Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Sinais para ficar atento na hora de reservar um hotel (e evitar ter as expectativas frustradas)

Não importa se você está viajando por conta própria ou comprou um pacote de viagem de uma empresa de turismo: a sorte pode falhar a qualquer momento. E é por isso que muitos turistas acabam ficando frustrados já na hora do check-in: pode ocorrer de, no lugar do hotel confortável mostrado no site, encontrarem um quarto velho e surrado.

Nós, do Incrível.club, pesquisamos alguns detalhes que podem ajudá-lo a distinguir já na hora da reserva on-line se um hotel é tudo aquilo que promete. Confira!

Cortina em vez de um box no banheiro

Uma simples cortina para isolar o espaço do chuveiro é uma opção bem mais barata do que instalar um box tradicional. No entanto, ela pode trazer alguns inconvenientes, como, por exemplo, grudar no corpo durante o banho, o que não é nada higiênico. Quanto ao seu material, é preferível que seja de tecido em vez de plástico, pois o primeiro, pelo menos, pode ser lavado. Na parte inferior, devido aos resíduos dos produtos de higiene pessoal, formam-se manchas amareladas com o tempo. E vale destacar que tal superfície é bastante ’acolhedora’ para a proliferação de bactérias. A recomendação dos especialistas é substituir a cortina do banheiro a cada seis meses e a lavá-la todo mês, mas nos hotéis essas regras podem ser facilmente ignoradas.

As fotos no site do hotel não correspondem à realidade

A gerência pode publicar fotos antigas ou retocadas dos cômodos no site do hotel. Então, para poder conferir imagens reais do estabelecimento, melhor verificar em sites e blogs onde clientes contam sua experiência, pois além das fotografias, você pode conferir os comentários feitos por quem ficou hospedado. Fora isso, também é possível ver as marcações feitas nas redes sociais do hotel: frequentemente os hóspedes tiram fotos do quarto, de sua vista ou do restaurante e marcam o hotel ou a pousada ao postar na internet.

Carpete

Se notar que há carpete na foto do quarto de hotel, melhor ficar alerta. Ele, por si só, não representa um sinal negativo, mas aqui o importante é considerar o quadro mais amplo: o aspecto geral da limpeza do quarto e, principalmente, quando foi feita a última reforma. Quem tem carpete em casa sabe como ele é difícil de limpar, especialmente as manchas. A durabilidade média de um carpete varia entre dois e cinco anos, mas devido à alta circulação de pessoas em hotéis esse prazo diminui consideravelmente. Assim, caso pareça que a última reforma do quarto tenha sido feita há muito tempo, deve-se evitar ao máximo andar descalço sobre o carpete.

Fotos excessivamente iluminadas

Para deixar os quartos mais atraentes na foto, alguns hotéis optam por retocá-las. E a tática mais simples e eficaz é simplesmente clareá-las. Para isso, basta aumentar o brilho e alguns outros parâmetros da fotografia original, fazendo com que o ambiente pareça mais iluminado e até maior.

Você pode até mesmo testar em casa como o cômodo fica sob uma iluminação normal: basta pegar a foto do site e reduzir os seus parâmetros de brilho em qualquer editor de fotos.

Outro truque que pode ser usado pela administração dos hotéis é fazer as fotografias usando uma lente grande-angular. Elas fazem com que o cômodo pareça maior na foto do que realmente é, portanto é bom sempre estar preparado para o fato de o quarto ser menor do que o mostrado no site.

Não é possível encontrar o prédio do hotel no Google Street View

Às vezes, os hotéis publicam fotos antigas em seus sites, como já discutimos acima. No entanto, também existem casos em que as fotos mostradas no site são de um estabelecimento completamente diferente. Assim, para verificar como o prédio do hotel e suas redondezas são de verdade, teste colocar o seu endereço em mapas eletrônicos ou passear um pouco ao redor dele com a ferramenta Google Street View.

Cama de casal com um lado encostado na parede

Não é raro encontrar camas de casal que tenham um lado encostado na parede em hotéis. Essa organização, contudo, não agrada muita gente, pois impossibilita a entrada ou saída da cama pelos dois lados, fazendo com que seja necessário passar por cima da outra pessoa para isso. Por outro lado, a lógica dos estabelecimentos é simples: ao fazer quartos menores, eles economizam espaço para outros ambientes e assim podem receber mais hóspedes. No entanto, se na busca do lucro a administração sacrifica o conforto do cliente, ela pode facilmente economizar também em outras coisas, como móveis, limpeza e sistemas de água e esgoto (e a qualidade desses itens é muito mais difícil de perceber através das fotos).

Ausência de janelas nas fotos

“Ao viajar pelo Vietnã, ficamos hospedados em alguns quartos que não tinham janelas. Desta vez, o hotel no qual acabamos de fazer check-in em Hanói nos prometeu que havia uma janela no nosso quarto. Acho que não estavam mentindo, no fim das contas”

Já fizemos muitos posts sobre hóspedes que tiveram suas expectativas frustradas ao chegar a um hotel. Um bom exemplo é o do internauta que se deparou com uma vista incrível do outro lado da janela, mas ela não passava de uma grande foto impressa e colada na parede em frente ao quarto.

Em alguns lugares do mundo, frequentemente as opções mais baratas ficam no subsolo ou no térreo, onde não há janelas ou elas são muito pequenas. Portanto, ao escolher um quarto, certifique-se de que ele tenha janela. Caso nas fotos não apareça nenhuma janela, é provável que o quarto não disponha de uma.

Fotos muito detalhadas que não permitam ter uma perspectiva geral do ambiente

Outro truque usado pelos hotéis e serviços de reserva é postar fotos muito detalhadas dos quartos. É melhor ficar atento caso, no site, você encontre 45 cliques de vasos, livros e outros artigos de decoração em vez de 10 fotos amplas e de boa qualidade. É possível que a administração esteja tentando distrair a atenção do cliente de possíveis problemas no ambiente, como uma mobília muito antiga, por exemplo.

Fique atento à tecnologia e ao design do site

“Queríamos fazer o check-in no hotel, mas os funcionários da recepção tentaram nos comer. Vamos dar 0 estrela”

Vale a pena avaliar a qualidade do site do hotel. Se o design e a interface da página forem antigos, certamente um serviço de igual qualidade estará aguardando você na recepção na hora do check-in. O mesmo vale para os casos em que o aspecto geral do site é bagunçado, sobrecarregado com abas e vídeos que distraem sua atenção. Claro, essas regras não são universais e há exceções, por isso o melhor é avaliar todo o conjunto de sinais.

Outro aspecto ao qual vale a pena prestar atenção é o profissionalismo dos atendentes na hora de fazer a reserva. Caso você seja mal atendido ou se depare com inação do funcionário já nessa fase, é bom não criar muitas expectativas para o hotel.

O hotel tenta vender serviços que, a priori, deveria oferecer sem taxa adicional aos hóspedes

“Fiz reserva em um hotel que dizia ter uma ’sala de jogos’ como um dos principais atrativos. Acontece que era apenas uma mesa de pebolim no lobby”

Dependendo da quantidade de estrelas do estabelecimento, os hóspedes podem contar que alguns serviços já estão inclusos no preço da acomodação. Não há um padrão internacional, mas, na Europa, por exemplo, os hotéis de uma estrela devem oferecer banheiro, chuveiro, televisão, mesa, cadeira, sabonete. Os de duas estrelas, além desses, devem incluir no preço da hospedagem abajur, toalhas e alguns artigos de higiene (como pasta e escova de dente e kit de barbear).

No entanto, alguns hotéis podem se aproveitar dessa lógica e oferecer alguns serviços que, no geral, são inclusos no preço da hospedagem como sendo adicionais. Portanto, antes de fazer uma reserva, certifique-se de que o quarto disponha de todos os requisitos básicos e que não será necessário pagar nenhum serviço extra na hora do check-in.

A que detalhes você costuma prestar mais atenção na hora de reservar um quarto de hotel? Já teve suas expectativas frustradas? Compartilhe seus relatos com a gente na seção de comentários.

Compartilhar este artigo