Incrível

10 Dicas e incentivos para quem deseja parar de comer carne

Quais foram suas resoluções de Ano Novo? Se você veio parar aqui, é porque um dos seus desejos provavelmente é parar ou diminuir o consumo de carne. Esse é um movimento que vem crescendo cada vez mais. Inclusive, dados do Ibope revelam que 14% da população brasileira é adepta da alimentação vegetariana e esse número só tende a aumentar.

Movimentos como Segunda Sem Carne e desafios como 21 Dias Sem Carne vêm crescendo bastante entre influenciadores e a população, mostrando que é possível sim adotar um estilo de vida saudável, sem agredir os animais.

Incrivel.club, sabendo que mudar de hábitos da noite para o dia pode ser uma tarefa desafiante, separou 10 dicas e incentivos para quem quer parar de comer carne. Mas antes, vale lembrar que é essencial ter o acompanhamento médico para fazer uma transição saudável.

Incentivos para quem deseja começar

  • Sem sofrimento: para se ter uma ideia, apenas no Brasil, aproximadamente 10 mil animais morrem a cada minuto sob a justificativa de servir de alimento. Visto que você pensa em deixar de comer carne, ou diminuir a frequência, antes de comer um prato com carne, lembre-se desses números. Repense seus hábitos de consumo e reflita: não é muito melhor comer pratos livres de sofrimento?
  • Diminuição do risco de diabetes: cientistas testaram se a dieta vegana poderia reduzir o risco de pessoas acima do peso adquirirem diabetes do tipo 2. Para isso, fizeram um estudo, onde parte dos voluntários deveria adotar uma dieta sem carne ou laticínios por 16 semanas, e a outra parte dos voluntários não deveria fazer mudanças na alimentação. No fim, eles descobriram que quem aderiu à dieta vegana teve uma melhora na sensibilidade à ação da insulina, facilitando a entrada do açúcar nas células — e evitando que ele ficasse na circulação, causando estragos.
  • Níveis de colesterol podem baixar: você provavelmente já sabe que uma quantidade elevada de colesterol LDL (o ruim) no sangue aumenta as chances de paradas cardíacas. Por isso, a Associação Americana do Coração (American Heart Association) recomenda que a porcentagem de gordura saturada na dieta diária não deva ultrapassar 5% ou 6%. E quais alimentos são as principais fontes de gordura saturada? Carne de porco, cordeiro, vaca... e quais são as melhores alternativas para isso? Frutas, vegetais, grãos e outras delícias que fazem parte da dieta vegetariana.

  • Impacto positivo ao Planeta: ao não comer carne por um dia, você deixa de consumir 3.400 litros de água, o que é equivalente a tomar 26 banhos de 15 minutos. Acredita?
  • Emagrecer: se você também deseja perder uns quilinhos, então essa informação vai unir o útil ao agradável. Pessoas que param de comer carne e que adotam uma dieta saudável (ou seja, sem ficar o dia todo comendo batatas fritas ou se enchendo de refrigerante), costumam perder 4,5 kg em um mês, em média.

Dicas práticas para você

  • Não existem regras: antes de tomar a decisão, é possível que você entre em contato com pessoas que já decidiram virar vegetarianos. É claro que alguns vão te dizer que você precisa cortar todo o tipo de carne de uma só vez, outros vão dizer que é melhor parar aos poucos. A verdade, contudo, é que não há certo ou errado para virar vegetariano. Se, para você, for melhor diminuir a carne aos poucos, que assim seja! Procure fazer desafios: comece com um dia sem carne, pule para uma semana sem carne, depois um mês... e, quando se der conta, você já montou um cardápio sem crueldade e sem dificuldade. E, claro, procure auxílio de um profissional de saúde especializado nisso (nutricionista ou nutrólogo) para te ajudar nesse período de transição.
  • Tenha a mente aberta para novos ingredientes: a dificuldade em virar vegetariano, às vezes, pode ser uma questão de ponto de vista. Em vez de pensar nos alimentos que você vai deixar de comer, pense em quantos grãos e vegetais diferentes você vai passar a incluir nas suas receitas. Abra a sua cabeça para todo um novo mundo de possibilidades. Variedade é tudo!
  • Bateu saudade de carne? Se você já começou sua aventura no mundo do vegetarianismo, mas bateu aquela saudade de comer carne, saiba que isso é absolutamente normal — e tem solução. Antes de jogar tudo para o alto, lembre-se que o mercado está avançando cada vez mais em criar produtos que lembram carne, tem gosto de carne, mas são feitos com base vegetal. No Brasil, a Fazenda do Futuro foi a primeira empresa a criar uma carne de plantas com o mesmo gosto, suculência e textura da carne. Com certeza já dá para matar a saudade e sair com a consciência levinha.
  • Fique de olho na saúde: como falamos na introdução desse post, é muito importante que você tenha o acompanhamento de médicos para fazer a transição. Quem é vegetariano precisa estar de olho na saúde, principalmente na vitamina B12 (que está ausente no reino vegetal), para não adoecer.

Diminuir a quantidade de carne está na sua lista de metas? Conte sua experiência para a gente nos comentários.