarty, e conta a história de cinco mulheres que estão misteriosamente ligadas a um evento chocante que aconteceu em um baile de caridade. O livro entrou na lista dos mais vendidos do New York Times. De acordo com a autora, a fonte de inspiração para a história veio de uma entrevista de rádio que ela acidentalmente ouviu, na qual uma mulher falava sobre o relacionamento tóxico que tinha com os pais.

A série dramática de mesmo nome estreou em fevereiro de 2017 e recebeu muitos prêmios e indicações, bem como aclamação da crítica generalizada, o que não é surpreendente, porque, além de uma sólida base literária, o seriado possui um elenco verdadeiramente “de peso” com Reese Witherspoon, Nicole Kidman, Shailene Woodley, Laura Dern e Zoë Kravitz. Curiosamente, tomando como base outro romance de Moriarty, Nove Desconhecidos, também está sendo planejada uma adaptação para o cinema, que deve ser lançada em 2021. Nicole Kidman fará o papel principal.

3. Perfume (2018)

A série alemã Perfume é uma nova interpretação do best-seller mundialmente famoso O Perfume: História de um Assassino, de Patrick Süskind. A obra já foi adaptada em 2006 com o título homônimo e contou com Ben Whishaw no papel principal. O romance ficou na lista de best-sellers da revista alemã Der Spiegel por nove longos anos.

Na história original, o cenário se passa na França do século XVIII. Conta a história do órfão Jean-Baptiste Grenouille, que nasceu com um olfato fenomenal e graças a isso é capaz de distinguir uma gama incrivelmente ampla de cheiros. Esse dom o inspira a cometer um crime para criar uma fragrância insuperável. Na série, o cenário é transferido para o presente e ganha um tom mais policial, já que nela o centro da narrativa não é o “perfumista”, mas o promotor, que investiga uma cadeia de crimes sinistros.

2. Por Trás de Seus Olhos (2021)

O thriller psicológico Por Trás de Seus Olhos, da escritora inglesa Sarah Pinborough, foi publicado em 2017 e adaptado em uma minissérie homônima da Netflix. O enredo do romance conta a história de uma mãe solo chamada Louise Barnsley e seu envolvimento com um misterioso casal: um psiquiatra com quem ela tem um caso e sua encantadora esposa que a atrai para uma amizade secreta.

O livro foi aclamado pelos críticos e apelidado de “fantasticamente assustador”. A julgar pelas altas classificações, os cinéfilos também acharam isso. Apesar da falta de uma dinâmica brilhante, a série é literalmente hipnotizante, graças ao excelente trabalho de câmera, uma contagiante trilha sonora e a atuação impecável de Eve Hewson. O seriado certamente irá agradar os fãs de uma trama delicada e envolvente.

1. Amigas para Sempre (2021)

O romance Amigas para Sempre foi escrito pela autora americana Kristin Hannah, cuja bibliografia ainda inclui Jardim de Inverno, A Grande Solidão O Rouxinol. Esse último, aliás, é o trabalho mais vendido da escritora: o livro já vendeu mais de 4,5 milhões de cópias em todo mundo. Amigas para Sempre, por sua vez, vendeu mais de 1,2 milhão de cópias em 2015 e passou 28 semanas na lista dos mais vendidos do New York Times em 2009.

Para escrever esse romance, Kristin se inspirou em sua vida e experiência na Universidade de Washington. É uma série fofa, leve e otimista sobre o relacionamento de duas melhores amigas, e ainda conta com uma atuação sólida de Katherine Heigl e Sarah Chalke. O show conquistou instantaneamente o amor dos espectadores. De acordo com a Netflix, 49 milhões de usuários assistiram ao seriado apenas no primeiro mês.

Que outras adaptações atenderam exatamente às suas expectativas como leitor? Conte para a gente na seção de comentários.

Compartilhar este artigo