Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Hábitos que são tão perigosos quanto o tabagismo

Você provavelmente conhece os perigos que o cigarro representa. Mas você sabia que algumas pesquisas recentes mostram que outros hábitos que quase todos nós temos (e que aparentemente não são tão perigosos) podem ser igualmente ou até mesmo mais arriscados que o tabagismo? Confira alguns exemplos e veja como reduzir o impacto negativo deles sobre a nossa saúde.

Comer muita carne e muito queijo

O consumo em excesso de proteína animal para pessoas com menos de 65 anos aumenta em 4 vezes o risco de desenvolver câncer e 5 vezes o risco de diabetes.

  • Tente substituir as proteínas animais pelas vegetais. Por exemplo, inclua na sua dieta verduras e frutos secos.

Dormir pouco

A falta de sono provoca desequilíbrios no metabolismo e aumento do hormônio cortisol, que pode elevar a pressão arterial e provocar acidente vascular cerebral.

  • Dormir de 6 a 8 horas toda noite reduz o risco de envelhecimento e morte prematura em 12%.

Tomar sol com frequência

O amor pelo bronzeado perfeito (artificial ou não) pode causar câncer. Em um ano foram registrados nos Estados Unidos 400 mil casos de melanoma.

  • Inclua na sua dieta verduras ricas em carotenóides não apenas para proteger a sua pele do ambiente nocivo em que vivemos, como também para conseguir um bronzeado bonito e saudável.

Estilo de vida sedentário

A falta de atividade física provoca doenças cardiovasculares e risco de desenvolver câncer de mama e de cólon.

  • Atividades moderadas, por exemplo caminhar 30 minutos ao dia, reduzem significativamente esses riscos.

Cozinhar com óleo de girassol

Ao esquentar o óleo de girassol, substâncias químicas são liberadas, sobretudo aldeídos que provocam câncer, doenças cardíacas e demência.

  • Substitua o óleo de girassol por outro. Se quiser, use azeite, manteiga ou margarina.

Não ventilar a casa

A cozinha, os aromatizantes e a própria poluição podem provocar infecções nas vias respiratórias e aumentam o risco de alguém apresentar problemas no pulmão.

  • Ventile bem a sua casa todos os dias e reduza esses riscos.
Imagem de capa pixabay, pixabay