Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Por que a falta de limites para um filho pode ser muito prejudicial

6-24
12k

Normalmente, as pessoas pensam que ausência de regras significa liberdade e uma infância despreocupada. Na realidade, pais que não estabelecem nenhuma regra podem criar filhos irresponsáveis, ansiosos e dependentes; e uma criação sem limites pode causar muitas dificuldades de adaptação na fase adulta. Segundo os psicólogos, o que ocorre é que as crianças gostam de ordem e de limites, mesmo quando parecem dizer o contrário.

Hoje, o Incrível.club vai explicar por que é importante que pais e filhos tenham limites definidos. No final, incluímos um bônus com algumas dicas que podem ajudá-lo a estabelecer um conjunto de regras dentro de casa.

Crianças não aprendem a controlar as suas emoções

Crianças sem limites sabem que sempre conseguem tudo sem grandes esforços e por isso podem ser bastante exigentes. Se em algum momento os pais decidirem impor algum limite, elas podem ficar frustradas e fazer birra. Quando os pais decidem ceder apenas para ajudar os filhos, eles nunca vão aprender a lidar com emoções negativas e não vão saber como encontrar ferramentas para se acalmar.

Não têm responsabilidades

Não estabelecer limites desde o começo pode causar sérios problemas de comportamento. As crianças que estão acostumadas a ter tudo costumam ser mal-educadas. Filhos que não ajudam nas tarefas de casa se transformam em adolescentes preguiçosos e egoístas. Essa incapacidade de assumir responsabilidades pode afetar negativamente a pessoa na fase adulta.

São dependentes dos pais

A falta de regras também pode levar à superproteção. Pais que fazem o possível para que os filhos não se machuquem, que lutam para que eles não tenham nenhum tipo de preocupação, e que só querem que as crianças tenham emoções positivas, acabam com filhos incapazes de tomar qualquer decisão sozinhos. Eles se acostumam a ter sempre os pais fazendo todo o trabalho duro, o que é muito cômodo. Esse processo faz com que a criança não tenha novas ideias e não consiga agir por conta própria; ou seja, ela não cria sua própria vida.

Isso costuma gerar muito estresse

Ao tentar proporcionar uma infância despreocupada, os pais acabam criando uma grande armadilha: os filhos não sabem lidar com problemas. Isso cria uma enorme dependência e uma sensação de que eles nunca serão donos de si mesmos. Mais tarde, esse despreparo pode também causar problemas psicológicos, como ansiedade.

Acham que todas as regras podem ser quebradas

Crianças que não estão acostumadas a ouvir “não” dentro de casa, geralmente, não aceitam proibições fora dela. Elas podem pensar que suas ações não envolvem responsabilidades ou punições e ignorar ou desrespeitar as regras impostas pelos professores na escola (ou mesmo regras sociais ainda mais importantes). Essas crianças podem sentir que são as únicas que dão ordens e que todos ao seu redor devem respeitá-las.

Bônus: como estipular regras para os filhos

  • Simplifique as regras: elas devem ser claras para todos;
  • Use uma linguagem positiva: motive os seus filhos a seguirem as regras;
  • Seja constante: ensine que os atos têm consequências e não mude as regras de acordo com o seu humor;
  • Seja lógico: dê uma certa flexibilidade aos limites, para você e para os seus filhos;
  • Não deixe de motivar os seus filhos: mostre que você se orgulha deles.

Você tem uma lista de regras dentro da sua casa ou prefere educar os seus filhos com mais liberdade? Vamos discutir essas questões nos comentários.

6-24
12k