Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Coisas que podem deixar o seu garçom bastante irritado

5--1
12k

As pessoas que utilizam serviços como atendimento em lojas, restaurantes e outros, podem ser divididas em 2 grupos: as que tentam ao máximo demonstrar respeito para com os funcionários e as que não estão nem aí para esses profissionais. Por exemplo, certas pessoas quando vão a restaurantes tentam lembrar os nomes dos garçons e fazem de tudo para facilitar seu trabalho. Outras não se preocupam com isso, repetindo frases do tipo: “Mas este é o trabalho deles. Não estão fazendo mais que a obrigação”.

Nós, do Incrível.club, acreditamos que se cada um tratar o próximo com mais amor e respeito, o mundo certamente se tornará um lugar melhor. Por isso, pesquisamos quais as atitudes capazes de dificultar o trabalho de um garçom. Depois de ler fóruns e artigos sobre funcionários de restaurantes, encontramos algumas respostas. Acompanhe!

Perguntar sobre o sabor de pratos caros

Em abril, uma usuária do Twitter que trabalha como garçonete há bastante tempo escreveu um post sobre os pontos negativos da sua profissão. Ao que parece, a garota disse ficar em choque quando os clientes perguntam o sabor dos pratos mais caros do menu. Isso causa surpresa pelo fato de que os funcionários muitas vezes não têm direito de provar tais pratos e dificilmente têm condição financeira de pagar por eles.

Quando adultos fazem pedidos do menu infantil

Segundo os funcionários de alguns cafés e restaurantes, em muitos lugares os preços do cardápio infantil são mais baixos do que o menu normal. Em diversos estabelecimentos, para evitar que alguns clientes façam pedidos do menu infantil, buscando economizar, os funcionários devem seguir um regulamento em relação à idade dos clientes que teoricamente não têm o direito de pedir pratos de determinando menu. E, em certos casos, você pode até pedir um prato do menu infantil, mas eles podem te cobrar o preço de adulto. De qualquer forma, às vezes, os garçons são forçados a recusar pedidos por conta dessa regra e precisam ouvir reclamações de clientes insatisfeitos e decepcionados. Lembrando que aqui no Brasil, especialistas consideram que essa prática vai contra o Código de Defesa do Consumidor.

Esconder o lixo na mesa

Após a saída de um cliente de um restaurante ou bar, os garçons precisam limpar a mesa o mais rápido possível. Portanto, se você deixar algum lixo ou pedaço de guardanapo em lugares não visíveis imediatamente, o garçom pode encontrar e acabar por deixar a mesa suja. Por isso, é importante sempre deixar os materiais usados da forma mais óbvia possível para facilitar o trabalho dos funcionários e manter a limpeza para os próximos clientes.

Mover a cadeira para longe da mesa

Muitos clientes têm o hábito de empurrar a cadeira para longe da mesa após terminar a refeição, para esticar as pernas ou relaxar um pouco. Isso, em primeiro lugar, pode atrapalhar as outras pessoas que estejam perto da mesa: elas não poderão mover a cadeira a uma distância confortável para sentar ou caso precisem levantar-se. Em segundo lugar, caso a mesa esteja virada para o corredor, mover a cadeira demais pode atrapalhar a movimentação dos garçons e até causar algum acidente.

Trocar de lugar com seus amigos

Alguns garçons não gostam de quando os clientes trocam de lugar depois de fazer o pedido. Isso se deve ao fato de que alguns deles não memorizam os rostos dos clientes, mas sim a posição de cada cliente na mesa para que levem os pratos corretos.

Chegar em grande grupo sem reserva prévia

Não é raro ver um grande grupo de pessoas chegar sem reserva. Em tais situações, pode ser preciso mover outras mesas para acomodar os clientes. Mas lembre-se: não há garantia de que o seu grupo será acomodado com conforto caso você não tenha feito reserva, pois as cadeiras podem não ser suficientes. Pode ainda ocorrer de o grupo ter de ser dividido pelo espaço do restaurante.

Pedir para trazer contas separadas

Em alguns países, há o hábito de não dividir a conta separadamente quando se está em grupos grandes, principalmente na Europa. Portanto, quando não há aviso prévio de que a conta precisa ser calculada separadamente, os garçons precisam se esforçar depois para dividir os gastos corretamente. Eles não dirão que não é possível, mas costuma ser de bom tom pedir antecipadamente para o garçom dividir as contas separadamente. Isso facilita a vida de todos, inclusive a dos próprios clientes.

Pedir pratos que não estejam no menu

O garçom Stanislav Adams falou sobre esse tema em uma entrevista para o canal do YouTube LUKI. Quando você pede algo que não está no menu, o atendente irá fazer de tudo para tentar resolver a situação. Por exemplo, se o estabelecimento tiver os ingredientes que vão no prato que você gostaria, o garçom pode calcular os valores separadamente por ingrediente.

Os problemas começam quando certos clientes pedem pratos que contenham ingredientes que simplesmente não estão disponíveis no restaurante. Muitos insistem e fazem reclamações sobre a falta de tais ingredientes, sendo que o garçom não tem qualquer tipo de responsabilidade pela criação do menu.

Trabalhando com o notebook num restaurante

Alguns funcionários podem ficar incomodados com profissionais que vão até o estabelecimento somente com o objetivo de trabalhar. Eles podem pedir uma xícara de café, mas depois ficam sentados na mesa por mais 4 horas, dando atenção apenas ao notebook. Na hora do almoço, vão embora para comer em algum lugar mais barato e voltam à noite, quando o fluxo de clientes aumenta, e ocupam mesas somente para tomar café por mais algumas horas. Tais clientes, inclusive, chegam a não deixar gorjetas.

Indecisão na hora de fazer o pedido

Quando o salão está cheio, os garçons aproveitam cada minuto para servir todos os clientes o mais rápido possível e evitar longas esperas. Por esse motivo, é bastante compreensível que fiquem um pouco incomodados quando são chamados para receber o pedido de alguma mesa e as pessoas simplesmente não estão preparadas para escolher, levando um longo tempo discutindo entre si sobre as possíveis opções.

Talvez algumas dessas “queixas” possam parecer superficiais para nós, clientes, mas a verdade é que não custa nada mudar um pouco o comportamento demonstrando, assim, boa vontade com quem está dando o melhor de si no trabalho.

Agora nos diga, quais são os hábitos mais irritantes das pessoas que trabalham com você?

5--1
12k
Compartilhar este artigo