8 Produtos de uso doméstico perigosos que devem ser trocados

Muitas pessoas não se dão conta, mas podem estar colocando em risco a própria saúde ao ter contato com substâncias químicas presentes em casa, em produtos e objetos do dia a dia. Para evitar esses riscos, a primeira coisa é conhecer os símbolos dos rótulos que indicam essas substâncias e as formas de substitui-las.

Incrível.club recomenda que você substitua qualquer substância ou objeto perigoso por opções alternativas, que podem garantir a saúde e a segurança de sua família e até de seus animais domésticos.

1. Frigideiras e panelas de teflon

“Teflon” é o temo genérico usado para designar a cobertura antiaderente de panelas e frigideiras e que possui propriedades como maior capacidade de isolamento, flexibilidade e resistência sob temperaturas extremas. A grande questão é o produto utilizado para colar o teflon na superfície dos utensílios de cozinha, conhecido como PFOA (Ácido Perfluorooctano) e que pode causar câncer, aumento de colesterol, problemas no fígado e uma série de outras disfunções. Por isso, quando for comprar qualquer utensílio de cozinha, certifique-se de que não contenha PFOA. E, se já tiver utensílios com esse tipo de substância, procure substituir por outros de ferro, cerâmica ou aço inox, por exemplo.

2. Tapetes

Pode até parecer curioso, mas, assim como as panelas e as frigideiras, os tapetes ou carpetes também podem conter PFOA — nesse caso, aplicado como revestimento para proteger as superfícies. Além dessa substância, os tapetes acumulam grande quantidade de pó, bactérias e germes, podendo provocar asma ou alergias em crianças e adultos. Por isso, avalie a composição de seu tapete (basta ler a etiqueta) e, se for o caso, considere substituir por assoalhos ou por piso frio.

3. Produtos químicos para a limpeza

Seja por sua praticidade, seja pelo aroma que costumam deixar na casa, os produtos de limpeza são uma verdadeira tentação nas gôndolas dos supermercados e, por isso mesmo, um sucesso de vendas. A questão é que, como muita gente já sabe, eles apresentam riscos. Podem, por exemplo, prejudicar a saúde de animais de estimação, tanto por ingestão quanto por inalação. Já em nós, humanos, um estudo mostrou que a exposição diária a esses produtos pode equivaler a fumar vinte cigarros ao dia. A melhor opção, então, é fazer a limpeza com produtos naturais, como o vinagre, o limão e o bicarbonato de sódio, que possuem propriedades germicidas.

4. Impressora a laser

O toner das impressoras a laser gera partículas que, ao serem inaladas, aderem aos pulmões, provocando problemas respiratórios e cardiovasculares. Um estudo da Universidade de Queensland, na Austrália, revelou que, de 62 modelos de impressoras a laser, 17 produziam emissões altas dessas partículas. Uma opção são as velhas e ainda confiáveis impressoras com cartuchos de tinta.

5. Mamadeiras (Bisfenol A)

Bisfenol A (BPA) é uma substância química utilizada na fabricação de resinas e plásticos, que, por sua vez, são utilizados na produção, por exemplo, de mamadeiras. Cientistas descobriram que a exposição ao BPA pode provocar câncer, obesidade, diabetes, puberdade precoce, efeitos imunológicos, hiperatividade e outros malefícios à saúde. Por conta desse problema, os órgãos reguladores de saúde passaram a exigir que os produtos que utilizam BPA em sua composição tivessem avisos da presença dessa substância. Se você quer evitar a exposição a ela é só procurar no rótulo essa sigla. Ou adquirir produtos que possuem avisos como “livre de BPA” ou “BPA free” (“livre de BPA” em inglês).

6. Umidificadores de ar

Os umidificadores ou vaporizadores podem, à primeira vista, parecer inofensivos. Mas é preciso ter em mente que há, sim, riscos em seu uso. Se a exposição for constante, tanto umidificadores quanto vaporizadores podem contribuir para o desenvolvimento de determinadas bactérias e do mofo. Mesmo que você viva em um ambiente seco, lembre-se de que as crianças podem se expor à umidade durante o banho por conta do vapor. Por isso, não há, a princípio, a necessidade de comprar esse eletrodoméstico.

7. Sabão e amaciante para roupas

Assim como os produtos de limpeza, o sabão e o amaciante para roupas contêm produtos químicos que fazem mal à saúde. O mais comum deles é o cloro que, se ingerido, provoca intoxicação. Além disso, a exposição direta à pele pode provocar queimaduras. E atenção: os rótulos dos produtos podem não indicar o termo “cloro” e, por isso, você pode acreditar que está comprando um produto sem essa substância. Fique atento, então, a outros termos que podem, também, se referir a ele, como “triclosano” e “hipoclorito”. Uma opção saudável e eficiente é o sabão caseiro.

8. Shampoo

Os produtos de higiene pessoal e beleza contêm o chamado Lauril Sulfato de Sódio (SLS), uma substância tensoativa (ou surfactante) que possui, entre outras propriedades, a de produzir espuma. Ele é encontrado, por exemplo em géis para banho, shampoos, espumas e cremes dentais. Por ser um ótimo desengordurante, pode deixar a pele seca. Já ficou comprovado que a exposição repetitiva e acumulativa ao SLS pode danificar o fígado. Recomendamos que você substitua por shampoos naturais e não tóxicos para reduzir a exposição a esse composto.

Você já sabia dos riscos que os produtos que mostramos podem causar? Utiliza alguma opção mais saudável? Conhece outros produtos perigosos na sua casa que podemos acrescentar à lista? Deixe sua opinião nos comentários!

Compartilhar este artigo