Incrível

10 Personagens marcantes de Monteiro Lobato que nos fazem ter orgulho da literatura brasileira

José Bento Monteiro Lobato é considerado um dos maiores escritores infantis do Brasil. Prova disso é que o Dia Nacional do Livro Infantil é celebrado em 18 de abril, data em que ele nasceu, em 1882. Nesse dia, diversas homenagens ao escritor acontecem nas escolas, bibliotecas e centros culturais.

Incrível.club decidiu reunir alguns de seus personagens mais famosos para você, além de contar uma novidade ao final. Confira só!

10 Personagens marcantes de Monteiro Lobato que nos fazem ter orgulho da literatura brasileira

1. Dona Benta

Avó das crianças Narizinho e Pedrinho, Dona Benta é uma das avós mais marcantes da literatura mundial. Ela ilumina os pequenos com sua sabedoria, ensinando-lhes matérias como Geografia, Astronomia e Física, além de contar histórias fascinantes. E o melhor: sem ser chata.

2. Pedrinho

Neto de Dona Benta e primo de Narizinho, ele mora na cidade, e sempre vai passar as férias no sítio da avó. O menino tem como grande virtude seu caráter aventureiro e corajoso, sempre se metendo em incríveis aventuras pelo Sítio do Picapau Amarelo. Anda sempre com seu estilingue no bolso, e diz não ter medo de (quase) nada.

3. Narizinho

Lúcia Encerrabodes de Oliveira — Narizinho — ganhou esse apelido por causa de seu nariz arrebitado. É neta da dona Benta, com quem mora na casa grande do Sítio do Picapau Amarelo. Com oito anos, Narizinho é dona de Emília, a boneca falante, mas só fica contente mesmo quando Pedrinho vem passas as férias, e os dois participam de grandes aventuras.

A personagem aparece pela primeira vez em “A Menina do Narizinho Arrebitado”, história mais tarde transformada no primeiro capítulo de “Reinações de Narizinho”, obra que reúne várias histórias que já foram publicadas do autor.

4. Emília

Desde sua criação, em 1920, Emília mereceu diversas representações por grandes ilustradores, no Brasil e no exterior. Suas mãos não tinham dedos, e os cabelos eram rabiscos, seguindo a descrição inicial de Lobato.

A personagem é de um carisma absoluto. Nasceu muda como qualquer boneca, mas Narizinho quis que ela criasse vida. Emília então foi “curada” pelo Dr. Caramujo, que lhe deu uma pílula falante. Ela, então, desembestou a falar.

5. Tia Nastácia

Responsável por dar um ar de brasilidade ao Sítio do Picapau Amarelo, a bondosa cozinheira dava sabor ao sítio, principalmente com seus bolinhos de polvilho. Foi ela quem fez a Emília, usando retalhos de pano de uma saia velha.

O curioso é que Lobato revelou que a personagem foi inspirada em uma cozinheira que trabalhava em sua casa, e também babá de seus filhos.

6. Visconde de Sabugosa

Um dos dons de Lobato era o de criar personagens originais, como o Visconde, um inteligente boneco feito de sabugo de milho. Com umas palhinhas no pescoço, usa cartola na cabeça e tem um sinal de coroa na testa.

Por isso é o Visconde de Sabugosa. Um verdadeiro sábio, que estuda muito. Tanto que quase morreu empanturrado de Álgebra. Ensina Geografia e Geologia para a turma, e ajudou a descobrir petróleo nas terras do Sítio.

7. Jeca Tatu

Criado na obra “Urupês”, que contém 14 histórias baseadas no trabalhador rural paulista, Jeca é um caipira desleixado e preguiçoso, sempre de cócoras e pés descalços. Ele não tem nenhuma educação, cultura, ambição ou mesmo disposição para melhorar de vida.

8. Marquês de Rabicó

Marquês de Rabicó, ou apenas Rabicó, mais conhecido como Celito, é o animal de estimação da Narizinho. É um porco gordo e guloso, e ganhou esse nome por ter somente um toquinho de rabo. O coitado morre de medo da Tia Nastácia, que sempre tenta colocá-lo na panela, mas nunca consegue, pois a Narizinho o protege.

9. Cuca

A Cuca, na verdade, é um personagem do folclore brasileiro, assim como o Saci, mas que foi imortalizada na obra de Monteiro Lobato. Mesmo sendo um personagem infantil, a bruxa com corpo de jacaré e cabelos louros já deixou muita criança desobediente em alerta máximo.

10. Saci-Pererê

Pedrinho foi caçar no Capoeirão dos Tucanos, a mata virgem do Sítio do Picapau Amarelo, e encontrou um saci, que lhe contou os segredos da floresta e várias lendas do folclore brasileiro. Saci é um menino de uma perna só, que tem uma carapuça vermelha na cabeça, fuma um cachimbo e anda em redemoinhos de vento.

Com a transposição dos textos de Lobato para a televisão, o Saci ultrapassou o imaginário, foi personificado e se transformou em um dos personagens mais famosos do nosso folclore. Abaixo você pode ver uma das primeiras ilustrações sobre ele.

Novidade: a obra caiu em domínio público

Desde o dia 1º de janeiro de 2019 as obras de Monteiro Lobato estão em domínio público, ou seja, os direitos autorais não mais pertencem exclusivamente aos seus descendentes. Isso acontece porque a proteção aos direitos é válida por 70 anos, e termina a partir do primeiro dia do ano seguinte.

Como Monteiro Lobato morreu em 1948, aos 66 anos, os direitos terminaram agora. Assim, é permitida a publicação da obra por qualquer editora, o que já resultou em um plano diversificado de edições.

Isso deixou muitos fãs ansiosos esperando as próximas versões. E você, o que achou disso? Deixe sua opinião aqui nos comentários 😊

Daniil Shubin exclusivo para Incrível.club